Publicidade:

Modelo de candidatura espontânea: como fazer?

Vai candidatar-se espontaneamente? Vamos guiá-lo no processo de criar um modelo de candidatura espontânea que faça jus aos seus objetivos.

Modelo de candidatura espontânea: como fazer?
Responder a anúncios de emprego não chega: invista na candidatura espontânea

Seguir um modelo de candidatura espontânea é eficaz ou não? Achamos que sim e este é o mote deste artigo: ajudá-lo a construir o seu.

Porque acreditamos que apenas responder a anúncios de emprego não chega, queremos ajudá-lo a investir na candidatura espontânea.

Modelo de candidatura espontânea: faça o seu com as nossas dicas


Provavelmente, a maior parte das pessoas gasta muito tempo até se dar conta de que não chega responder a anúncios de emprego. Enviar CV’s atrás de CV’s e ficar à espera que o telefone toque pode ser um processo cansativo e dispendioso. Para aumentar as suas chances de ser bem sucedido, prepare um modelo de candidatura espontânea, e aplique-o de forma certeira.

Como primeiro grande incentivo para que não se retraia, dizemos o seguinte: além de ser bastante usado (provavelmente mais do que pensa), também é muito valorizado por muitos empregadores. Ter uma candidatura espontânea por si só já é um bom passo, pois revela proatividade e coragem; então se tiver uma que realmente lhe permita sobressair no meio da multidão, é o ideal. Como lá chegar?

anuncio de emprego

Como colocar de pé um modelo de candidatura espontânea

Antes de começar…

  • Pense de forma direcionada. Não caia na tentação de fazer uma candidatura espontânea standard, para enviar a todos os empregadores. Isso é uma contradição total relativamente à função de uma candidatura espontânea – o foco, a direção… a partir do momento em que sabe o que quer, pense em cada candidatura como única.
  • Descubra tudo o que for possível sobre a empresa. Precisa saber como estão a correr as coisas, quem são os concorrentes, conhecer planos para expansão ou crescimento.
  • Procure saber quem é a pessoa ideal para lhe dirigir a candidatura diretamente. Idealmente, trata-se de alguém com poder de decisão nos processos de recrutamento e seleção. Pesquise no LinkedIn, muito provavelmente todas as pessoas que procura estarão presente nesta rede.
  • Escreva a sua candidatura espontânea em torno da empresa e das suas necessidades. Talvez o grande segredo resida neste fator: o quanto conseguirá apelar ao coração e à razão do empregador, ao demonstrar que é a “ele” e àquela empresa em particular que se dirige. Além disso, demonstra conhecimento da empresa e da sua atividade.

Veja dicas para analisar melhor as ofertas de emprego >>

Modelo de carta de candidatura espontânea

Damos-lhe agora indicação dos conteúdos que pode incluir na sua carta de candidatura espontânea.

  • Primeiro parágrafo: deverá conter a introdução e a razão pela qual escreve a carta. Por exemplo: “Soube que vão abrir escritório na minha cidade brevemente, e considero que este é o melhor timing para integrar o V/ negócio”.
  • Segundo parágrafo: diga o que oferece. Fale sobre aquilo que o distingue dos restantes candidatos: “Sou licenciado na área X, fiz uma formação em X, sou especialista em X, e ganhei os prémios X. Explique a razão pela qual se candidata à empresa: “devido à experiência que adquiri no setor X, considero que tenho o know how que poderá servir-vos com vista a um rápido desenvolvimento regional.”. Revele as suas motivações! Por exemplo: “trata-se da primeira grande oportunidade que tenho para trabalhar finalmente a desenvolver os produtos X, para os quais tenho especial talento e vocação.”.
  • Terceiro parágrafo: apelo à ação: “estou totalmente disponível para discutir convosco as estratégias que tenho em mente para que daqui a 5 anos a empresa seja líder de mercado nacional. Ansioso por saber o vosso feedback!”

Termine a carta responsabilizando-se por fazer o próximo contacto com o empregador, assine e envie. Boa sorte!

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.