Publicidade:

Objetos com mais germes: 10 que utilizamos todos os dias

Quer saber quais os objetos com mais germes que usamos diariamente? Então não pode deixar de ler este artigo.

Objetos com mais germes: 10 que utilizamos todos os dias
Saiba quais os objetos com mais germes

São objetos dos quais, muitas vezes, não podemos prescindir. Depois de ler este artigo, realizado com base no website especialista Web MD, pode querer ter à mão sabonete, toalhitas antibacterianas ou também um gel desinfetante. Vamos falar-lhe sobre os objetos com mais germes com que se cruza no dia a dia e quais as soluções que podemos usar na tentativa de evitar as bactérias.

Os objetos com mais germes que tocamos todos os dias


1. Telemóvel

objetos com mais germes

Vai connosco para todo o lado – até mesmo para a casa de banho. Qual o resultado? Pode ser até 10 vezes mais sujo do que um tampo de sanita. A bactéria Escherichia coli pode estar presente no seu telemóvel. Esta é responsável por diarreia e dores de estômago e pode sobreviver por horas e horas numa superfície quente como é a de um telefone. Qual a solução? Lavar sempre as mãos depois de ir ao WC.

2. Comando da televisão

objetos com mais germes

Se não está nas nossas mãos cheias de germes ao final de um dia ou mesmo nas mãos de pessoas que nos visitam, está no chão ou entre as almofadas do sofá. Saiba que este lugar é o ideal para o desenvolvimento de bactérias – um lugar escuro e confortável. A solução? Passe regularmente toalhitas antibacterianas ou líquido desinfetante nos comandos da televisão.

3. Teclado do computador

objetos com mais germes

Sabe aqueles dias em que chega a comer em frente ao teclado do computador porque tem muito trabalho? O seu gato costuma passear por cima do teclado ou mesmo deitar-se em cima dele depois de uma visita à caixa de areia? Não admira que seja um dos objetos com mais germes.

Qual a solução? Desligue o computador. Abane o portátil ou o teclado para se ver livre de migalhas. Use um cotonete ou um pouco de algodão embebido em álcool para passar por cima de cada uma das teclas e à volta delas.

4. Esponja da cozinha

objetos com mais germes

É, provavelmente, o objeto mais sujo na sua casa e faz todo o sentido que o seja. É molhado e absorvente e passamos a vida a esfregá-lo em comida e em sujidade. É difícil manter uma esponja limpa. O melhor a fazer é mesmo substituí-la quando começar a cheirar mal.

5. O que quer que esteja no espaço de pausa do trabalho

objetos com mais germes

Falamos de todos os objetos comuns num espaço de refeição no local de trabalho: microondas, portas do frigorífico e até os botões das máquinas de venda de produtos. Qual a solução? Lave as mãos antes e depois de tocar nestes objetos.

6. Dinheiro

objetos com mais germes

Estamos constantemente a mexer nele com as nossas mãos cheias de germes. Se há objeto que passa por centenas e centenas de mãos é o dinheiro. Por isso, é dos objetos com mais germes que não poderia mesmo faltar nesta lista.

Ainda não existe propriamente uma solução para fazer com que o dinheiro não esteja tão sujo, uma vez que não o podemos limpar. Até haver uma alternativa, o melhor é mesmo lavar sempre as mãos depois de mexer em moedas e notas.

7. A roupa suja

objetos com mais germes

Nem sempre colocar a roupa a lavar na máquina vai fazer com que o que vestimos fique livre de bactérias. Existem vírus  – como, por exemplo, o rotavírus, que causa problemas severos de estômago – que não desaparecem mesmo depois de uma lavagem e secagem.

Lave roupas (como roupa interior) a temperaturas altas, use lixívia quando possível e, se usar máquina de secar, não poupe demasiado na secagem.

8. A sua carteira

objetos com mais germes

Anda sempre consigo e os seus filhos também podem mexer nela. A nossa carteira é um dos objetos de uso do dia a dia e raramente a limpamos, o que é um fator que faz dela um dos objetos com mais germes. Também não ajuda os locais onde muitas vezes a pousamos: cantos sujos, no chão da casa de banho, no chão do carro, entre outros.

Solução? Use sempre que possível um gancho para pendurar a carteira (há alguns restaurantes que até já os têm para colocar nas mesas) e limpe-a regularmente, usando toalhitas antibacterianas.

9. A caixa multibanco

objetos com mais germes

Tal como o dinheiro, milhares de pessoas tocam nos botões da caixa multibanco. Um grupo de cientistas da cidade de Nova Iorque descobriu, por exemplo, nestas máquinas, micróbios que tinham origem em peixe e frango e bactérias provenientes de produtos lácteos. Neste caso, pode procurar desinfetar as mãos depois de usar a caixa multibanco ou lavar as mãos logo que possível.

10. Carrinho das compras

objetos com mais germes

O carrinho das compras passa pelas mãos de centenas de pessoas por dia, que o empurram enquanto fazem as suas compras. Atos tão simples como pegar em carne crua (que tem bactérias) ou sentar os filhos que ainda usam fraldas na cadeira fazem com que este seja um dos objetos com mais germes.

O carrinho de compras está muitas vezes cheio de bactérias como a E.coli e a salmonella, que podem causar diarreia. A solução? Passe uma toalhita antibacteriana no carrinho antes de o usar.

Veja também: