Publicidade:

Conheça os melhores cremes anti-rugas segundo os dermatologistas

Listamos os melhores cremes anti-rugas, segundo os dermatologistas, e de acordo com a sua idade. Descubra qual o tratamento anti-idade mais certo para si.

Conheça os melhores cremes anti-rugas segundo os dermatologistas
Saiba qual o melhor creme, de acordo com a idade

Os melhores cremes anti-rugas, segundo os dermatologistas, vão variando de acordo com a passagem do tempo e o avanço da idade. As necessidades da pele vão mudando, assim como os cosméticos mais adequados.

Desde a adolescência, que a pele precisa de uma atenção especial e o certo é que os cuidados que se tiverem nesta fase irão espelhar-se no futuro, assim como uma pele mal tratada irá envelhecer mais rapidamente. Fique, agora, a saber quais os melhores cremes anti-rugas, segundo os dermatologistas.

Melhores cremes anti-rugas, segundo os dermatologistas


melhores cremes anti-rugas

Até aos 30 anos

Nesta faixa etária, a vitamina C é essencial, pois tem um efeito preventivo. Além disso, ela tem agentes clareadores e iluminadores, uma forte ação antioxidante, evita o envelhecimento precoce e estimula a síntese de colágeneo. Por todas estas razões, este é um componente mais do que obrigatório em qualquer creme anti-rugas, até aos 30 anos de idade.

Neste período da vida, é ainda essencial controlar a tendência do aparecimento de manchas. Por esse motivo, muitos dermatologistas recomendam cremes:

Entre os 30 e os 40 anos

Nesta fase, é já habitual a pele apresentar lesões celulares que implicam cremes com fatores de tratamento. Portanto, os produtos devem ter como principais ativos derivados da vitamina A, como retinol, retinoaldeido e ácido retinoico. Eles estimulam a renovação celular e a produção de colágeneo. Para casos mais alarmantes, é sugerido o uso de clareadores mais potentes, como a hidroquinona.

Entre os 40 e os 50

As alterações hormonais que se começam a sentir a partir dos 40 anos provocam uma perda significativa de firmeza e densidade na pele. Os cremes com derivados de vitamina A ajudam a estimular a produção de colágeneo, mas é também preciso usar peptídeos e outros derivados de sódio para manter a estrutura da cútis. Além disso, os dermatologistas aconselham sempre cremes com componentes hormonais e alfa-hidroxiácidos, no sentido de controlar a renovação celular.

Depois dos 50 anos

A partir desta fase a flacidez instala-se e a única forma de a controlar e minimizar é usando cremes tensores mais potentes. Depois desta idade, não há como precindir destes cosméticos que devem ter, essencialmente, uma função reparadora.

4 melhores cremes antirrugas segundo os consumidores


melhores cremes anti-rugas

Creme Cien: Creme antirrugas para o dia com Q10, ácido hialuónico e vitamina E, adequado a todos os tipos de pele. Tem proteção solar.

Nivea Q10 plus: Com Q10 e proteção contra raios UVA, este é o creme certo para o dia.

Garnier Ultralift: Este creme reduz os sinais de rugas e as manchas na pele, além de possuir proteção solar.

Luxe Caviar Reaffirmant (Deliplus): Com extrato de caviar (vitaminas, minerais e proteínas), este creme dá força e firmeza à pele. Além de acessível, este produto revitaliza e regenera a pele.

O que deve ter um bom creme antirrugas?

  • Alta proteção solar: A proteção contra a radiação ultravioleta é essencial para combater o envelhecimento da pele.
  • Vitaminas C e E: O seu poder antioxidante ajuda a produzir colagéneo e a clarear as manchas.
  • Coenzima Q10: Este é outro antioxidante, que evita o aparecimento de rugas e disfarça as já existentes.
  • Retinol ou Vitamina A: Suaviza as rugas, disfarça as manchas, reduz os poros e estimula a regeneração celular.
  • Ácido hialurónico: Hidratante que estimula a produção de colagéneo e a cicatrização.

Veja também: