Publicidade:

Vale a pena usar um filtro de água?

Se está a pensar começar a usar um filtro de água, fique a conhecer as suas vantagens, bem como os vários tipos de filtros existentes no mercado.

Vale a pena usar um filtro de água?
Conheça as vantagens e os cuidados a ter

Não gosta de beber a água da torneira? De um modo geral, a maior parte dos municípios portugueses tem uma rede pública de água em boas condições. Existem pontos em cada cidade onde o consumo de água de uma determinada fonte, por exemplo, é encorajado. Mas é compreensível que haja quem queira usar um filtro de água, para se precaver contra certos químicos ou até contra o sabor a cloro que pode existir em algumas águas tratadas.

Ter um filtro de água ou um purificador pode ser a solução para resolver o problema de gosto ou sabor da água da torneira na sua zona, se não quiser estar constantemente a comprar água engarrafada. Mas é importante ter alguns dados antes de avançar na compra de um filtro que deve ser mantido aquando da utilização.

Usar um filtro de água: como e porquê


agua

Além da grande vantagem de filtrar substâncias impróprias ao consumo humano, entre outras, existem outras vantagens quanto ao uso de filtros de água:

  • Redução e eliminação de impurezas, bactérias, cloreto, calcário;
  • Redução do sabor/odor a cloro e outras substâncias usadas para tratar as águas da rede pública;
  • É mais económico e cómodo filtrar a água da torneira do que comprar água engarrafada;
  • Acabam também por ser soluções ecologicamente mais sustentáveis, porque evitamos estar constantemente a acumular plásticos de garrafas.

Cuidados ao comprar e usar um filtro de água

Quando compra um filtro de água deve ter alguns cuidados. Antes de tudo, é preciso identificar onde é que tem problemas com água da torneira, para escolher a melhor solução, dentro de todos os modelos e marcas que existem. E também quais são os contaminantes. Tenha em conta como é feita a instalação, os seus custos e se se enquadra na sua cozinha. Não se esqueça que os filtros precisam de manutenção.

Tipos de filtro de água

a) Filtros de carbono: mais económicos, fáceis de instalar, podem ser usados entre 6 a 9 meses e depois devem ser substituídos;

b) Filtros de garrafa: ou jarro. São bem conhecidas e podem também ser uma opção económica (entre os 15 e os 30 euros, em média) e prática, apesar de serem os menos eficazes no geral;

c) Filtros de água do lava-loiças: adaptados ao lava-loiças, precisam de ser instalados por um técnico ou canalizador, o que resulta num investimento maior. Pode ser aplicado também às estradas dos eletrodomésticos e prolongar a vida destes;

d) Filtros de água à saída: são bastante acessíveis e de fácil instalação, basta retirar o filtro original à saída da sua torneira e colocar um destes. Podem contudo, diminuir o caudal da água.

Estes são os filtros mais comuns, mas também existem filtros de água à entrada, filtros de raios ultra violetas e filtros de osmose reversa.

Pode deslocar-se a uma loja de eletrodomésticos para adquirir filtros e são muitas as marcas que os fabricam: Samsung, Brita, Whirlpool, GE, Pur, etc. Tenha em atenção os cuidados de manutenção e prefira comprar os que têm indicação electrónica que está na hora de mudar de filtro.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.