Publicidade:

Deve ligar o carro com o pé na embraiagem? Entenda porquê

Será que devo ligar o carro com o pé na embraiagem? Perceba qual a abordagem correta e como evitar desgastes desnecessários usando esta prática.

 
Deve ligar o carro com o pé na embraiagem? Entenda porquê
Um pequeno gesto que pode fazer a diferença quando dá à chave

Muitos são os dilemas associados à condução e no que toca à temática sobre o uso correto da embraiagem, este então continua a dividir opiniões. Mas afinal, será que deve ligar o carro com o pé na embraiagem?

Esta é uma questão que acarreta várias versões no universo dos especialistas. Por um lado, a maioria defende que o pedal da embraiagem não deve ser pisado ao ligar o carro, devendo apenas ser levemente pressionado e gradualmente soltado, unicamente para dar início ao movimento do automóvel.

Por outra perspetiva, há quem defenda que ligar o carro com o pé na embraiagem é uma questão de segurança. Para todos os condutores que não têm por hábito deixar o carro em ponto morto, pode ser uma vantagem. Além de não engatar o carro inesperadamente, pode evitar sustos ou até mesmo acidentes (caso esteja estacionado perto de obstáculos).

Ao mesmo tempo, ligar o carro com o pé na embraiagem pode poupar, a longo prazo, o desgaste dos componentes e a vida útil da embraiagem. Esta é já uma prática generalista entre muitos automóveis atuais, cuja única forma de dar à ignição é apenas obtida com o pisar da embraiagem – estejam equipados (ou não) com caixa de velocidades manual ou automática.

Conforme é de conhecimento geral, o pedal da embraiagem é uma peça de fácil e rápido desgaste, que pode queimar ou ficar precocemente desgastada, até que seja necessário a sua substituição.

Fique elucidado sobre se deve ou não ligar o carro com o pé no pedal de embraiagem e qual a opção que reúne mais vantagens para ciclo de vida e boa preservação deste pedal. Compreenda ainda como pode poupar este componente e o que pode acontecer caso não o utilize da forma mais apropriada na sua condução.

Devo ligar o carro com o pé na embraiagem? Fique esclarecido


colocar o pe na embraiagem

Assumimos desde já que uma utilização frequente do uso do pedal de embraiagem ao ligar o carro é benéfico em variados aspetos e como tal, deve ter esta prática em conta da próxima vez que ligar o seu veículo.

Com o objetivo de aliviar o trabalho do motor de arranque, a embraiagem retira peso à caixa de velocidades e previne o desgaste do mesmo. Note que o motor de arranque fica dependente de uma enorme carga de esforço. Quando acionado, este é responsável por fazer movimentar todos os componentes internos no momento da ignição do motor.

Por sua vez, ao ligar o carro com o pé na embraiagem, há uma ligeira redução nos consumos da energia elétrica da bateria, algo que pode não ser notado a curto prazo. Já a longo prazo, esta prática justifica-se facilmente pelos baixos desgastes da própria bateria.

Na verdade, se a bateria estiver com pouca carga energética ou até mesmo esgotada, colocar o pé no pedal da embraiagem aumenta as probabilidades de conseguir ligar o carro em andamento. Apesar deste”velho truque” não ser uma prática exemplar, serve de resposta sobre como o auxílio do pedal da embraiagem é vantajoso.

O contributo das marcas

Efetivamente, muitas são as marcas que incorporam no manual do proprietário do veículo, informações úteis para que cada condutor reduza o desgaste do motor de arranque e prolongar a vida útil da bateria ao utilizar devidamente a embraiagem.

Ligar o carro com o pé na embraiagem aumenta ainda a segurança de quem estiver a passar perto do seu carro, quer sejam peões, quer outros carros que possam estar de passagem ou estacionados.

Este é outro contributo de segurança que as marcas começaram por introduzir nos modelos de série atuais, cuja ignição do motor é apenas permitida com o pisar do pedal da embraiagem, evitando solavancos inesperados para o condutor e para os ocupantes.

Como precaver?

Como o pedal de embraiagem é uma das peças com maior desgaste na mecânica automóvel, pela sua utilização constante na condução, recomendámos que esteja atento aos seguintes truques para poupá-lo e evitar desgastes a curto prazo:

  • Descansar o pé na embraiagem traduz-se num prematuro desgaste da peça, evite ao máximo fazê-lo;
  • Não se deve pisar o pedal da embraiagem quando o carro estiver parado;
  • Evite engrenar mudanças elevadas quando a velocidade não o justificar;
  • Não largue o pedal da embraiagem de forma repentina;
  • Respeite as regras de carga e peso admissível indicadas pelos fabricantes do modelo;
  • Evite arranques bruscos e pontos de embraiagem lentos ou prolongados;
  • Evite reduções de mudanças bruscas;
  • Inicie a condução com a primeira mudança engrenada respeitando progressivamente a ordem natural da caixa de velocidades.

E se não colocar o pé na embraiagem ao ligar o carro? O que acontece?

Ligar o carro sem colocar o pé na embraiagem tem várias desvantagens. Fomos mencionando algumas ao longo deste artigo, mas vale a pena fazer a ressalva para as mesmas.

  • O desgaste do motor de arranque é maior;
  • A embraiagem pode ficar condicionada a médio prazo, por estar a ser mal utilizada;
  • Poderá sentir um solavanco ao arrancar com o carro sem pisar o pedal de embraiagem;
  • Poderá não conseguir ligar o carro, se a carga da bateria estiver em baixo e não recorrer ao pedal da embraiagem.
  • A embraiagem é considerada uma das peças mecânicas mais caras quando é exigida a reparação ou substituição.

Veja também: