Publicidade:

Como identificar uma fuga no radiador

Uma fuga no radiador pode ser um dos maiores pesadelos de qualquer automobilista e, se não for consertada a tempo, pode arruinar o motor do seu carro.

Como identificar uma fuga no radiador
Pode significar o fim do seu motor se não for detetada a tempo

Ter noções básicas de mecânica pode ajudá-lo a economizar algumas dezenas de euros por ano na manutenção do seu automóvel. E saber identificar e como reparar uma fuga no radiador, não só o ajuda a poupar dinheiro, como pode salvar a vida do motor do seu carro.

O radiador é o principal responsável por arrefecer os fluídos que mantêm a temperatura do motor e caixa de velocidades a níveis ótimos para maior eficiência e rendimento. Se estiver a meio de uma viagem longa ou preso no trânsito, uma fuga no radiador pode ser uma enorme dor de cabeça.

Nesses momentos em que é exigida mais carga de trabalho ao motor e aos sistemas de arrefecimento, qualquer anomalia pode tornar-se fatal e, se não for reparada a tempo, pode, entre muitos outros problemas, queimar a junta da colaça, ou até, em casos extremos, fazer com que o seu carro arda.

Mas os radiadores mais modernos são constituídos maioritariamente por alumínio e plásticos de alta qualidade e, se forem usados sempre bons líquidos de refrigeração, os radiadores aguentam facilmente mais de 250 mil quilómetros. No entanto, é importante realçar que apenas a qualidade de construção não é uma regra para não haver fugas, e é importante estar sempre atento aos primeiros sinais de uma fuga no radiador.

Como identificar uma fuga no radiador

1. Verifique com regularidade os níveis de fluídos do radiador

fuga-no-radiador

Os carros modernos geralmente têm um reservatório em plástico com a indicação de níveis mínimos e máximos de fluídos anticongelantes para o seu radiador. É importante verificar esses valores com alguma frequência. Se notar que os níveis estão a descer ao longo do tempo, então provavelmente terá uma fuga.

2. Esteja atento a manchas no chão

fuga-no-radiador

Se na garagem de sua casa ou no local onde costuma estacionar o seu carro notar algumas manchas no chão na zona do motor, verifique os níveis dos líquidos de refrigeração. Geralmente, estas manchas são sinónimo de que algo não está bem com o seu motor e está com alguma fuga.

3. Esteja atento à temperatura do motor

fuga-no-radiador

O radiador é o principal responsável por manter a temperatura do motor do seu carro sensivelmente a 90º. Se notar que a temperatura no indicador sobe acima dos 90º, é melhor parar o seu automóvel e verificar se existe alguma fuga na zona do radiador.

Como reparar uma fuga no radiador

1. Use um tapa fugas

Estes produtos são vendidos em qualquer superfície comercial e são relativamente baratos. Embora existam muitas marcas, o procedimento é sempre o mesmo. Certifique-se que o motor está repousado e frio, e adicione este líquido ao seu radiador. Coloque de seguida o seu carro a trabalhar durante 10 minutos e circule com ele alguns quilómetros para o líquido selar todas as fugas.

2. Use resina epoxi

A resina epoxi pode ser utilizada para reparar fugas visíveis no exterior do radiador. Pode ser comprada também em qualquer superfície comercial especializada em produtos automóveis. Limpe com um desengordurante a área onde detetou a fuga e, com o motor frio, coloque uma camada grossa de resina epoxi sob a área. Deixe a resina repousar durante a noite, e no dia seguinte o seu radiador já não deverá ter qualquer fuga.

3. Use gema de ovo

As gemas de ovo não serão uma solução tão duradoura como as duas anteriores, mas servirão perfeitamente para levar o seu carro para casa ou até ao mecânico, se a distância for relativamente curta. Separe as gemas de 5 ovos, verta-as para dentro do radiador e deixe o carro a trabalhar durante 10 minutos. As gemas deverão coagular e tapar pequenas fugas.

4. Use pimenta preta

A pimenta, tal como as gemas de ovo, serão apenas uma solução que lhe permitirá rolar até ao mecânico mais próximo. Com o motor frio e repousado, coloque cerca de meio frasco de pimenta preta para uso culinário. De seguida, coloque o motor a trabalhar durante 10 minutos. A pimenta, com a pressão, deverá alojar-se nas fugas e aguentar a pressão interna para fazer a água circular entre o circuito.

Estas soluções serão apenas momentâneas e apenas permitirão com que rode normalmente apenas algumas dezenas de quilómetros. É recomendável que visite um mecânico o quanto antes e efetue uma reparação completa ou mudança do seu radiador.

Veja também:

Marvin Tortas Marvin Tortas

Licenciado em Ciências da Comunicação, homem do Norte, apaixonado por carros e com experiência em desporto automóvel. A seguir a mamã e papá, as palavras Ferrari, Mercedes, Audi e Fiat foram respetivamente as 3ª, 4ª, 5ª e 6ª palavras do seu vocabulário.

Também lhe pode interessar: