Publicidade:

Mala para a maternidade: tudo o que deve levar para o grande dia

À espera de bebé? Então, não ficamos só pelos votos de felicidades: temos o guia essencial que vai gostar de ler antes de fazer a mala para a maternidade.

Mala para a maternidade: tudo o que deve levar para o grande dia
Passo a passo com os essenciais para os futuros papás

É uma futura mamã ou um futuro papá? Antes de mais, parabéns! Agora já está no sítio certo e vai encontrar aqui a lista completa do que não pode esquecer de levar na bagagem para o grande dia. Acompanhe este artigo e faça a checklist da mala para a maternidade connosco.

Mala para a maternidade: a lista que procurava está aqui


mala para a maternidade

O que não pode faltar na mala para a maternidade?

Está a preparar a chegada do bebé que vai integrar a família? Antes de mais, já sabe: um dos passos essenciais nessa jornada que prepara a nova aventura dos futuros papás é preparar a mala para a maternidade, e esta é uma tarefa a realizar com alguma antecedência. Isso porque a mala da mamã e do bebé não deve ser feita sem grande atenção, ou às pressas – pelo menos não idealmente.

Desengane-se se pensa que a malinha do bebé só leva algumas roupinhas e que durante a gravidez só se deve preocupar com os brinquedos e a preparação do quartinho. Aliás, dizem muitas mães que preparar a mala para a maternidade é um dos passos mais marcantes da gestação, porque anuncia o grande acontecimento que está mesmo quase a chegar: o inesquecível momento do nascimento do bebé.

Veja aqui a lista de essenciais para o enxoval do bebé >>

As mães concordam, também, noutro ponto (que soa mesmo a conselho de quem é mais experiente): deixar a mala da maternidade para a última hora é um erro crasso a evitar. A partir das 30 semanas, idealmente, a futura mamã e o futuro papá já podem estar de olhos postos na lista do que levar para o grande dia e devem começar a preparar tudo, colocando já no devido sítio – bem lavado e organizado de forma a facilitar a gestão das primeiras horas do bebé.

Isso que dizer que por volta dos 7 meses os pais devem começar a tratar de tudo e que entre as 36 e 37 semanas devem estar preparados para a chegada do novo membro da família, com a mala da mãe e do bebé prontas a arrancar. Nesta fase, estando o bebé já formado, o nascimento pode acontecer a qualquer momento.

No entanto, se já está a viver esta altura da gravidez, respire fundo e nada de pressa. A pressa vai levar a enganos e não vai querer ter a mala cheia do que não interessa para os primeiros dias, ou com essenciais a faltar. Lembre-se: leve apenas o que é essencial para os primeiros dias de pós-parto da mãe e para as primeiras necessidades do bebé.

A par da nossa lista, pode também consultar o hospital escolhido e pedir a lista pré-definida. Isso porque, em alguns casos, a maternidade oferece um kit de produtos para o bebé, com produtos de higiene, fraldas, toalhitas e creme, por exemplo. Isso vai evitar que perca tempo a fazer compras que não vai precisar. Confirme também se deverá levar na mala toalhas e produtos de banho (para mãe e bebé) .

Vamos, agora, aos essenciais que não podem falta na mala para a maternidade. Imprima esta lista para facilitar a gestão das compras, lavagem, organização, etc. Eis, portanto, os que deve incluir – primeiro na mala da mãe.

Para a mãe:

  • documentos pessoais, como cartão de utente, cartão de cidadão, boletim de saúde da grávida, etc);
  • últimos resultados dos exames realizados durante a gravidez;
  • três camisas de dormir que sejam pensadas para as mamãs, ou seja, que sejam frescas (mesmo durante o inverno, os hospitais contam com climatização adequada). Não se esqueça que as camisas de dormir devem ser fáceis de abrir à frente, para que seja ideal durante a amamentação. Não compre pijamas, uma vez que a recomendação dos médicos é mesmo apostar em camisas de noite;
  • meias;
  • leve também um roupão para se deslocar pelo hospital, para ir à casa de banho ou para vestir quando receber visitas, por exemplo;
  • dois sutiãs de amamentação são imprescindíveis. Tenha em atenção que deve comprá-los, pelo menos, dois números acima do seu tamanho normal;
  • chinelos de quarto e de banho – que sejam confortáveis, pois é provável que a mamã tenha os pés inchados;
  • uma roupa para sair do hospital. Escolha uma roupa gira, com a qual se sinta bonita (afinal, é a primeira vez que vai vestir-se sem estar grávida desde muito tempo). Mas escolha algo que seja confortável e, preferencialmente, largo;
  • sacos para a roupa suja;
  • produtos de higiene a não esquecer: discos de amamentação, pensos higiénicos, cuecas descartáveis largas e já “testadas” (vai mesmo querer sentir-se o mais confortável possível), batom de cieiro, champô e amaciador, gel de duche, creme hidratante, escova de cabelos, escova e pasta de dentes;
  • se é uma mamã vaidosa, vai gostar de levar consigo alguns itens de maquilhagem – como um bom batom (clarinho, de preferência) e um rímel à prova d’água (que é como quem diz “à prova de lágrimas).

mala maternidade

Para o bebé

Recomendamos que leve na mala alguns itens que vão, provavelmente, voltar para casa limpos e por usar. Mas, quando o assunto é o nascimento do bebé, mais vale prevenir do que remediar. Por isso, incluímos na lista uma quantidade segura de roupinhas. O ideal é que conte com duas mudas de roupa por dia, para dois a três dias no hospital.

  • 6 mudas de roupa (6 babygrows, 6 bodies, 6 meias-calças, 2 casaquinhos de lã com abertura à frente, 6 pares de meias e gorros, se estiver muito frio);
  • 1 ou 2 mantas de algodão;
  • fraldas de pano;
  • produtos de higiene (como toalhitas, fraldas descartáveis, cremes, compressas, escova macia, etc);
  • a chupeta é opcional, mas pode levar na mala dois modelos diferentes para o caso de precisar.

A primeira roupa que vai querer vestir ao seu bebé deve estar organizada na mala em separado, para levar consigo para a sala de parto. Uma dica é investir em fazer em casa ou comprar já prontos 6 saquinhos de tecido, devidamente numerados, onde deve guardar as mudas de roupa organizadas por ordem de uso. Pode bordar “A minha primeira roupinha” no saco número 1, por exemplo. Isso vai, também, facilitar a vida ao papá.

 

Além destes itens que listamos, se for o caso, não esqueça de levar consigo o kit de criopreservação.

mala maternidade

Para o pai

O futuro papá não pode ficar esquecido, por isso, podem também pensar em preparar a mala para ele. Esta é mais simples:

  • água e snacks;
  • máquina fotográfica, claro, para ter fotos com qualidade – leve também um cartão de memória extra;
  • telemóvel e carregador (da mamã e do papá);
  • o papá fica a dormir na maternidade? Inclua os documentos pessoais, algum dinheiro em espécie, uma muda de roupa por dia, um pijama, chinelos de quarto e de banho, sapatos confortáveis, escova e pasta dos dentes, e outros produtos de higiene pessoal, como o gel de banho, que pode ser o mesmo da mamã;
  • se é o futuro papá, prepare com antecedência a lista de pessoas que quer que sejam avisadas da boa notícia, seja através de mensagem ou de telefonemas. Assim, garante que ninguém fica esquecido e não perde pitada dos primeiros momentos dessa nova vida.

Não esqueça de levar, além da mala para a maternidade, outro item essencial e indispensável: a cadeira auto (ou ovo). Afinal, vai precisar dela para sair da maternidade.

Veja aqui o guia essencial de transporte de bebés e crianças em automóveis >>

Checklist. A sua mala para a maternidade está prontinha para o grande dia. Agora, só resta aguardar pela hora desejada. E, quando esta chegar… Desejamos muitas felicidades aos papás!

Veja também: