Publicidade:

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não?

Incluir sempre uma fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não? Estaremos a passar uma imagem profissional? Saiba aqui em que situações deve ou não fazê-lo.

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não?
Saiba se deve incluir foto no CV, ou não

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não? Eis a questão que estamos prontos a responder.
“Estou prestes a enviar uma série de currículos para diferentes empresas. Devo incluir uma fotografia no currículo que envio para cada uma?” Esta é uma pergunta que já deve ter feito a si mesmo durante o processo de candidatura a um novo emprego. Se é o caso, chegou ao sítio certo.
Na verdade não existe uma resposta 100% correta para esta questão. Se há quem defenda que sim, que a fotografia deve ser incluída no CV e que há empresas que dão preferência a candidaturas cujo CV apresente foto, há quem – pelo contrário – defenda que esta decisão pode até ser prejudicial. A verdade é as coisas podem não ser tão lineares assim e, no fundo, ter ou não fotografia no Curriculum Vitae depende da oferta a que se está a candidatar.

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não? 

ALT curriculo

Esta pergunta pode ser um pouco redundante nos dias de hoje, em que uma pesquisa numa rede social (no Facebook, Instagram ou LinkedIn) pode revelar facilmente uma fotografia nossa. Mas em que circunstâncias não precisamos de enviar CVs com fotos e em quais devemos fazê-lo?

Infelizmente, não existe uma resposta correta para esta pergunta. Este facto aliado ao famoso provérbio: “uma imagem vale mais do que mil palavras”, leva a refletir na necessidade de colocar uma fotografia no currículo e de adaptar esse facto à variedade de ofertas.

Há momentos em que é fundamental ter a foto presente e há outros em que esse pode ser um aspeto negativo. Claro que quando as ofertas assim o discriminam, deve incluir. Por algum motivo, o empregador o fez: pode ter a ver com a natureza da função, ou pode ser uma decisão interna do departamento de recursos humanos para depois arquivar os currículos em base de dados.

Quando não há pedido claro, é necessário uma análise cuidada do anúncio de emprego. Coloque a si mesmo a pergunta: a aparência física pode ser um aspeto fundamental para esta empresa? É valorizado o aspeto físico? Nestes casos deve incluir uma fotografia no currículo. Assim como acontece, também, em empregos nas indústrias da moda, cinema e audiovisual, e até para preencher uma vaga de hospedeiro de bordo, por exemplo…

Noutros casos, lembre-se que tentar adaptar o CV a cada oportunidade de emprego é a melhor opção. Em determinadas situações, quando sabe que a imagem não é um fator eliminatório, pode determinar que não vai precisar de incluir fotografia.

É o que acontece quando o assunto é batalhar por um emprego de cariz académico ou administrativo, por exemplo. Um currículo minimalista e direto é, muitas vezes, o preferido dos recrutadores. Lembre-se que hoje em dia, pode ser facilmente encontrado nas redes sociais e o recrutador pode preferir fazer esta pesquisa para conhecê-lo melhor, sem haver necessidade da fotografia no CV.

Se estiver a percorrer o mercado de oportunidades de trabalho internacional, opte por incluir a foto. Este é o conselho de agências de recrutamento internacionais, que defendem que um currículo com fotografia torna uma candidatura mais completa, estabelecendo desde logo uma ligação ao candidato. Mas mesmo nestes casos, tente personalizar o seu currículo ao máximo, de acordo com a oferta de trabalho.

Cuidados a ter com a fotografia no currículo

Se decidir incluir uma fotografia no currículo, tenha alguns cuidados. Opte por uma imagem séria e profissional, sóbria q.b. Mantenha os olhos na câmara, use uma foto atual e de boa qualidade, e tenha atenção à roupa, jóias, maquilhagem e penteado.

Lembre-se da máxima: “menos é mais”.

Fotografia no Curriculum Vitae: 3 momentos em que deve incluir

Antes de decidir incluir ou omitir a fotografia do CV analise atentamente a oferta e tente perceber qual a abordagem mais correta. Há, no entanto, algumas dicas simples que o podem ajudar a perceber quando deve incluir a fotografia no Curriculum Vitae.

1. Empregos onde seja solicitada uma boa apresentação e/ou aparência

Se vai candidatar-se a ofertas de emprego que valorizam a apresentação ou o aspeto físico – como, empregos que envolvam atendimento ao público, vendas, área da comunicação empresarial ou institucional, entre outros – o melhor é incluir foto no seu CV.

2. Se está a candidatar-se a empregos onde a sua imagem é fundamental

Os melhores exemplos: atores, modelos, bailarinos, hospedeiros/promotores de eventos, etc.

3. Se for solicitado no CV

Mais claro impossível. Há empresas que são explícitas neste ponto e pedem CV com fotografia. Se for o caso, já sabe o que fazer.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.