Publicidade:

16 formas simples de poupar dinheiro com o bebé

Ter uma criança é uma felicidade imensa, mas acarreta também grandes despesas. Saiba como poupar dinheiro com o bebé mantendo o orçamento equilibrado.

16 formas simples de poupar dinheiro com o bebé
Dicas práticas para poupar antes e depois do nascimento

Poupar dinheiro com um bebé devia ser uma disciplina lecionada nas escolas. Os pais estão tão cheios de amor e entusiasmo que é muito fácil perderem-se em todas as coisas fofas que encontram nas lojas. No final, ficam com as arrecadações cheias de coisas que não usaram ou usaram muito pouco. Nestas coisas, o melhor é falar com muitos pais, frequentar os fóruns e ler artigos para perceber aquilo que pode ser fundamental ou desnecessário, e para encontrar referências sobre determinado artigo.

Se tem ou vai ter um bebé já percebeu que, para além de ser motivo de grande felicidade e desafio, ter uma criança é uma fonte de grandes gastos. As despesas começam durante a gravidez e somam-se até a criança crescer. Mas é possível poupar dinheiro com o bebé sem que lhe falte nada.

Sim, as roupinhas e acessórios de bebé são muito fofos e irresistíveis. Sabemos disso. Mas no fim das contas, o mais importante é os bebés estarem confortáveis e a sua carteira também, para que possa garantir à sua criança um bom futuro. Por isso, deixamos-lhe dicas imprescindíveis para que mantenha as contas equilibradas. Não se esqueça que a poupança deve começar ainda durante a gravidez. Veja estas 6 dicas para poupar dinheiro com o bebé ainda antes de ele nascer.

Como poupar dinheiro com o bebé antes de nascer

1. Faça uma lista para o enxoval do bebé com os essenciais

poupar-dinheiro-com-o-bebe

É uma forma de não se tentar e permite-lhe comparar preços. Uma boa ferramenta online é o Kuanto Kusta. Há também sites especializados em artigos para bebé, como a Bebitus, onde há promoções que valem a pena.

2. Compre apenas o indispensável para o início

poupar-dinheiro-com-o-bebe

Não vai precisar mais do que 6 babygrows por tamanho, calcinhas de pijama, meias, um cobertor, fraldas de pano, babetes, termómetro, banheira, 2 conjuntos de lençóis. O resto vá comprando à medida que for precisando, se precisar.

3. Peça emprestado tudo o que puder

poupar-dinheiro-com-o-bebe

A dica aplica-se, sobretudo, aos items maiores e mais dispendiosos como a cama, o carrinho, a cadeira para o automóvel. As primas ou amigas que já tiveram bebé agradecem se conseguirem “despachar” estas coisas lá de casa.

4. Faça um baby shower

poupar-dinheiro-com-o-bebe

Aceitar presentes é uma forma de poupar dinheiro com o bebé. Partilhe a sua lista de enxoval com os convidados ou crie uma numa loja para não acabar com presentes indesejados. Organize um baby shower, a sua carteira vai agradecer.

5. Compre em segunda mão

poupar-dinheiro-com-o-bebe

Se tiver mesmo que comprar, compre em segunda mão. Os artigos de bebé são usados durante muito pouco tempo e facilmente encontra coisas em bom estado e em conta.

6. Decoração do quarto

poupar-dinheiro-com-o-bebe

Opte por uma decoração simples ou até minimalista, em tons neutros e com mobília modelar. Isso dá-lhe versatilidade para mudar o décor quando quiser, adaptar ao crescimento do bebé ou aproveitar para um segundo filho. Peça ajuda aos amigos para pintar e organizar!

Poupar depois do nascimento

Depois do seu bebé nascer vai perceber que, à medida que ele cresce, as despesas aumentam. A roupa deixa de servir e é preciso repor, o bebé começa a comer e é mais uma boca para alimentar, a criança quer brinquedos, precisa que alguém cuide dela enquanto vai trabalhar.

Mas pode continuar a poupar dinheiro com o bebé sem que nada disto lhe falte. Algumas sugestões práticas são:

1. Privilegie a amamentação

Se puder e quiser amamente o máximo de tempo possível. O leite materno é considerado mais nutritivo e saudável e é, efetivamente, mais barato do que o de fórmula. Também poupa em biberões, esterilizadores e afins.

2. Faça comida em casa

Quando iniciar os sólidos prefira comida caseira. Se tiver um robot de cozinha ótimo (pode orientar-se com os livros de receitas), senão basta-lhe um liquidificador ou uma varinha mágica. Para poupar tempo faça em quantidade e congele em pequenos potes. Os purés de boião são muito caros, por isso, restrinja o uso para situações excecionais.

3. Não faça stock

Não vá na conversa de comprar antecipadamente e em quantidade. No caso das fraldas, o bebé pode até ser alérgico ou saltar o tamanho, e nas roupas acontece o mesmo. As de recém-nascido podem nem servir e ficam encostadas.

4. Fraldas de pano ou marca branca

O seu bebé vai gastar uma média de 8 fraldas por dia. Ou seja, vai gastar muito dinheiro em fraldas, por isso, opte por marcas brancas que são mais em conta. Use as marcas premium para a noite quando vai estar mais horas sem mudar. Se não se importar de lavar fraldas, use as de pano. Já há modelos práticos de colocar e o ambiente agradece que não use as descartáveis.

5. Economizar em fraldas descartáveis

Aproveite todos as promoções de fraldas que encontrar, mesmo que isso implique comprar embalagens maiores. Recolha todos os cupões de desconto que encontrar. Procure-os em jornais, revistas e nos folhetos promocionais dos supermercados. Inscreva-se nos sites das marcas de fraldas para receber informação sobre as ofertas e promoções exclusivas.

6. Higiene à moda antiga

Para além da questão ambiental, as toalhitas ficam caras (e vai usar muitas, acredite). Opte por limpar o rabinho com uma luva de pano ou as toalhinhas de bidé humedecidas. Não precisa comprar produtos caros para o banho e hidratação. Sabão natural e óleo de amêndoas doces ou de coco são maravilhosos para a pele e permitem-lhe poupar dinheiro com o bebé.

7. Contenção nas roupas

As roupinhas de bebé fazem-nos perder a cabeça mas a verdade é que os babygrows são a coisa mais confortável para eles usarem. Peça emprestado ou compre de marcas mais baratas porque vão sujar muito e deixar de servir num instante. Opte por cores neutras para dar para um próximo filho ou poder emprestar. Vestidos não são práticos e sapatos só são realmente necessários quando começam a andar. Peça antes à avó para tricotar umas botinhas! Compre roupa em saldos e em tamanhos maiores para ficar para os próximos meses.

8. Não desperdice em brinquedos

Durante os primeiros meses de vida, os bebés ficam mais excitados com o papel de embrulho do que com o que está dentro da caixa. Uma colher, uma garrafa de água ou um papel enrugado dão para os entreter durante horas. De novo, aceite ofertas e brinquedos emprestados. Se quiser comprar opte por brinquedos didáticos e que ajudam ao desenvolvimento motor ou intelectual do bebé.

9. Cuidar do bebé

Para a maioria dos pais é inevitável ter que entregar o bebé aos cuidados de alguém após 5 ou 6 meses de licença de maternidade. Procure um infantário ou creche públicos com antecedência para arranjar lugar. Melhor ainda, se puder deixe a criança com os avós ou padrinhos.

10. Feiras do bebé e passatempos

Os hipermercados organizam uma feira do bebé todos os anos. Esta pode ser uma boa oportunidade para conseguir boas promoções. Participe também nos passatempos dos blogues de maternidade para conseguir prémios e inscreva-se nos sites das marcas de produtos para bebé para receber cupões e, por vezes, amostras.

Usando estas dicas práticas e levando um dia de cada vez vai conseguir evitar gastos desnecessários e poupar dinheiro com o bebé conseguindo cobrir todas as suas necessidades. Mais do que as coisas que lhe possa dar, o mais importante é dar-lhe mimo e proporcionar-lhe momentos felizes!

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.