Publicidade:

Os 5 maiores mitos sobre alimentação: a nutricionista responde

Há quem ache que uma mentira dita muitas vezes pode mesmo vir a tornar-se verdade. Mas, a verdade é que não… Para o comprovar, apresentamos-lhe os 5 maiores mitos sobre alimentação e as razões pelas quais, por mais os repitamos, eles nunca se tornarão reais. Esclareça-se, derrubando todas as ideias feitas.

Os 5 maiores mitos sobre alimentação: a nutricionista responde
Com a palavra, a nutricionista Andreia Santos

Diariamente, definimos as nossas escolhas – nomeadamente as alimentares -, com base no conhecimento que possuímos sobre essa matéria. Agora, imagine que muito desse conhecimento tem por base modas ou teorias alimentares sem fundamento científico… Além de mal informado, pode estar a prejudicar gravemente a sua saúde. Por essa razão, convidamos a nutricionista Andreia Santos a falar-nos sobre os 5 maiores mitos sobre alimentação. Fique a conhecê-los e elimine-os da sua mente para sempre!

Os 5 maiores mitos sobre alimentação: no consultório com a nutricionista


São quase 80 mil seguidores no Facebook, outros 10 mil no Instagram, um livro lançado e incontáveis participações em programas de televisão: com a palavra, a nutricionista que é “queridinha” entre os portugueses, a Drª Andreia Santos.

1. “Não coma hidratos de carbono se quiser emagrecer”

mitos sobre alimentação

Todos já ouvimos que o pão, o arroz, a massa e as batatas são inimigos da dieta e, por isso, devem ser banidos da despensa. Mas, será que é mesmo assim? A Drª Andreia Santos, esclarece:

O organismo precisa de uma quantidade mínima de hidratos de carbono diariamente e, na sua ausência, recorre a outros nutrientes como fonte de energia (proteínas e gorduras). Por outro lado, os hidratos de carbono podem ser uma fonte de fibra, pelo que aumentam a saciedade e fazem com que se ingiram menos calorias. Seguir uma alimentação que contenha apenas proteínas, por exemplo, é desaconselhado. Uma alimentação saudável tem de incluir todos os nutrientes. Não pode excluir, por completo, os hidratos de carbono. Se deseja emagrecer ou manter o peso, deve reduzir ligeiramente os hidratos de carbono, mas não só – também as gorduras, pois são os nutrientes que a maioria das pessoas ingere, diariamente, em maior quantidade.”

2. “Não beba leite”

mitos sobre alimentação

É unânime que, nos últimos tempos, o leite foi um alimento que caiu em descrédito para a generalidade da população. Frases como “os humanos são os únicos mamíferos a beber leite depois da amamentação” sustentaram as mais diversas correntes, contra o consumo de leite. No entanto, não terá o leite mesmo vantagens? A especialista Andreia Santos explica-nos que não é bem assim.

“O leite de vaca é rico em proteínas de alto valor biológico, equivalente à proteína da carne, peixe e ovos. Para além disso, contém naturalmente cálcio, fósforo, vitaminas e baixo teor em sal, e é um alimento rico em triptofano, estando demonstrado que a quantidade de triptofano presente no leite permite melhorar a qualidade do sono”, esclarece a nutricionista.

O importante é ajustar as quantidades ingeridas – até porque, segundo a Drª Andreia, “grande parte da população portuguesa pode consumir leite, devendo nestes casos dar preferência ao leite magro“. Mas, não é só pelo facto de se sentirem bem com o leite que devem consumir em quantidades exageradas: “a generalidade da população deve consumir duas porções, com exceção de crianças e adolescentes, que necessitam de três porções”, indica a especialista.

3. “Não deve beber água às refeições”

mitos sobre alimentação

Este é, também, um outro mito muito divulgado, embora sem qualquer fundamento. A nutricionista Andreia Santos esclarece que “o valor calórico da água é sempre o mesmo, independentemente do momento em que está a ser ingerida” – ou seja, zero calorias em qualquer situação! Portanto, a água não engorda.

Deve ingerir apenas a água necessária para o ajudar a deglutir melhor e de forma que a refeição lhe saiba bem – portanto, beba água sem culpas e não vai engordar por fazê-lo enquanto come (mas, faça-o sem exagerar).

“Em contrapartida, fora das refeições, habitue-se a beber uma quantidade significativa de água”, indica a nutricionista.

4. “Nunca coma fruta à sobremesa”

mitos sobre alimentação

A fruta é um alimento aconselhado, mas muitas vezes o seu valor calórico é associado ao momento em que ele é ingerido. De acordo com a Drª Andreia Santos, tal não faz sentido, pois “a fruta engorda sempre o mesmo, antes durante e depois das refeições, uma vez que as calorias que lhe fornece são as mesmas”. A especialista esclarece ainda que, de uma forma geral, essas calorias são poucas.

“Uma peça de fruta, apesar de conter açúcares simples, é rica em água e fibra”, como reforça a Drª Andreia, destacando a importância de ingerir porções deste alimento diariamente: “Inclua diariamente fruta nas sobremesas dos almoços e jantares em família, sobretudo se tiver crianças, para assegurar que ingerem a dose diária recomendada (entre três a cinco peças de fruta por dia). Comer fruta a seguir às refeições não é uma atitude incorreta“.

“Pode também optar por ingeri-la entre refeições, pois tem fibra que promove a saciedade, mantendo o organismo estável e sem sentir fome”, acrescenta a nutricionista.

5. “Evite comer pão”

mitos sobre alimentação

A grande maioria das pessoas aprecia pão, quanto mais não seja como alimento privilegiado ao pequeno almoço. Porém, a maior parte de nós, também acha que deve banir este alimento da sua dieta, caso queira emagrecer. Vejamos o que a especialista Andreia Santos nos diz sobre este ingrediente polémico:

“O pão é uma fonte privilegiada de hidratos de carbono, sendo constituído principalmente por hidratos de carbono complexos (em especial o amido). Além disso, é rico em vitaminas do complexo B, minerais e fibras. O pão integral, apesar de não engordar menos do que o pão branco (outro mito), sacia mais, devido ao seu elevado conteúdo de fibra. Pode também optar por outro tipo de pão mais escuro, de mistura, de trigo e centeio. Estes, ao contrário do pão branco, não têm um grau tão elevado de peneiração. Deste modo, preservam melhor as suas vitaminas, minerais e fibra, favorecendo o trânsito intestinal.”

Quando o assunto é comer pão, moderação é a palavra de ordem: não precisa de cortar este alimento da dieta, mas se quer emagrecer, não ingira mais do que um pão por dia.

A ambição pelo corpo perfeito leva a que muitas pessoas se deixem levar pelas fórmulas simples e de efeito rápido, mas que são nocivas ao nosso organismo e não apresentam resultados a médio e a longo prazo. Por este motivo, reunimos os 5 maiores mitos sobre alimentação para que fique mais esclarecido e não se deixe enganar. Comer bem é, também, uma questão de estar bem informado e ser bem acompanhado.

Contactos profissionais Drª Andreia Santos

Marcação de consultas (Presenciais – Porto e Lisboa; Não presenciais – Skype e Telefone)
Telemóvel: (+351) 912884517
E-mail: [email protected]

Veja também: