Publicidade:

6 dicas para passar no teste de código à primeira

Tirar a carta de condução pode ser um processo desgastante, e caro, se tiver que repetir exames. Fique com dicas para passar no teste de código à primeira.

6 dicas para passar no teste de código à primeira
Como evitar um deslize

Sim, é possível e bastante provável passar no teste de código à primeira, e assim dar por concluído o primeiro passo no processo de aprender a conduzir e tirar a carta. Chumbar no teste de código implica ter que o repetir, o que pode significar grandes custos, dependendo das políticas da escola onde está inscrito. O exame tem, no total, 30 questões e, para passar, só pode errar 3.

Além disso, é sempre uma perda de tempo quando queremos sentar-nos atrás do volante com confiança e segurança, usufruindo da independência que isso dá. Os primeiros conselhos passam por ir às aulas, mas só isso não chega. Saiba mais.

6 dicas para passar no teste de código à primeira

carta

1. Aproveitar as aulas

Ir às aulas de código não pode ser só para marcar presença. É importante frequentar o máximo possível de aulas de forma contínua e aproveitar para tirar apontamentos. Escrever ajuda a memorizar.

2. Praticar e praticar

A melhor forma de estudar e até memorizar alguns dados é através da prática. Faça o máximo de testes possível em casa ou na própria escola. Pode adquirir DVDs com testes ou fazê-los online. Um bom site para isso é o Bom Condutor, onde os testes estão organizados por grau de dificuldade e temas em específico. É possível praticar os dados de forma mais geral, ou depois começar a aperfeiçoar algumas matérias.

3. Estudar por objetivos

Quando se olha para o livro de Código, ler sem nenhum tipo de estrutura não é a melhor técnica para passar no teste de código à primeira. O melhor é estudar por objetivos, tendo cada sessão um objetivo especifico. O código é complexo e rico em dados diferentes. O ideal é ir passo a passo, sem pressa.

4. Tirar dúvidas

Outra forma de aproveitar as aulas de código, mesmo para que se tornem mais dinâmicas e menos aborrecidas, é tirar dúvidas. Pergunte ao professor/instrutor qual deve ser a maior preocupação ao estudar, tire dúvidas de temáticas específicas, etc.

5. Fazer uma boa gestão do tempo de estudo

Este ponto vem no seguimento de fazer um aproveitamento das aulas teóricas. Por esta razão, vale a pena investir em começar a tirar a carta de condução e estudar o código quando, de facto, existe disponibilidade para tal. Além de praticar por testes, é importante reservar um bloco de tempo duas a três vezes por semana para um estudo mais teórico.

6. Atitude positiva e confiante

Não é raro que sejam os nervos e a ansiedade a trair o mais aplicado dos alunos na hora do exame. Vá para o exame com uma atitude positiva, faça os possíveis para controlar a ansiedade, evite fazer o exame muito rápido. A atitude positiva ajuda! Depois desta fase, metade do percurso de tirar a carta de condução já está.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.

Também lhe pode interessar: