Publicidade:

Jaguar E-Type elétrico: o carro mais bonito do mundo e sem emissão de poluentes

O carro do casamento real vai avançar para produção. Este Jaguar E-Type elétrico passa a ser o carro mais bonito do mundo e sem emissões poluentes.

Jaguar E-Type elétrico: o carro mais bonito do mundo e sem emissão de poluentes
O Jaguar E-Type Zero tem como base o E-type original

O Jaguar E-Type elétrico teve tanto sucesso que a divisão de clássicos da marca, Jaguar Classic, decidiu avançar com a sua produção. É muito provável que o projeto da marca inglesa não tivesse tido a mesma aceitação e visibilidade se o Jaguar E-Type Zero não tivesse sido o carro do casamento real, do príncipe Harry e Meghan Markle. Os responsáveis da Jaguar Classic anunciaram que as reações foram extremamente positivas e, portanto, o modelo icónico da Jaguar, o eterno E-Type, existirá como carro elétrico.

Transformação do Jaguar E-Type elétrico


O Jaguar E-Type é um dos carros clássicos mais famosos e reconhecidos em todo o lado e subiu ao Olimpo dos automóveis quando Enzo Ferrari o considerou o carro mais bonito do mundo. E agora o E-Type Zero é tudo isso e sem emissões poluentes.

O enorme capot passa a esconder, não um motor de seis cilindros como tinha originalmente mas uma grande bateria de 40 kwh, capaz, segundo os responsáveis da Jaguar Classic, de levar o E-Type elétrico a percorrer 274 quilómetros. O tempo de carregamento anda entre as seis e sete horas. O motor elétrico foi anunciado com uma potência equivalente a 229 cavalos e permitirá ao clássico inglês efetuar o arranque dos 0 aos 100 km/h em 5,5 segundos, menos cerca de 1 segundo que o Jaguar de 1961.

 

A experiência de condução mantém-se idêntica ao do E-Type original, uma vez que a estrutura do automóvel não sofre alterações significativas e o peso dos novos elementos é semelhante ao peso do Jaguar E-Type com o 3.8 original. Assim, em termos de travagem, direção e estabilidade, o Jaguar E-Type elétrico terá um comportamento dinâmico idêntico ao do carro que fez história, agora numa espécie de Regresso ao Futuro agendado para o verão de 2020 (não perca o Regresso ao Futuro II, onde o protagonista é um carro elétrico inspirado num clássico da Peugeot).

A Jaguar afirma que, caso o proprietário deseje, a transformação do E-Type Zero é reversível, sendo possível voltar a colocar o motor a gasolina. Claro que existem alterações no interior que acompanham as exigências de um conjunto com componentes elétricos, uma vez que os principais elementos mecânicos deixam de existir. A simples consola central passa a incluir um botão rotativo que comanda os modos de condução, semelhante ao que existe noutros modelos do Grupo Jaguar/Land Rover. A instrumentação original deu lugar a outra digital e haverá possibilidade de aplicar um sistema multimédia na consola central.

Os valores para o E-Type Zero não foram anunciados.

Veja também: