Publicidade:

10 dicas para poupar na ceia de Natal

Este ano, a véspera de Natal é em sua casa? Saiba como poupar na ceia de Natal com algumas dicas simples e sem comprometer a noite de consoada em família.

10 dicas para poupar na ceia de Natal
Não poupe na alegria, poupe na carteira

O Natal não tarda e se quer poupar, evitar esquecimentos e preocupações que lhe pesam na carteira, comece já a preparar a sua ceia de Natal. Consiga a noite perfeita para reunir a família e os amigos à mesa, com bons petiscos e muita alegria, mas sem arruinar as suas finanças. Saiba como pode poupar na ceia de Natal.

Como poupar na ceia de Natal


1. Defina um orçamento. Estabelecer um limite para o que quer gastar é um bom começo para poupar na ceia de Natal.

2. Antes de sair para as compras faça o menu. Decida o que vai servir (por exemplo, bacalhau, peru ou polvo), calcule o que vai precisar em função do número de pessoas, confirme o que lhe falta na despensa e compre apenas os ingredientes necessários.

3. Compare os preços. Consulte os folhetos que lhe deixam na caixa do correio ou faça pesquisas online. Hoje em dia, quase todos os supermercados e hipermercados têm loja online e, por isso, facilmente conseguirá comparar preços sem sair de casa.

4. Esteja atento às promoções e compre com antecedência tudo o que for possível como, por exemplo, bebidas, farinha, aletria ou ovos. Se encontrar carne, polvo ou bacalhau em promoção, compre e congele.

5. Faça tudo em casa. Esqueça os alimentos pré-preparados ou o take-away que lhe poupa tempo mas não dinheiro. Além disso, não há nada melhor do que comida fresca e caseira.

6. Queijos e enchidos são deliciosos mas caros, além de que tiram o apetite para o prato principal. Procure alternativas e opte por algo mais simples, como uma salada de tomate e azeitonas, uns ovos mexidos com pimentos ou uma sopa de legumes assados.

7. Se vai receber muita gente na ceia de Natal, por que não pedir aos convidados para contribuir? A sua mãe leva as batatas, o sogro o vinho, a aletria faz a avó, as rabanadas deixe com a sua tia e a sua irmã pode levar os legumes.

8. Se vive numa zona rural, pode valer a pena espreitar o mercado da vila ou mesmo falar com o vizinho que cultiva algumas hortícolas. Os preços são mais em conta do que no hipermercado e a qualidade é superior. As feiras semanais também podem ter preços mais em acessíveis.

9. Sempre que possível, opte por produtos de marca branca. Poupe na farinha, no açúcar, na aletria e na canela para poder gastar mais um bocadinho no bacalhau e no azeite da ceia de Natal.

10. Sonhos, bolos de bolina, pudim francês, pudim Abade de Priscos, aletria, leite-creme, rabanadas, rabanadas de vinho, regueifa doce, pão de ló, bolo Rei, formigos, tronco de Natal… Precisa mesmo de fazer estas sobremesas todas? Pense de novo.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].