Publicidade:

12 ideias para um Halloween barato

Quem disse que para viver um Dia das Bruxas divertido é preciso gastar muito dinheiro? Temos ideias para um Halloween barato e inesquecível. Conheça-as!

12 ideias para um Halloween barato
Reinvente a festa!

Não sendo uma festa de tradição em Portugal, o Halloween tem cada vez mais adeptos e as festas temáticas multiplicam-se. A comemoração, contudo, tem sempre um lado menos bom: uma festa das bruxas exige uma decoração a valer… e isso custa dinheiro. Como fazer um Halloween barato sem perder a piada?

A boa notícia é que nem tudo o que nos “vendem” é exclusivo. Na verdade, não faltam formas alternativas de criar uma “casa de terror” sem tornar o orçamento um pesadelo: basta criatividade, algum jeito para trabalhos manuais e abertura de espírito para entender que esta é, por excelência, uma festa de “desenrasque” que não pede produtos de luxo.

Abaixo encontra algumas alternativas low-cost – reunidas pelo Blog Mara – para produtos que, originalmente, criam despesa e quase todas são também amigas do ambiente, o que é uma grande vantagem!

Como viver um Halloween barato


1. A porta da múmia

Pode começar a decoração em grande criando um verdadeiro esconderijo da múmia: cubra uma porta da casa com papel higiénico e desenhe uns olhos num pedaço de cartolina preta, que pode colar por baixo do papel higiénico como se a múmia estivesse a espreitar.

Esta brincadeira ganha impacto em portas interiores, para causar surpresa – por exemplo, o interior da porta daquele quarto de banho que não tem janela!

 

2. As velas sangrentas

Decoração macabra que se preze tem de ter velas, pois claro. Curiosamente, o preço das velas temáticas de Halloween também é bom para nos pregar uns sustos.

Nada há a temer: para um Halloween barato, compre velas brancas normais e apenas uma vela vermelha. Ao acender a vela vermelha, aproveite a cera derretida para derramar sobre as velas brancas, qual sangue que escorre da chama. Simples, fácil, barato e assustador!

 

3. Os fantasmas famintos

Pratos de papel, um marcador preto e um rolo de papel higiénico é quanto baste para encher a casa de fantasmas. Com o marcador, pinte olhos e boca em cada prato. Cole umas tiras de papel na parte de trás e pronto! Tem uma família inteira de fantasminhas para pendurar pela casa.

 

4. Os morcegos do Drácula

Nem vale a pena procurar morcegos de plástico nas lojas, que são caríssimos se considerarmos o tempo de uso que vão ter. Recolha uma série de molas da roupa, pinte-as de preto com um verniz para as unhas e aproveite a cartolina preta da múmia do WC para recortar umas asas de morcego. Cole as asas nas molas e fica com quantos morcegos quiser para enfeitar a casa toda!

No final, é só descolar as asas e voltar a por as molas no cesto. Voltam a ter uso o ano todo e, com jeito, ainda as aproveita para o próximo ano!

 

5. As abóboras de vidro

Comprar abóboras laranja para festejar o Halloween é a estratégia favorita… das mercearias! Já para os clientes, ficar com várias abóboras inteiras é o mesmo que dizer que vão ter de fazer litros de sopa nos próximos tempos.

Em vez de atacar os legumes, comece a colecionar os frascos de vidro do feijão, dos cremes de barrar e do grão de bico. Depois, é só pintar uns olhos e uma boca com um marcador preto e acender uma vela do lado de dentro. No final pode deitar a vela fora e mandar o vidro para reciclar.

 

6. As mini-abóboras

Não se lembrou de colecionar os frascos? Sem problema nenhum. Quando for às compras, reforce a quantidade de laranjas. O marcador preto também pinta olhos nelas e, quando acabar a festa, a fruta pode voltar para o cesto. Além de serem muito mais baratas que as abóboras (o que significa que pode comprar em maior quantidade), como a casca das laranjas é grossa, a tinta não penetra e ficam comestíveis!

 

7. Os balões-fantasma

Além de barato, é rápido de fazer e nem faz sujeira: compre balões brancos, pretos ou laranja e espalhe-os pela casa. Nuns pode pintar olhos e bocas com o marcador preto, noutros pode colar papel higiénico, noutros asas de morcego. Use a imaginação ou peça ideias às crianças. Vai ficar abismado com as coisas que elas conseguem fazer com um simples balão.

 

8. As abóboras no caminho

Voltamos às abóboras, mas ainda sem comprar abóboras: se quer iluminar a entrada da casa mas custa-lhe ter de destruir legumes para isso, colecione garrafões de plástico branco. Podem ser as embalagens do amaciador, do detergente, da lixívia… lave-as bem, encha com um pouco de água para segurança e acenda uma vela dentro. Uns olhos e umas bocas assustadoras pintadas com um marcador preto vão fazer o resto do milagre.

Não se esqueça de manter os garrafões abertos (por causa do calor) e evite tê-los acesos a noite toda, para não derreter o plástico. No fim, reciclagem com eles!

 

9. As aranhas gigantes no teto

Se não tem problemas em fazer as visitas gritar, pondere “adotar” umas queridas aranhas gigantes. É só guardar alguns balões pretos e colá-los nos cantos do teto. As patas podem ser feitas com papel higiénico preto (consegue até comprar os rolos à unidade), o que lhe permite fazê-las do tamanho que entender.

 

10. Os shots de sangue

Se tiver facilidade em arranjar seringas, esta não tem nada que saber: é enchê-las com uma mistura de água e groselha e servi-las dentro de uma taça. Sangue doce para vampiros exigentes!

 

11. Espetadas de olhos

Sabia que os olhos dão refeições muito baratas? Se não sabia, está a aprender agora. Compre umas uvas verdes e desenhe-lhes uma “íris” com alguns quadrados de chocolate derretidos. Faça espetadas e sirva os comensais!

 

12. Os dedos de barbecue

Sim, são dedos!… de massa, folhada, claro. Faça uns rolinhos de massa folhada recheados com compota de tomate ou morango (deve ser vermelha, para simular o sangue) e tente recriar a forma de dedos humanos (até pode desenhar uns traços a meio, imitando os nós dos dedos). Numa das pontas ponha uma amêndoa a simular a unha e leve ao forno.

 

Como vê, fazer um Halloween barato não é impossível, só requer imaginação. Envolva as crianças nos preparativos e bons festejos!

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro e não é responsável pelos produtos apresentados. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se quiser sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].