Publicidade:

O que fazer em caso de acidente automóvel

Sabe o que fazer em caso de acidente automóvel? Convém seguir alguns passos neste tipo de situação, de acordo com a gravidade. Saiba como proceder.

O que fazer em caso de acidente automóvel
O que fazer em caso de sinistro
  • Documentar todos os dados é fundamental

Em nenhuma circunstância, um acidente na estrada é um acontecimento agradável, mas é fundamental que qualquer condutor esteja preparado para lidar com qualquer tipo de sinistro. Saiba o que fazer em caso de acidente automóvel e como lidar com as consequências.

São muitas as circunstâncias que podem causar um sinistro. Enquanto condutor, deve ter noção dos comportamentos de risco a evitar, tais como condução sob a influência de álcool ou estupefacientes, usar o telemóvel ao volante, excesso de velocidade, falta de preparação perante condições climatéricas adversas, entre outros.

Acima de tudo, a primeira coisa a fazer em caso de acidente automóvel, é manter a calma. Claro que este conjunto de conselhos muda consoante o grau de gravidade e de outras circunstâncias. Não custa nada estar o mais informado possível.

O que fazer em caso de acidente automóvel

Perante a hipótese de o acidente lhe ter acontecido a si, lembre-se que deve deixar o carro como está, e sair do mesmo, se possível. Desligue o motor, ligue os quatro piscas e saia do carro com cuidado, sempre em segurança. Depois de verificar os danos e a possível existência de outras vítimas, ligue imediatamente para o 112 e forneça o máximo de informação possível. Pode também ser necessário ligar para a polícia e/ou bombeiros.

Caso existam vítimas, proceda com cuidado. Nunca deve retirar o capacete no caso dos motociclistas e não deve movimentar as vítimas. É sempre aconselhável aguardar pelos profissionais de saúde. Tenha atenção a derrames de óleo ou combustível. Vista o colete refletor e sinalize com o triângulo. Deve colocá-lo a cerca de 30 metros do local. É muito perigoso colocá-lo demasiado próximo do local do acidente.

Identificação dos intervenientes

A recolha dos dados dos envolvidos no acidente é necessária. Tanto os dados de condutores, como de testemunhas oculares. E claro, os dados dos veículos envolvidos. Os dados a recolher para os sinistrados são:

  • Nome
  • BI/CC
  • Carta de condução
  • Contatos
  • Morada

Para os veículos:

  • Marca
  • Modelo
  • Cor
  • Matrícula
  • Número da Apólice de Seguro
  • Dados da Seguradora

Caso os envolvidos no acidente cheguem a acordo sobre as circunstâncias do mesmo, procede-se ao preenchimento da Declaração Amigável do Acidente Automóvel (DAAC). Cada interveniente assina a declaração e fica com um exemplar, para entregar nas seguradoras.

Alguns conselhos para este procedimento:

  • Com ou sem declaração, deve tirar fotografias aos carros acidentados e à cena do sinistro de vários ângulos. As mesmas podem acompanhar a declaração e ser uma ajuda preciosa caso a situação seja mais complicada;
  • Não está a declarar culpa ao assina a declaração;
  • Caso ninguém tenha cópias da declaração, uma descrição detalhada do que ocorreu pode ser feita numa folha de papel, mas tem de ser obrigatoriamente assinada pelos condutores envolvidos.

O que fazer em caso de acidente automóvel em diferentes circunstâncias

Caso não haja acordo entre os intervenientes, a presença da polícia é obrigatória. O mesmo ocorre caso um dos sinistrados não tem seguro automóvel válido. Quando o acidente ocorre devido a problemas e anomalias na via, deve chamar as autoridades competentes: concessionária da auto-estrada, Polícia Municipal ou Brigada de Trânsito. Aqui também não se esqueça de fotografar as circunstâncias para apresentar queixa nos locais devidos.

Caso os danos no seu veículo venham a impedir a condução, deve chamar a Assistência em Viagem ou reboque.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.

Também lhe pode interessar: