Publicidade:

Internet Archive: uma biblioteca digital gigante e gratuita

Quer saber como era a internet no ano 2000? Quer jogar um jogo digital dos anos 90 do século passado? Conheça o Internet Archive.

Internet Archive: uma biblioteca digital gigante e gratuita
Em média uma página da web fica online apenas 100 dias

A Internet Archive já foi comparada com a famosa e desaparecida Biblioteca de Alexandria que há mais de 2200 anos atrás tentou reunir num único edifício todo o conhecimento adquirido pelas civilizações da antiguidade.

A biblioteca não resistiu a um grande incêndio, que destruiu todos os seus preciosos documentos e hoje apenas temos referências à sua existência através de alguns testemunhos da época que chegaram aos nossos dias.

A Internet Archive é uma Biblioteca bem diferente da de Alexandria, mas o seu objectivo é muito parecido. Reunir num só sítio tudo o que tem sido criado e publicado online desde 1996, ano em que foi fundada pelo americano Brewster Kahle, um engenheiro de computadores e investigador da internet. O seu grande objectivo é criar a maior biblioteca digital livre e gratuita do mundo, que armazene tudo o que tem sido publicado online nos últimos anos.

Internet Archive tem uma missão: preservar


internet archive

De acordo com as declarações do fundador desta biblioteca, as páginas de internet publicadas online ficam visíveis, em média, apenas 100 dias. Uma afirmação que parece contradizer outra bem conhecida que afirma que tudo o que publicamos na rede fica para sempre na rede. Na realidade ambas dizem a verdade.

Tudo o que publicamos online pode ficar arquivado para sempre nalgum servidor do mundo ou mesmo no computador de alguém que o viu e que o guardou num qualquer dispositivo ou suporte, até mesmo impresso.

O conteúdo que colocamos online segue assim um percurso de difícil controlo por nossa parte, mesmo que o apaguemos e o retiremos da rede, o que nos faz acreditar que, uma vez online, pode nunca deixar de existir em qualquer parte do globo. Mas uma coisa é pensarmos em conteúdos que estão arquivado algures, em parte incerta, e outra é pensarmos no que está visível e acessível à nossa consulta.

E é esse conteúdo que, em média, apenas permanece 100 dias online. Pouco tempo para conseguir manter e preservar uma cultura digital que se vai perdendo, quer em visibilidade quer em memória. E é este progressivo “esquecimento”, inerente ao funcionamento da rede, que o Internet Archive quer contrariar.

Internet Archive: o que podemos encontrar?


Tendo como missão armazenar conteúdo digital, a estrutura desta organização não lucrativa funciona um pouco como uma loja que disponibiliza diversos tipos de conteúdos, mas de forma gratuita.

Existem secções distintas para consulta que se dividem por livros e textos digitais, gravações de áudio e música, vídeos, imagens, programas de software e páginas web. Isto quer dizer que se quiser pesquisar versões antigas de programas ou jogos, é possível que os encontre neste arquivo monumental que reúne uma imensidão de arquivos. E são mesmo muitos.

Repare nestes números apresentados pelo site oficial da plataforma:

  • 330 biliões de páginas da web;
  • 20 milhões de livros e textos;
  • 4 milhões de vídeos incluindo 1,6 milhões de programas de televisão;
  • 4.5 milhões de gravações de áudio (incluindo 180 000 concertos ao vivo);
  • 3 milhões de imagens;
  • 200 000 programas de software.

Internet Archive: um retrato fiel da evolução da internet


internet archive

Quando pensamos em guardar páginas da internet ou programas que são emitidos online, percebemos como esse trabalho pode ser difícil já que tanta coisa é publicada e retirada da rede.

Para colmatar esta dificuldade, o Internet Archive desenvolveu uma tecnologia chamada Wayback Machine que tem por objectivo fazer um “retrato instantâneo” regular ao conteúdo da internet.

Objectivamente o que faz é captar periodicamente a aparência das páginas um pouco por todo o mundo, incluindo todo o seu interface e links. Depois de os armazenar, organiza-os e disponibiliza-os no site da biblioteca para consulta.

Para ajudar nesta grande tarefa, esta organização sem fins lucrativos conta com dezenas de gigantescos servidores, localizados principalmente na Califórnia e uma equipa que já se expandiu a várias localizações do globo.

O seu fundador garante que todos os direitos autorais são respeitados cumprindo com os requisitos normais de uma biblioteca. Por exemplo, as pessoas têm acesso às obras como teriam durante um empréstimo efectuado por uma biblioteca convencional.

Internet Archive: como funciona


Esta biblioteca tem potencial para atrair um leque variado de utilizadores, desde a área da investigação à área do entretenimento. O seu funcionamento é simples. Basta aceder ao site, escolher um dos ícones que representam os grupos de conteúdos existentes: web, textos, vídeo, áudio, TV, software, imagem, concertos ou coleções, e fazer a pesquisa como num browser normal.

Nos livros e textos que não têm direitos de autor pode fazer facilmente o download para o seu computador, escolhendo vários tipos de formatos de leitura, desde imagem JPG ao ePUB. Até é possível encontrar diversos títulos clássicos de autores de literatura portuguesa como Eça de Queirós e Luiz Vaz de Camões.

A ferramenta de pesquisa Wayback Machine, que funciona como uma verdadeira “cápsula do tempo” permite que pesquise a web por datas e períodos específicos, escrevendo o url do site que procura encontrar. Caso haja registos de armazenamento dessa página eles aparecerão num calendário para que possa visualizar os screenshots das páginas arquivadas naquele exato espaço de tempo.

Lembra-se do SimCity?

Uma das áreas que tem conquistado mais “leitores” para esta biblioteca é a dos jogos. No site é possível aceder a uma série de títulos que foram grandes sucessos dos primórdios dos jogos na Internet com o “Prince of Persia” ou “SimCity” entre muitos outros que podem ser jogados online. A lista é extensa e para já garante que esta memória digital associada ao entretenimento online não vai cair no esquecimento.

Outra característica interessante do Internet Archive é o facto de permitir aos seus utilizadores criar uma conta gratuita dentro da plataforma. Ao fazê-lo o utilizador ganha o direito a fazer uploads do conteúdo para este arquivo contribuindo para alargar a memória global da internet.

Claro que neste ponto a biblioteca já se envolveu em polémicas, nomeadamente no que diz respeito ao upload de conteúdos considerados “perigosos” como os que estão relacionados com grupos terroristas.

O objectivo da organização é gerir o tema como algum cuidado, de forma a respeitar as legislações já existente, mas não quebrando a sua missão principal. Até porque sempre houve livros “proibidos” no percurso histórico da cultura humana e das suas bibliotecas.

Veja também:

Assunção Duarte Assunção Duarte

Assunção Duarte é designer e jornalista freelancer e está atualmente a fazer o doutoramento em Medias Digitais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Com interesses que tocam várias áreas no mundo digital, o destaque vai para as tecnologias multimédia e a sua influência na criação de uma inteligência coletiva e socialmente participativa.