Publicidade:

Os 10 motores a gasolina mais fiáveis

Quer comprar carro a gasolina mas não sabe quais as opções para adquirir um automóvel em que confiar? Conheça os 10 motores a gasolina mais fiáveis.

Os 10 motores a gasolina mais fiáveis
Motores a gasolina com ótimo compromisso entre prestações, consumos e fiabilidade

Motores fiáveis são sempre a preocupação (talvez a primeira e a maior) de grande parte dos compradores de automóveis. Saber se não teremos problemas mecânicos que nos deixarão na estrada e que nos obriguem a visitas constantes ao concessionário e a contar com despesas extra todos os meses, são dos pontos mais importantes na compra de um automóvel. Saber quais os motores a gasolina mais fiáveis pode não ser tarefa fácil.

Não existem construtores que possam garantir a 100% que os seus motores nunca serão alvo de avarias mas, ao longo do tempo, acabam por surgir mecânicas que, por diversas razões, se destacam pela ausência de problemas e que permitem que os proprietários durmam mais descansados.

A fiabilidade dos motores foi e continua a ser motivo para polémica ou discussão, assim como a disputa entre os motores a gasolina e gasóleo, e enquanto a sociedade não for movida apenas a eletricidade ou hidrogénio, por exemplo, e enquanto o Homem tiver memória, esta discussão não terá fim…

Os motores a gasolina são reconhecidos pelo seu potencial de performance, pelas emoções que podem transmitir se for um motor desportivo, pelo maior silêncio no funcionamento face a um Diesel, pela agradabilidade na utilização dada a ausência de ruídos e vibrações ou até pelos custos de manutenção menos elevados.

Os 10 motores a gasolina mais fiáveis da atualidade

motores

Poderíamos recuar no tempo para encontrar os motores a gasolina mais fiáveis mas para quem pretende comprar automóvel, novo ou usado, é mais útil informação acerca de motores mais recentes. A tecnologia trouxe outras vantagens aos motores a gasolina, sobretudo na relação performances/consumos e na significativa redução de emissões poluentes. Os motores a gasolina atuais destacam-se pelo compromisso em diversas áreas, num equilíbrio quase impensável há 10 anos.

1. Motor Ford, 1.0 3 cilindros

Este motor já foi distinguido com diversos prémios, nomeadamente, melhor motor do ano por mais que uma vez. O três cilindros da Ford foi um dos motores que mais se destacou no universo dos propulsores de baixa cilindrada (tem 999 cc), graças ao equilíbrio entre áreas como comportamento, performances, consumos e facilidade e agradabilidade de utilização. Encontra-se em modelos como Fiesta, Ka+ e Focus.

2. Motor Peugeot/Citroën, 1.0 3 cilindros

O galardoado Motor do Ano 2017 na categoria de 1.0 a 1.4 litros abrange enorme panóplia de automóveis do Grupo PSA, onde se incluem já os Opel, graças à última aquisição do grande grupo francês. Tecnologia, conforto de utilização e baixos consumos marcam este propulsor que alimenta automóveis como Opel Crossland, Peugeot 208, 308 ou 2008 ou os Citroën C3 e C4, por exemplo.

3. Motor Renault/Nissan, 0.9 3 cilindros

O pequeno propulsor a gasolina de 898 cc é quase “carne para canhão” dentro do gigante grupo franco-nipónico (atualmente formado pela Renault, Nissan e Mitsubishi). Encontramos este motor a gasolina em diversos modelos, como Renault Clio, Renault Twingo/Smart (pela parceria entre Renault e Mercedes-Benz), Nissan Micra ou Dacia Sandero.

4. Motor Toyota, 1.0 3 cilindros

O propulsor de 998 cc do construtor japonês que serve o trio Aygo/C1/108 desde as primeiras gerações tem sido reconhecido pelos seus níveis de fiabilidade. Entre esta lista de motores a gasolina mais fiáveis é o projeto mais antigo e o único atmosférico, ou seja, sem turbo. Simplicidade na construção, comportamento expedito e baixos consumos marcam o pequeno motor a gasolina.

5. Motor Volkswagen, 1.0 3 cilindros

A pequena motorização tricilíndrica do Grupo VW integra esta lista de motores a gasolina mais fiáveis. À semelhança de outras unidades de baixa cilindrada e três cilindros, os avanços tecnológicos proporcionam uma elevada robustez – atendendo às características mecânicas – que satisfaz bastante as exigências da maioria dos condutores. A unidade de 999cc equipa o trio de citadinos up!/Citigo/Mii do grupo alemão mas também automóveis de outro calibre como Audi A3, Seat Arona e Ateca ou os Skoda Fabia e Karoq.

motores

6. Motor Volkswagen, 1.4 4 cilindros

A tecnologia que permite bons níveis de fiabilidade no motor 1.0 está também no TFSI 1.4. Este motor equipa modelos como o Golf, Passat, o SUV Tiguan, Audi A4 e Q3, o topo de gama Skoda Superb e o SUV Kodiac ou os carros da Seat como Ateca, Leon e Toledo.

7. Motor BMW, 1.5 3 cilindros

Este motor a gasolina foi uma aposta que uniu engenharia com aspetos financeiros. O desenvolvimento partiu do pressuposto que este 1.5 a gasolina e o 1.5 a gasóleo teriam a mesma base, com cerca de metade das peças a serem comuns em ambos os motores. Este motor 1.5 a gasolina equipa parte da frota BMW/Mini, desde o Série 1 ao Série 3, passando por alguns SUV e pelas variantes Mini.

8. Motor Honda, 1.5 4 cilindros

A Honda traz a conceituada tecnologia VTEC ao recente 1.5 Turbo, um dos mais apetecidos motores do fabricante japonês na atualidade pelos resultados reconhecidos à tecnologia da Honda. O 1.5 Turbo está disponível com várias opções de potência, destacando-se a versão com 182 cavalos.

9. Motor AMG, 2.0 4 cilindros

A robustez e altas performances marcam os motores AMG, pelo que qualquer um deles poderia constar entre os motores a gasolina mais fiáveis. Surgiu primeiro no A45 AMG e atualmente equipa, entre outros, o A43 AMG ou CLA 43 AMG, propostas aliciantes para quem pretende performance e rendimento, exclusividade e imagem de marca num carro só.

10. Motor Toyota/Lexus. 2.5 4 cilindros

Funciona em sistema híbrido e é apontado como um dos motores mais fiáveis, à semelhança de muitos motores do país do sol nascente. Disponível na maior parte dos modelos da marca, este 2.5 destaca-se pela suavidade de funcionamento e refinamento na condução. Equipa quase todos os modelos da marca de luxo da Toyota.

Veja também: