Publicidade:

Há 13 itens de cozinha que deve deitar fora já

Já todos nós lamentamos a falta de espaço em casa. Porém, depois de conferir estes itens de cozinha que deve deitar fora e que estão a mais na sua cozinha, talvez a sua perspetiva se altere.

Há 13 itens de cozinha que deve deitar fora já
Saiba o que só está a ocupar espaço

13 itens de cozinha que deve deitar fora, entre loiça, produtos alimentares e detergentes. Cada um destes artigos não tem, simplesmente, qualquer utilidade e, muitas vezes, além de ocuparem espaço, podem mesmo ser uma ameaça à limpeza e higiene. Portanto, comece já a identificar estas 13 coisas que estão a mais na sua cozinha e a descartar-se delas o quanto antes. Afinal, se não é essencial e se pode ser prejudicial à nossa saúde, o único caminho é libertar-nos dessas coisas que estão a mais na sua cozinha e encaminhá-las para quem precisa ou, em último caso, para o lixo.

Diga olá às arrumações: 13 itens de cozinha que deve deitar fora


Sacas para compras

1Fonte: Pexels/Porapak Apichodilok

Já aconteceu a todos ir às compras e esquecer de levar sacas. Ou, então, ir fazer umas compras ao shopping e, por cada objeto comprado, trazer uma saca de plástico ou cartão. Seja qual for a circunstância, a realidade é que à medida que vamos guardando essas sacas vamos perdendo espaço, até acumularmos dezenas as quais, certamente, não vão ter qualquer uso. Por essa razão, a nossa sugestão é que recicle ou ofereça a algum local que lhes possa dar algum uso.

Produtos mega-congelados

Congelar alimentos é uma ótima solução que permite prolongar a vida dos produtos, o que nos facilita em muito a vida. Porém, há que ter algum bom senso e não achar que um produto congelado pode durar anos e anos. Sobretudo se o processo de congelação for demasiado forte, ao ponto de poder queimar a própria comida. Faça, por isso, uma limpeza no seu congelador.

Folhetos

Encomendou comida e recebeu um ou mais folhetos publicitários. Esteve numa fila de trânsito e entregaram-lhe papéis a promover uma loja nova. Ou, simplesmente, foi ao correio e trouxe quilos de folhetos, papéis e outros cartões. Pois bem, se for acumulando tudo numa gaveta, é certo que dentro em breve ela não fechará. Além disso, grande parte desses papéis estarão desatualizados em muito pouco tempo. Por esta razão, guarde apenas o que for importante para si e estiver atualizado. Tudo o resto deve seguir para reciclagem.

Tábua de cortar alimentos “golpeada”

tabua

Independentemente se a tábua é de madeira ou de plástico, é garantido que ao fim de algumas utilizações, esta tábua necessita de ser substituída, caso contrário cada golpe será uma possível fonte de bactérias. Renove com frequência a sua tábua de cortar alimentos e livre-se, naturalmente, da anterior, pois ela não terá qualquer utilidade.

Molhos e condimentos fora de prazo

Mostarda, maionese, ketchup… São apenas alguns exemplos de molhos que vão ficando esquecidos naquela prateleira de baixo do frigorífico, bem lá para o fundo. O resultado é simples: na hora de preparar aquele suculento cachorro caseiro irá dar-se conta de que, afinal, nenhum desses molhos tem bom aspeto, nem bom odor. Portanto, não perca mais tempo e verifique os prazos de validade de todos estes produtos.

Frigideiras riscadas

Além de uma superfície riscada ser sempre uma possível fonte de proliferação de bactérias, estas caraterísticas impedem a confeção ideal dos alimentos, pois há uma maior probabilidade de, por exemplo, o ovo estrelado queimar e ficar agarrado à frigideira, não ficando tão saboroso e bonito. Reveja as frigideiras aí de casa e troque as antigas por novas.

Especiarias antigas

1Fonte: Pexels/Pixabay

Tomilho, salsa, açafrão,… são diversas as especiarias que vamos acumulando na nossa cozinha e que, dificilmente, gastamos num ano. Contudo, a verdade é que ao fim de 12 meses estes produtos perdem intensidade e sabor e, por isso, deve deixar de utilizá-los. Se tem especiarias a completar um ano de vida em breve, faça por utilizá-las ao máximo nos seus próximos cozinhados.

Detergentes por usar

A limpeza geral e rotineira da casa necessita de pouco mais do que uma mão cheia de detergentes, o que significa que essas dezenas de produtos que tem na prateleira não têm uso há muito muito tempo. Fique a saber que também os detergentes têm prazo de validade. Por exemplo, um polidor de metais dura dois anos, assim como um desinfetante multi-usos. Portanto, não esbanje dinheiro e compre o essencial, evitando assim o desperdício de descartar detergentes por estrear.

Talheres de plástico

Super práticos para um evento informal como um festa de aniversário em sua casa, o principal objetivo destes talheres é poderem ser descartados no lixo, depois de utilizados. O seu custo é competitivo quanto baste para compensar comprar e deitar fora num só uso. Por essa razão, não lave estes objetos, nem os guarde, pois eles não irão conservar-se nas melhores condições até à próxima festa e, assim, evita sobrelotar as gavetas dos armários.

Tupperwares antigos

O armário dos tupperwares é, indubitavelmente, o mais desarrumado de todos. Nunca encontra a tampa que tapa o recipiente que acabou de usar. Quando tem pressa, basta um toque para tudo cair ao chão e, no meio deste caos, há um sem número de tupperwares que, simplesmente, já não estão em condições para serem usados. O plástico, ao fim de algumas utilizações começa a degradar-se, podendo libertar policarbonatos responsáveis pela libertação de químicos como o Biasfenol A causador de problemas hormonais. Livre-se dos tupperwares velhos e substitua-os por recipientes de vidro ou silicone que são muito mais duráveis.

Recipientes escanados

Não faz sentido guarder pratos, taças ou tigelas semi-partidas ou escanadas. Mesmo que opte por guardá-las apenas para as usar durante o processo de confeção das refeições, tal pode revelar-se perigoso pois, além de poder cortar-se, essas zonas quebradas podem alojar bactérias que, assim, entraram facilmente em contacto com os alimentos que está a cozinhar e irá ingerir.

Gaveta da (des)arrumação

O desafio é mesmo este; tornar a gaveta da desarrumação em gaveta da arrumação. Não precisa de ter dezenas de tesouras, sacos do lixo, cartões, papéis de anotação,… entre muitos outros itens que, se pensar bem, vegetam na sua gaveta sem uso há muito muito tempo…

Copos, chávenas e tigelas extra

Acumular indefinidamente é a principal causa da desarrumação e, consequente, falta de espaço. Somar objetos aos seus móveis só fará com que eles fiquem cada vez mais cheios e difíceis de organizar. Por esse motivo, doe tudo aquilo que tem em excesso. Será que para o seu dia-a-dia precisa de 40 copos, 25 chávenas e 15 tigelas? Provavelmente não…

Até começar a ler o nosso artigo, talvez achasse que não ia identificar em sua casa nenhum destes 13 itens de cozinha que deve deitar fora. Porém, depois de ver a lista, certamente reconheceu um ou dois artigos, pelo menos – certo? É normal, com a passagem do tempo e a correria do dia a dia, ir acumulando produtos vários e, mesmo, ir-se esquecendo deles. Contudo, há altura em que é preciso fazer uma arrumação a fundo e este é o momento certo.

Fique com a lista das 13 coisas que estão a mais na sua cozinha e dedique-se a esta necessária tarefa de reduzir a sua casa ao essencial.

Veja também:

Limpeza e Arrumação