Publicidade:

Granada e Alhambra: a herança dos mouros que não deve perder

Granada esconde recantos verdadeiramente encantados, entre eles um dos locais mais visitados do mundo: Alhambra. Preparámos o roteiro ideal para si.

Granada e Alhambra: a herança dos mouros que não deve perder
Este é um dos ex líbris da Andaluzia

Situada no sul de Espanha, entre as montanhas da Serra Nevada, encontra-se Granada, uma cidade que esconde uma infinidade de locais. Alhambra é um deles, uma “cidade dentro da cidade” e um local icónico na Andaluzia e, na verdade, em todo o mundo.

Visite Granada em 2 dias


Uma cidade pequena tem, também, as suas vantagens, e uma delas é o facto de poder visitar os seus locais mais emblemáticos com muito pouco esforço. Na verdade, pode visitar Granada em apenas dois dias, ainda que possa estender este roteiro da maneira que melhor lhe convier.

granada

Dia 1: Sacromonte e Albaicín

Sacromonte é um dos 6 barros pertencentes a Albaicín, no extremo direito de Granada. É conhecido como o “bairro cigano” da cidade graças à história que encerra e também à população que, nos dias de hoje, lá habita. Foi ali que várias famílias de etnia cigana se instalaram depois da conquista Cristã de Granada, em 1492.

Este é também um dos bairros mais pitorescos da cidade graças às suas casas escavadas na montanha que, na verdade, se assemelham a habitações tradicionais. Sacromonte caracteriza-se pela alegria nas ruas, onde se encontra sempre música em cada canto – sobretudo as zambras, as danças tradicionais de flamengo.

Visite a Abadia de Sacromonte e ainda o Museu Cuevas de Sacromonte, onde pode inteirar-se sobre toda a história deste bairro tradicional e depois dirija-se a Albaicín, reconhecido pela UNESCO como Património Mundial.

Este bairro, por sua vez, é também visto como o “coração árabe” de Granada, o que, por si só, já diz muito sobre a sua aparência e forma de viver. Há edifícios de origem árabe, janelas e portas extremamente trabalhadas e ruas que se estreitam no seu comprimento.

Certifique-se que visita a Plaza Larga, que atravessa a Puerta de las Pesas e que passa pelo miradouro de San Nicolás. Depois, deixe-se encantar pelo Carmen-Museo Max Moreau, uma casa-museu que pertencia a Moreau, pintor belga que vivia em Granada e que cedeu o seu lar para que as pessoas o visitassem mais tarde – hoje em dia a entrada é gratuita.

Já lhe dissemos que, do miradouro de San Nicolás, se vê Alhambra? Descubra esta cidade lendária.

Dia 2: Alhambra

Quem a vê de fora, Alhambra não parece mais do que uma medina, isto é, uma cidade delimitada por muros altos, assemelhando-se a uma fortaleza. Mas a verdade é que a cidade é muito mais do que isso, sendo um dos locais mais visitados do mundo atualmente.

A beleza é tanta que deve reservar um dia completo para visitar esta herança árabe que, desde a construção à decoração, surpreende qualquer um. Uma vez no seu interior, irá encontrar vários jardins, palácios e até mesmo uma fortaleza.

A maior parte da cidade foi construída pelos Nazarí, a última dinastia muçulmana a governar o Reino de Granada – daí as suas influências tão marcadas. Prepare-se para conhecer um verdadeiro “mundo paralelo” e garanta que passa pelos locais mais icónicos de Alhambra.

alhambra

Palácio de Generalife

Talvez o palácio mais conhecido da cidade. O Generalife era a residência de verão dos emires de Granada, isto é, os governantes da altura. É neste Palácio que encontra, sem dúvida, os jardins mais bonitos de Alhambra. Não perca tempo à sua procura: o Palácio encontra-se muito próximo da entrada, na parte mais alta da cidade.

Alcazaba

Esta é a fortaleza da cidade e, simultaneamente, a parte mais antiga da mesma. Situa-se na parte mais baixa de Alhambra e é lá que se encontram as melhores vistas sobre a Serra Nevada – e até mesmo sobre Granada.

Palácio de Carlos V

É impossível passar indiferente, dada a sua imensidão e arquitetura. Este Palácio, da altura renascentista, é também o local onde se encontra o Museu de Alhambra (cuja visita também aconselhamos).

Palácios Nazaríes

Ao lado do Museu de Alhambra, encontram-se os Palácios Nazaríes, um conjunto de três palácios, considerado o maior legado do Al-Andalus (também conhecido como Península Ibérica, nos dias de hoje).

Para além de poder planear o seu próprio roteiro, pode também optar pelas visitas guiadas à cidade, a partir de 69€.

Serra Nevada, Málaga e Sevilha


granada

Reserve mais uns dias e não deixe de visitar outros locais marcantes da Andaluzia.

Serra Nevada

Para além de circundar a cidade de Granada, a Serra Nevada é um dos locais prediletos dos fãs de desportos radicais de inverno. É o sítio perfeito para fazer ski ou snowboard, ou até mesmo para passar um ou mais dias no meio da neve.

Málaga

Em pouco mais de uma hora, vindo de Granada, chega a Málaga, outra das cidades da Andaluzia indicada para passar umas férias perto do mar.

Sevilha

Sevilha fica a 2h30 de Granada e é, também ela, uma cidade histórica, rodeada de monumentos e edifícios que, garantimos, nunca mais vai esquecer.

Veja também: