Publicidade:

10 dos melhores filmes de ficção científica de sempre

Se acha que os melhores filmes de ficção científica são recentes, com muita tecnologia e efeitos visuais, desengane-se. Fique com a nossa lista.

10 dos melhores filmes de ficção científica de sempre
Filmes que são referências

Eleger os melhores filmes de ficção científica é uma tarefa árdua e que nunca deixará todos os cinéfilos satisfeitos. Reduzir essa lista a 10 é, então, ainda mais difícil e portanto é certo que são muitas as boas películas que não constam deste rol. Porém, estamos certos de que depois de espreitar a nossa seleção dos melhores filmes de ficção científica irá perceber como é possível haver boas produções neste género cinematográfico, sem recorrer a meios tecnológicos tão sofisticados, como os atualmente existentes.

Top 10 dos melhores filmes de ficção científica, até hoje realizados


1. Metropolis (Fritz Lang, 1927)

O primeiro da lista dos melhores filmes de ficção científica é um filme alemão, cuja produção foi, à época, das mais dispendiosas realizadas na Europa. É considerado um expoente do expressionismo alemão e uma obra-prima “à frente do seu tempo”. Por isso mesmo, não foi um sucesso nas bilheteiras, já que foi bastante controverso. O guião tem por base um romance de Thea von Harbou.

A trama passa-se em 2026, na grande cidade de Metrópolis, onde ricos industriais governam a partir de arranha-céus, enquanto os trabalhadores se encontram no subterrâneo a operar as máquinas que fornecem energia à cidade. O dono de Metrópolis é Joh Fredersen (Alfred Abel) e tudo muda quando uma mulher de seu nome Maria (Brigitte Helm) chega acompanhada por um grupo de crianças e o magnata fica fascinado por ela.

2. 2001: Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick, 1968)

Este filme, em parte baseado no conto The Sentinel de C. Clarke, trata temas relacionados com a evolução humana, o existencialismo, a tecnologia, a inteligência artificial e a vida extraterrestre. Especialmente à época, foi notável o seu realismo científico, efeitos especiais pioneiros, imagens ambíguas e quase surreais e um recurso reduzido ao diálogo.

A sua banda sonora é digna de destaque, sendo composta por clássicos, como a valsa Danúbio Azul, de Johann Strauss II, ou o famoso poema sinfónico de Richard Strauss. É considerado um dos melhores filmes de sempre e com uma particular importância do ponto de vista cultural, histórico e estético.

3. Encontros Imediatos do 3º Grau (Steven Spielberg, 1977)

Estes encontros dirigidos por Spielberg contam a história de Roy Neary (Richard Dreyfuss), um eletricista do Indiana, cuja vida muda depois de ele ter um encontro com um objeto voador não identificado (OVNI). Assim como Roy, também o governo dos Estados Unidos da América e uma equipa de cientistas internacionais sabem da existência de OVNI’s. Como irão todos reagir a estas aparições alienígenas é o que terá de descobrir.

4. Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança (George Lucas, 1977)

Impossível não mencionar a saga da Guerra das Estrelas que, até hoje, conta com uma falange de seguidores. Neste episódio, Luke Skywalker (Mark Hamill) e Han Solo (Harrison Ford) participam na Guerra Civil Galática entre o Império Galático e a Aliança Rebelde. Além de ter sido um sucesso de bilheteira – dos maiores de sempre – e das dez nomeações que recebeu para os Óscares, onde arrecadou seis estatuetas.

5. Alien – O 8.º Passageiro (Ridley Scott, 1979)

A trama centra-se numa criatura alienígena que persegue e mata a tripulação de uma nave espacial. Alien é, até hoje, uma referência no universo cinematográfico e alvo dos maiores elogios da crítica. À época foi um sucesso de bilheteira e foi premiado com o Óscar para melhores efeitos visuais. Todo este sucesso fica, de resto, provado na diversidade de livros, pósteres, jogos e brinquedos com a personagem, já para não falar três sequelas e duas prequelas. Foi também nesta película que Sigourney Weaver teve o seu primeiro papel principal.

6. Star Wars: Episódio V – O Império Contra-Ataca (Irvin Kershner, 1980)

Este foi o segundo filme da saga Star Wars a ser lançado, embora seja o quinto na ordem cronológica. É o capítulo mais aclamado pela crítica e é mesmo considerado um dos melhores filmes da história. Arrecadou mais de 500 milhões de dólares nos cinemas por todo o mundo e a sua banda sonora é absolutamente mítica. A trama situa-se três anos após a destruição da Estrela da Morte. A Aliança Rebelde continua a fugir da ameaça do Império Galático, que envia sondas espias por toda a galáxia, em busca dos rebeldes. O que se seguirá?

7. Blade Runner: Perigo Iminente (Ridley Scott, 1982)

Inspirado no romance Do Androids Dream of Electric Sheep?, de Philip K. Dick, a ação do filme decorre em novembro de 2019, numa decadente e futurista cidade de Los Angeles, contaminada pela poluição e pelo consumismo exacerbado. Tal leva a procura de novas formas de colonização em outros planetas, para os quais os cidadãos são convidados a ir, fugindo ao colapso iminente da civilização humana. Neste contexto, irão ser criados seres humanos artificiais, chamados Replicantes, os quais são usados nas mais nocivas atividades.

8. O Exterminador Implacável (James Cameron, 1984)

Este é o primeiro exterminador, cuja figura principal é a do ator Arnold Schwarzenegger. Um ciborgue (androide cujo esqueleto é coberto por tecido vivo) possui inteligência artificial e a sua designação oficial é Cyberdyne Systems Model 101 – 800 Series Terminator. Ele é transportado no tempo e viaja de 2029 para 12 de maio de 1984, com o objetivo de alterar o curso da história e, consequentemente, o futuro. Esta produção foi aclamada pela crítica especializada e é mesmo vista pelos especialistas e pelo grande público como um precursor do género de ficção científica.

9. Brazil (Terry Gilliam, 1985)

Muitos relacionaram a história deste filme com o contexto político brasileiro à época – final da ditadura militar. Na trama, a sociedade deste país é repleta de burocracia, cirurgias plásticas e bombas que explodem em restaurantes ou lojas, gerando perseguições e um clima de insegurança e instabilidade.

A personagem principal é um jovem alheio à política e que trabalha numa repartição do governo e vive num pequeno apartamento. Tudo se complica quando se apaixona por uma mulher que é confundida com uma militante terrorista, fazendo com que ele passe a ser perseguido pelo governo e a sua vida sofra uma reviravolta. Perdido na burocracia inoperante e em ordens sem nexo, enviadas através de computadores e máquinas estranhas, Sam Lowry (Jonathan Pryce) terá de se reencontrar.

10. Aliens: O Reencontro Final (James Cameron, 1986)

Este é o segundo filme da série iniciada em 1979 e já apresentada nesta lista. Este reencontro valeu 180 milhões de dólares em todo o mundo. Além disso, foi nomeado para sete prémios da Academia. Nesta sequela, Ellen Ripley (Sigourney Weaver) é resgatada da nave e interrogada pelos seus superiores da Weyland-Yutani Corporation, que ficam céticos relativamente às suas afirmações sobre uma criatura alienígena que matou toda a tripulação e a forçou a destruir a Nostromo. Por essa razão, decidem revogar a sua licença de oficial de voo. O que acontecerá em seguida?

A lista dos 10 melhores filmes de ficção científica atravessa o século XX e não entra no século XXI, embora aí já se tenham feito grandes produções cinematográficas neste género. A questão é que os melhores filmes de ficção científica apresentados servem, até hoje, de verdadeiras referências para todos os realizadores que se entregam a esta missão de imaginar a vida extraterreste ou como seria um planeta dominado pela Inteligência Artificial.

Veja também: