Publicidade:

Influenciadores digitais: saiba tudo sobre esta nova profissão

Os influenciadores digitais são youtubers, instagramers, bloggers e vloggers que inspiram quem os segue e dão visibilidade às marcas.

Influenciadores digitais: saiba tudo sobre esta nova profissão
Quem são e o que fazem?

Influenciadores digitais são já uma nova profissão e, dizem os entendidos, que a tendência é a promessa de crescimento da área. Sim, esta profissão está a tornar-se numa das atividades mais procuradas e o futuro guarda muito mais. Estes influenciadores, youtubers, instagramers, bloggers e vloggers, inspiram quem os segue com as suas publicações e as marcas investem neles com o intuito de obter retorno.

Profissão: influenciadores digitais


influenciadores digitais

Como começou?

Com o avanço da tecnologia e a consequente democratização do uso das ferramentas digitais, as pessoas passaram a estar online a qualquer hora e em qualquer lugar. Tendo em conta esta mudança na sociedade, o marketing também se alinhou com as novas tendências seguidas pelo público: as redes sociais.

Através de aparelhos como, por exemplo, os smartphones, as informações e conhecimentos disponíveis na Internet estão ao alcance de todos. Afinal, fácil e rapidamente se consultam opiniões e se comparam produtos, em termos de preço e qualidade.

Quem são os influenciadores digitais?

São youtubers, instagramers, bloggers e vloggers  – e se alguns são figuras públicas do mundo da música, televisão, desporto ou moda, outros há que começaram o seu percurso no anonimato e foram somando “gostos”, multiplicando seguidores no mundo virtual e caminhando até ao estrelato – estando hoje no top dos influenciadores digitais locais e internacionais.

Há quem tenha começado por dar dicas ou conselhos nas mais diversas áreas, há quem mostre o seu trabalho e há quem apenas influencie com o seu estilo de vida.

Mafalda Melo e Sampaio, autora do blogue ‘A Maria Vaidosa‘, é vlogger e youtuber e uma das caras do canal Love The Hair, da Tresemmé. No Facebook tem mais 78 mil fãs e no Instagram conta com mais de 266 mil seguidores. Começou por mostrar no youtube como se maquilhava, partilhando dicas de beleza e maquilhagem.

Também existem alguns exemplos de quem tenha começado, ainda que sem querer, por ser influenciador através de dicas e conselhos e tenha aproveitado essa faceta da sua presença digital para lançar e divulgar marcas próprias. Como é, por exemplo, o caso de Ana Garcia Martins, autora desde 2003 do blogue de sucesso ‘A Pipoca Mais Doce‘, que abriu uma loja e criou a sua própria marca.

No fundo, somos todos potenciais influenciadores, desde que aquilo que temos para dizer ou mostrar seja, de alguma forma, útil para quem está do outro lado.

O que fazem os influenciadores digitais?

As marcas perceberam que os influenciadores digitais têm peso nas decisões e opiniões dos consumidores e estes são muitas vezes tidos em conta no momento de traçar estratégias de marketing e comunicação.

A maior ferramenta de comunicação ao serviço destes novos profissionais são as redes sociais. Mas atenção, não basta ter um conta ou perfil para influenciar o público e atrair o investimento das marcas.

Os influenciadores digitais, para alcançar o sucesso, têm que assumir um compromisso profissional com o seu público e os seus parceiros. É preciso garantir a sua credibilidade entre as pessoas que os seguem e as marcas que os patrocinam. Às marcas, basta deixar que os influenciadores utilizem a mesma criatividade que lhes garantiu a confiança dos seguidores nas suas plataformas.

Mesmos com as contínuas mudanças a nível digital, dizem os entendidos que os influenciadores digitais estão para durar, apenas será necessário a natural adaptação a novos públicos e novas linguagens.

Ficou com vontade de mudar de carreira e apostar num sonho?

Veja também: