Publicidade:

Marcas de carros portugueses: 12 que ficam para a história

Portugal também entrou no universo das quatro rodas. Conheça já as marcas de carros portugueses que marcaram a história do nosso país.

Marcas de carros portugueses: 12 que ficam para a história
Saiba mais sobre o legado português no mundo automóvel

Amantes do universo automóvel, esta pergunta é para vocês: quantas marcas de carros portugueses conhecem? A maioria destas marcas já não está ativa, ainda assim fizeram as delícias dos nossos conterrâneos ao longo das últimas décadas.

A história automóvel também se fez em Portugal e, por isso, recordamos as marcas de carros portugueses que marcaram este “cantinho à beira-mar plantado”.

12 marcas de carros portugueses

marcas-de-carros-portugueses

1. Veeco

A Veeco foi produzida pela VE, no Entroncamento, e é uma das marcas mais inovadoras. O primeiro modelo foi o Veeco RT, que estreou os desportivos elétricos “made in Portugal”. O carro é um reverse trike de três rodas, tem uma autonomia de até 400km e gasta apenas 1€ por cada 100km.

 

2. UMM

A UMM (União Metalo-Mecânica) nasceu em 1977 e teve bastante sucesso no seu setor a produzir veículos 4×4 para uso na agricultura, indústria e serviços. Os motores eram da Peugeot, mas a carroçaria era feita em território nacional – em Mem Martins – bem como outros componentes.

 A marca conseguiu pôr vários modelos cá fora, mas por ter poucas vendas, complicações burocráticas e falta de apoio, acabou por deixar de produzir veículos em 2006. Mas ainda existe.

 

3. Sado

Produzido pelo Grupo Entreposto entre 1978 e 1985, o modelo Sado foi um carro que teve bastante sucesso em Portugal. Este microcarro foi tão popular que as primeiras 50 unidades produzidas venderam como se viessem recheadas de ouro, e tiveram até uma lista de espera. O carro em si era leve, chegava aos 110 km/h e tinha um motor de 2 cilindros com uma potência de 28 cavalos.

 

4. Alba

O modelo de maior sucesso da marca, criado pela metalúrgica Alba em 1952, desenvolvido em Albergaria-a-Velha, foi o Alba 1500, um carro português com maior potência que o Sado, que chegava aos 200 km/h, com a ajuda de um motor de 4 cilindros e 200 cv. O carro foi produzido até 1961 com o intuito de participar em competições. Além deste, havia ainda outro modelo da marca, o Alba 1100, com motor da Fiat.

 

5. Edfor

A Edfor teve um modelo de sucesso que foi fabricado em 1937, o Edfor Grand Sport, o que o torna um dos mais antigos modelos das marcas de carros portugueses. Este utilizava um motor V8 da Ford, e chegava aos 160km/h. A marca foi criada por Eduardo Ferreirinha no Porto, e chegou a ser conduzido pelo cineasta Manoel de Oliveira, que o honrou no filme “Já Se Fabricam Automóveis em Portugal”.

 

6. DM

Produzido em 1951, o DM nasceu na Auto Federal Lda. Dionísio Mateus, no Porto. Com um motor de 1100 cm3 com quatro cilindros e com uma potência de 65 cv, pesava 500 kg e atingia os 170 km/h.

 

7. MG Canelas

Foi produzido em 1952, em Lisboa, e ficou conhecido como sendo um carro de corrida nos anos 50. Com um chassis tubular construído em aço, o MG Canelas tinha um motor de 1500 cm3 com quatro cilindros e 95 cv de potência. Atingi os 195 km/h e tinha ainda uma caixa com quatro velocidades.

 

8. Olda

Estávamos em 1954 quando surgiu a Olda, em Águeda. Este modelo usava o motor e o chassis do Fiat 1100. Atingia os 165km/h e contava com um motor de quatro cilindros e 80 cv de potência.

 

9. Marlei

Foi no Porto, em 1954, que o mecânico Mário Moreira Leite apresentou o Marlei. Com um motor com quatro cilindros, uma caixa de quatro velocidades, com velocidade máxima de 160 km/h e com 1588 cm3 e 48 cv de potência, este carro tinha por base o Opel Olympia Caravan.

 

10. AGB IPA

Este modelo tinha por base o Astra britânico, com 300 cm3, 15 cv de potência e um motor British Anzani de dois cilindros. Este modelo foi apresentado na Feira das Indústrias, em 1958. Contou com cinco exemplares e estava disponível na versão familiar de quatro lugares e coupé de dois lugares.

 

11. PORTARO

Este todo-o-terreno tinha por base o jipe 240 4×4 da marca ARO e foi produzido em 1976, na Fábrica de Máquinas Agrícolas do Tramagal, em Abrantes. Vendeu mais de 7000 unidades, mas a marca abriu falência em 1990. Contava com um motor de quatro cilindros, com 2498 cm3 e 71 cv de potência.

 

12. Felcom

Fechamos a lista de marcas de carros portugueses com o primeiro automóvel lusitano. Foi construído entre 1933 e 1935 e contava com componentes de um Ford A, de um Miller e de um Turcat-Méry. Este carro desportivo participou no Circuito do Estoril e entrou em várias competições do Circuito da Boavista.

 

Veja também: