Publicidade:

Os 12 maiores sites de ecommerce do mundo

Da roupa ao calçado, das tecnologias aos acessórios, trazemos-lhe os maiores sites de ecommerce do mundo para nunca se perder nas compras.

Os 12 maiores sites de ecommerce do mundo
Há produtos para todos os gostos e carteiras

Se esteve atento ao desenvolvimento da Internet nos últimos anos, sabe que a rede se transformou num centro comercial gigante e global. Por lá compramos de tudo e a todos os preços, muito graças aos maiores sites de ecommerce do mundo que tornam praticamente qualquer compra numa missão possível.

As compras online tornaram tudo mais fácil: nem precisa de sair de casa, basta ter um cartão de crédito à mão e um computador com acesso à Internet. Depois, é só pesquisar e escolher – e para essa parte damos nós uma ajuda.

Os 12 maiores sites de ecommerce do mundo que tem de conhecer


1. Amazon

Amazon

Além de ser um dos maiores sites de ecommerce do mundo, a empresa norte-americana foi dos primeiros gigantes a nascer na Internet. Hoje, a Amazon tem armazéns, stocks próprios e envia de tudo para os quatro cantos do mundo.

Para comprar só precisa de um cartão de crédito e paciência para escolher. Há um sem-fim de marcas a vender no site, o que ajuda na comparação de preços.

2. eBay

eBay

Além de produtos novos, no eBay pode comprar um pouco de tudo em segunda mão. Qualquer pessoa que tenha algo para vender pode registar-se no site, e é isso que o põe na lista dos maiores sites de ecommerce do mundo.

Para comprar também só precisa de um cartão de crédito, mas convém ter em atenção os remetentes dos produtos para não levar um balde de água fria quando souber que aquela pechincha ficou presa na alfândega.

3. Alibaba

Alibaba

Diz-se que é o eBay dos chineses, mas não pense que isso é uma crítica negativa. Aqui encontra, literalmente, de tudo. Mesmo tudo.

O Alibaba é um dos maiores sites de ecommerce do mundo porque, lá está, é a montra de tudo o que a China produz. Os preços são competitivos, mas as entregas podem demorar bastante e há o risco de ficarem presas na alfândega.

4. Etsy

Etsy

Entramos no mundo da moda com um site especializado em artesanato. A Etsy é não só um dos maiores sites de ecommerce do mundo como é um lugar onde encontra peças que não vê em mais lado nenhum. Porquê? Porque ali se juntam os designers que não têm loja própria mas querem mostrar o talento ao mundo.

Na Etsy compra roupas, acessórios e produtos de decoração para a casa. Os preços estão mais para bolsos cheios de libras do que de euros, mas as avaliações deixadas pelos clientes mostram que compensa o investimento.

5. Farfetch

Farfetch

É portuguesa e está, com muito orgulho, no topo dos maiores sites de ecommerce do mundo. A Farfetch funciona como um mediador entre o vendedor e o cliente, ou seja, é uma espécie de montra que regista encomendas.

Por ser um verdadeiro centro comercial de luxo, aqui não vai encontrar pechinchas. Só vale a pena visitar se estiver disposto a abrir os cordões à bolsa e comprar produtos de marcas de luxo.

6. Net-a-porter

Net-a-porter

Continuamos no segmento de luxo, mas subimos ainda mais no preço. O Net-a-Porter é um dos maiores sites de ecommerce do mundo no segmento têxtil e percebe-se porquê: não fica difícil movimentar grandes quantidades de dinheiro quando um par de sapatos custa 700 euros.

Este site é muito conhecido pela qualidade do embalamento e da entrega dos produtos, mas tudo isso se paga. Se não tiver um bom orçamento, é melhor passar à frente.

7. Top Shop

Topshop

Ficamos na moda, mas para bolsos mais modestos. O site Top Shop vende roupa e acessórios oriundos de todo o mundo e com preços mais em conta.

A compra é fácil, a entrega também e não há grandes burocracias, o que ajudou muito na construção da fama. Os milhões de clientes em todo o mundo valem-lhe um lugar entre os melhores.

8. Asos

Asos

Não sendo propriamente um outlet, na Asos encontra roupa, calçado e acessório de marcas conhecidas a preços que não chocam. Mais uma vez, basta um cartão de crédito e alguma paciência para pesquisar as centenas de ofertas disponíveis.

A Asos é um dos maiores sites de ecommerce do mundo porque, ao contrário da maioria dos competidores, rapidamente percebeu que só tem a ganhar se aumentar a lista de países para onde envia produtos.

9. Wish

Wish

Aqui entramos no campo das verdadeiras pechinchas. A Wish é uma empresa chinesa que vende de tudo o que possa imaginar a preços que nunca imaginaria. Para ter uma ideia, dificilmente encontra aqui produtos a mais de dez euros.

Apesar de ser um dos maiores sites de ecommerce do mundo, a Wish não vende nada que não seja chinês. Isto não só é importante no momento de avaliar a qualidade do que compra como também tem impacto nos tempos de entrega, que podem alongar-se até às cinco semanas.

10. Gearbest

Gearbest

Nem só roupa se compra na Internet. As tecnologias são muito fáceis de encomendar online e a verdade é que a localização geográfica dos fornecedores pouco impacto tem na qualidade do produto.

Para eletrónica e robótica, este é um dos maiores sites de ecommerce do mundo e não faltam avaliações positivas. Uma grande vantagem da Gearbest é que pode escolher o país de onde a encomenda é expedida e, com isso, evitar custos alfandegários.

11. Tom Top

Tomtop

É concorrente da Gearbest e também aposta em tudo o que se move a pilhas, bateria ou eletricidade. Aqui encontra marcas a que não está habituado (a maioria chinesas) a preços que vão surpreendê-lo.

Se está a pensar fazer compras na Tom Top, mantenha-se atento: há clientes que se queixam de o site lhes pedir a digitalização de documentos pessoais para finalizar a encomenda, o que pode ser arriscado.

12. Booking

Booking

Claro que não podíamos deixar de fora o gigante dos hotéis. A Booking é um agregador de ofertas de alojamento em todo o mundo e ficou famosa por permitir que os hóspedes partilhem avaliações dos espaços.

A empresa cobra uma percentagem do valor pago pelos clientes e com isso corta o lucro dos anunciantes, mas na verdade ninguém se queixa: nunca o mercado dos hotéis mexeu tanto!

Agora que conhece os maiores sites de ecommerce do mundo, está pronto para começar a maratona de compras. No entanto, antes de ir, deixamos-lhe uma última dica: nunca, em momento algum, forneça os seus dados privados a um vendedor – é que nenhum dos sites listados acima se responsabiliza por fraudes ou roubo de informação.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].