Publicidade:

Investir para arrendar: sim ou não? Saiba mais

Se quer saber se faz sentido investir para arrendar, deixamos-lhe algumas dicas sobre aspetos que deve ponderar na hora de comprar para alugar.

Investir para arrendar: sim ou não? Saiba mais
Saiba que aspetos deve considerar

O investimento em imóveis e o seu arrendamento são formas de ganhar dinheiro, mas cada caso deve ser analisado individualmente. Quer seja para alugar a turistas, quer se trate de um aluguer de longa duração, investir para arrendar é uma iniciativa válida, mas que merece ser bem ponderada e refletida, de modo a antever aquilo que vai gastar e quanto é que vai lucrar. Saiba exatamente quais as contas a fazer e tome uma decisão pensada e consciente.

Investir para arrendar: pondere nas vantagens e desvantagens


investir para arrendar

Risco

Qualquer investimento tem riscos, e o setor imobiliário não é exceção. Podemos por isso dizer que apostar na compra de uma casa não é nem mais, nem menos seguro do que fazer um depósito a prazo ou adquirir certificados de aforro. Em teoria, um imóvel tem sempre algum valor e pode gerar algum rendimento. Porém, há que avaliar as suas potencialidades e riscos para ter a noção exata do quão rentável ele pode realmente ser.

Retorno

O retorno de um dado investimento não é mais do que o lucro gerado, em função do investimento realizado. Contudo, para que possa fazer bem as contas e perceber se realmente esta aposta compensa, então deve considerar uma série de custos, tais como:

  • Escritura;
  • Impostos (IMT, IMI, taxas de esgotos, de proteção civil, entre outros);
  • Seguros (vida, multirriscos, condomínio);
  • Manutenção e arranjos;
  • Limpeza e outros (particularmente, em caso de arrendamento de curta duração).

Para tirar as suas conclusões, basta que divida o valor das rendas (menos os impostos e outras despesas) pelo valor do seu investimento inicial (o qual deve incluir os custos da escritura e do IMT).

Conheça os direitos e deveres do senhorio >>

investimento imobiliário

Investir para arrendar: sim ou não?

Neste caso, a resposta só poderá ser dada, depois de analisados alguns dos fatores anteriormente expostos e, ainda, da forma de financiamento para a aquisição do imóvel. Isto é, se ela foi feita com capitais próprios ou com recurso ao crédito habitação.

Se o investimento foi feito com capitais próprios, o retorno anual deve ser sempre superior a 4%/5%, isto depois de pagos os impostos. Se o investimento teve financiamento bancário, deve ter em consideração os benefícios fiscais e os juros suportados. Neste caso, calcule a diferença entre o que recebe de rendas e o que paga ao banco e ao Estado, deixando uma margem para os seguros, eventuais obras e outras despesas.

Deve também ter em conta que a compra para arrendamento com crédito habitação costuma ter associado um nível de spread mais elevado, pelo que deve fazer uma boa pesquisa de mercado, antes de selecionar a instituição bancária que o vai financiar. Procure o crédito mais barato, de maneira a conseguir o maior retorno o mais depressa possível.

Se tem algumas poupanças e está mesmo a pensar investir para arrendar, não esqueça as nossas dicas e faça uma escolha o mais informada possível. É importante ter em conta que alugar um espaço obriga ao cumprimento de alguns deveres e ao pagamento de algumas despesas. No entanto, pode ser uma interessante fonte de rendimento. Portanto, a nossa sugestão é que faça as contas, conforme explicámos e conclua se investir para arrendar é ou não uma boa ideia.

Veja também:

Teresa Campos Teresa Campos

Licenciada em História da Arte e Mestre em História da Arte Portuguesa, vê na escrita um meio de fazer uma das coisas que mais gosta: comunicar!

Limpeza e Arrumação