Publicidade:

5 boas razões para ter um mentor na sua carreira profissional

Indeciso sobre o próximo passo a tomar para dar um salto na carreira? A ajuda de um mentor pode ser a resposta. Explicamos porquê.

5 boas razões para ter um mentor na sua carreira profissional
Conheça a importância de um mentor para o sucesso profissional

Qualquer que seja o momento da sua carreira profissional no presente, quer esteja agora a começar ou já possua vários anos de experiência, encontrar o apoio de um mentor poderá ser o melhor passo que alguma vez tomou na vida.

De um modo geral, o mentor profissional irá orientá-lo em relação ao desenvolvimento das suas competências, e guiá-lo a encontrar a melhor forma de lidar com desafios, sucessos e insucessos no local de trabalho.

Porque deve ter um mentor? 5 razões determinantes


mentor

Se está com dúvidas, aqui ficam as principais mais valias em ter um mentor.

1. O mentor pode ajudar a encenar situações da vida real

Imagine que quer pedir uma oportunidade para ser promovido junto da sua entidade empregadora. No entanto, não se sente plenamente capaz de o fazer. Muitas vezes, o mentor profissional ajuda-o a ensaiar, colocando-se no papel do seu superior.

Desta forma aquilo que quer dizer torna-se mais claro e o grau de confiança dispara, fundamentalmente porque o mentor vai, através desse processo, fazer a outra pessoa reconhecer o seu próprio valor.

O mentor sabe qual o tipo de questões que o seu entrevistador lhe irá colocar, e irá aconselhá-lo em relação à melhor forma de lhes dar resposta.

2. O seu exemplo de vida será útil

O mentor é alguém que já esteve na sua pele anteriormente. Munido de um grau de experiência ímpar, um mentor poderá ser determinante para lhe transmitir informações muito valiosas, provavelmente tão valiosas que dificilmente outra pessoa seria capaz de dar.

Poderá, por exemplo, dizer-lhe como outrora conseguiu enfrentar um patrão demasiado intransigente, ou como superou certo tipo de dificuldades pelos quais também está a passar neste momento, ou até sugerir caminhos alternativos para resolver uma determinada situação.

3. Disponibiliza a sua rede de contactos

Aqui temos um verdadeiro trunfo! É verdade: outra particularidade interessante dos mentores é que eles muitas vezes abrem a porta da sua rede de contactos profissionais, atuando, assim, como intermediários de networking, estabelecendo a ponte entre várias pessoas. O mentor também irá alertá-lo sempre que souber de novas oportunidades no mercado de trabalho que lhe poderão servir.

4. Ajuda a identificar os pontos fortes e fraquezas

Um mentor pode atuar no sentido de fazê-lo descobrir todas as suas potencialidades, quando está prestes a entrar num novo emprego, por exemplo, ou quando vai apresentar um trabalho de grande importância.

É muito comum as pessoas não saberem que possuem determinados talentos e competências – o mentor consegue identificá-los de modo a poder desenvolvê-los, já que está a olhar para si e para o seu percurso “de fora”, o que lhe permite fazer uma análise objetiva.

5. Um mentor é alguém que fica presente para sempre

O trabalho de um mentor não se fica pelas sessões de mentoria que realiza consigo. Com o decorrer do tempo, inevitavelmente torna-se um amigo pessoal e confidente, criando laços que perduram.

Um mentor profissional pode ser útil para qualquer pessoa. Porquê?


mentor

Um mentor pode ser decisivo para o sucesso profissional, pois concede uma visão privilegiada sobre nós mesmos, a nossa empresa e a nossa atividade, alavancando deste modo a nossa carreira para outro patamar. Ajuda-nos a definir metas na nossa vida profissional, a melhorar o nosso desempenho no trabalho e a identificar erros nos quais poderíamos cair se não estivéssemos bem informados.

Em suma, o que um mentor faz é colocar-nos questões desafiadoras, que nos façam chegar a conclusões sobre o que precisamos de fazer para evoluir na carreira e ser mais bem sucedido, aconselhando-nos de modo a conseguirmos atingir objetivos que sozinhos poderíamos não alcançar.

Qual a altura mais adequada para procurar um mentor?


Não existe uma altura mais ou menos adequada para se ter um mentor. Ao contrário do que muitos possam pensar, não é só quando estamos numa fase menos boa da carreira que o devemos fazer.

Todos os momentos de um percurso profissional podem beneficiar da ajuda de um mentor, mesmo e talvez sobretudo, quando já estamos numa posição de sucesso. Isto porque há sempre novos caminhos a trilhar, novas experiências para descobrir, dúvidas e incertezas para desvendar, logo não é um princípio exclusivo dos iniciantes.

Ninguém é demasiado bom ou bem sucedido para ter um mentor, aliás, muitas pessoas de sucesso são acompanhadas por um.

Como escolher o seu mentor profissional?


O mentor profissional por norma é uma pessoa que atua como consultor de carreiras de uma outra pessoa, injetando auto confiança, determinação, visão e motivação, uma vez que detém mais experiência nesse campo. Graças a elevado grau conhecimentos e experiência, tem a competência e perspicácia essenciais para propor caminhos e soluções que normalmente não ocorreriam à pessoa alvo de mentoria.

O seu mentor pode ser alguém que já conhece, como o seu líder por exemplo. Ou alguém com quem trabalhou durante muitos anos na sua empresa. Mais importante que isso, deverá ser alguém que admira e a quem reconhece uma reputação sólida na sua área profissional.

Igualmente importante: o seu mentor terá de ter disponibilidade e interesse em passar algum tempo consigo regularmente.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.