Publicidade:

Os 9 países mais caros para estudantes estrangeiros: quais são?

Muitos jovens sonham em estudar lá fora, mas conhece alguns dos países mais caros para estudantes estrangeiros? Prepare-se tomar uma decisão.

Os 9 países mais caros para estudantes estrangeiros: quais são?
Conheça alguns locais onde estudar pode sair mais caro

Estudar noutro país pode sair realmente muito caro, dependendo do destino escolhido. Assim, saber quais os países mais caros para estudantes estrangeiros é fundamental para poder fazer planos e contas à vida.

Desta forma, no momento de decidir qual o país que deverá escolher para estudar, é importante que analise bem o custo médio de vida de cada país, os valores associados ao ensino, entre outros fatores relevantes. Apesar de que estudar fora de portas possa sair caro, há destinos que, de facto, compensam. Isto significa que há países mais caros para estudantes estrangeiros, mas onde estudar vale bem a pena!

Conheça alguns dos países mais caros para estudantes estrangeiros


países mais caros para estudantes

1. AUSTRÁLIA

As universidades da Austrália estão classificadas como algumas das melhores do mundo, especialmente em engenharia e tecnologia, medicina, ciência ambiental, contabilidade e finanças. Agora, falando de preços, pode esperar pagar em média 5 euros por uma cerveja, ou 12,74 euros por uma refeição num restaurante barato quando está a conviver.

2. SINGAPURA

Singapura é uma cidade-estado que oferece educação de alta qualidade e alta qualidade de vida. Infelizmente, o custo de vida é alto também. Por exemplo, o aluguer de um apartamento com apenas um quarto, fora do centro da cidade, pode custar 1316 euros!

3. ESTADOS UNIDOS

País famoso pelas excelentes universidades, os Estados Unidos são o destino predileto para milhares de jovens em todo o mundo, principalmente aqueles que visam apostar em níveis mais elevados de ensino, como por exemplo o doutoramento. Mas pode ser um destino, de facto, muito caro, também e que se enquadra nos países mais caros para estrangeiros.

4. SUIÇA

A Suíça é um dos países mais desenvolvidos do mundo que oferece educação de altíssima qualidade. Como um país da Europa central, além de tudo o que a Suíça tem para oferecer, é também perto de muitos outros países europeus. Poderia viajar para algum lugar para obter uma refeição mais barata, já que o preço de uma refeição de um restaurante barato pode rondar, em média, os 20,66 euros.

5. REINO UNIDO

O Reino Unido destaca-se também no ensino. Das universidades de Oxford ou Cambridge saíram grandes génios mundiais nas mais diversas áreas. Mas se quiser ter o privilégio de estudar neste país saiba que poderá sair bem caro. Por exemplo, esteja preparado para pagar cerca de 3 euros por um cappuccino!

6. NORUEGA

Com um McMeal a custar, em média, 11,30 euros, pode ter uma ideia do porquê de a Noruega constar nesta lista. Contudo, é um país com uma natureza de cortar o fôlego e com um sistema educacional dos melhores do mundo.

7. BRASIL

Este país é amado por muitos e a primeira opção para quem quer estudar comunicação, nomeadamente marketing e publicidade. Mas pode sair muito dispendioso manter-se neste país como estudante estrangeiro.

8. BAHAMAS

Estudar nas Bahamas! É preciso dizer mais? Se bem que pagar em média 965 euros por um apartamento com apenas um quarto no centro da cidade pode diminuir esse entusiasmo!

9. DINAMARCA

A Dinamarca é um país nórdico que oferece grandes cidades vibrantes como Copenhaga, perto de florestas belas. Contudo, só um passe mensal de transporte público custa, em média, 50 euros.

Os valores foram apresentados com base em informação presente no Numbeo, o maior banco de dados do mundo de dados fornecidos por utilizadores sobre cidades e países do mundo todo.

Veja também:

Catarina Mesquita Catarina Mesquita

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Portugueses e Ingleses, Pós-Graduada em Linguística Portuguesa e Mestre em Estudos Portugueses Multidisciplinares, possui experiência de mais de quinze anos ao serviço da educação, da tradução e da escrita.