Publicidade:

As 13 prendas que não pode mesmo oferecer no Natal

Chegou a altura de comprar os presentes para a família e amigos. Não se deixe iludir: estas são as prendas que não pode mesmo oferecer no Natal.

As 13 prendas que não pode mesmo oferecer no Natal
Saiba o que não oferecer nesta quadra natalícia

Se ainda não reparou no calendário, na próxima ida ao centro comercial mais próximo de sua casa “vai dar por ela”: a quadra natalícia chegou em força e tem de começar a pensar nos presentes que tem de oferecer. Se não sabe o que comprar, nós ajudamos com uma lista bem importante: as prendas que não pode mesmo oferecer no Natal.

Há presentes de mau gosto que devem ficar nas prateleiras das lojas até serem descontinuados. Em alguns casos, a respetiva necessidade do seu uso não significa que sejam boas opções para prendas de Natal.

Se está sem ideias, já sabe que pode encontrar as melhores ideias no E-Konomista: sugestões de presentes solidários, para namorados saudáveis, para cinéfilos e até para os seus animais de estimação.

13 prendas que não pode mesmo oferecer no Natal


1. Vouchers

Esta é uma opção fácil e que não tem margem para erros. Ainda assim, mostra o quão pouco original pode ser nas suas escolhas para as prendas de Natal. Além de ser impessoal, este presente pode deixá-lo em maus lençóis se o voucher for para duas pessoas: se não conhece muitos detalhes da vida privada da sua prima, esqueça este presente.

2. Jogos de Cama

São muito práticos mas são geradores de sorrisos desconfortáveis na noite de Consoada. Este é uma daqueles prendas que não deve mesmo oferecer no Natal: seja pela cor, textura do tecido ou porque simplesmente não são necessários e vão estar apenas a ocupar espaço.

3. Eletrodomésticos

A não ser que a máquina de lavar ou o ferro de engomar tenham sido pedidos especificamente a si, evite estas ofertas na quadra natalícia, especialmente a elementos do sexo feminino. Num país onde é sabido que as mulheres gastam o dobro do tempo dos homens nas tarefas domésticas, este presente pode transmitir o sinal errado.

4. Meias e roupa interior

Mais uma vez, peças muito práticas e que todos necessitamos diariamente. Ainda assim, ninguém quer receber um par de meias ou de cuecas/ boxers pelo Natal: pode ser indelicado.

meias de natal

5. Livro de dietas

Há livros fantásticos e que são excelentes opções para oferecer este ano. Ainda assim, os livros de dietas fazem parte da categoria das prendas que não pode mesmo oferecer este Natal. Não quer ser apelidado como o familiar rude e mal-educado, pois não?

6. Cremes Anti-rugas

Se está a pensar comprar um kit de beleza para algum dos seus familiares de sexo feminino, tome atenção aos produtos que compõem esse kit: se o creme anti-rugas está incluído, deixe o produto na prateleira da loja. Não compre guerras desnecessárias com os seus familiares.

7. Roupa um tamanho (ou vários) abaixo

Se quer oferecer aquela peça de roupa que um dos seus familiares está cansado de “namorar”, tenha atenção ao número que compra. Familiares mais sensíveis a questões como o peso podem não achar muita graça a este “presente envenenado”.

8. Presentes de que não gosta

Não opte por oferecer objetos que não gosta, como aquele perfume cuja fragrância deixa-o com pele de galinha: gestos desses são muito grosseiros, totalmente evitáveis e despem a quadra do espírito natalício.

9. Lingerie e brinquedos sexuais

Roupa interior sexy ou brinquedos sexuais fazem parte da lista de prendas que não pode mesmo oferecer no Natal. A abertura deste tipo de presentes em frente a toda a família é constrangedor.

10. Fotografias emolduradas

Dica para esta e as próximas épocas festivais: quadros e molduras para decorar as paredes da casa dos seus amigos e familiares nunca é boa ideia. Essa opção estava na lista de piores presentes de sempre na década de 90 e, até agora, por lá continua.

prendas de que não gosta

11. Livro de boas maneiras

Tem um tio que é o mestre dos inconvenientes, tem sempre a palavra errada no momento mais inoportuno, não sabe como se comportar à mesa e já foi responsável por várias tentativas, não conseguidas, de iniciar a terceira guerra mundial em família? Por muito que tenha vontade, o Natal não é o momento para baixar o passivo-agressivo que vive dentro de si, aumente o volume do “Sozinho em Casa” e divirta-se.

12. Prendas avulsas

Entende que a sua afilhada mais nova está em idade de casar e decide começar a fazer-lhe um enxoval. Se ela gosta, tudo bem. Mas há um pequeno detalhe: não ofereça peças avulsas. Este ano leva dois copos de gelado de um serviço, no próximo leva mais dois de um conjunto diferente, depois são três argolas de guardanapo, no seguinte são dois guardanapos de pano e… não, não, não!

 13. Algo do seu armário

Não falamos de reaproveitar prendas, que não é das piores coisas. Suponha que alguém lhe deu uma gama de produtos de banho aos quais é alérgico. Não tem problema se oferecer a alguém que sabe que adora, até porque os tempos não estão para grandes gastos. Agora, ir ao fundo do seu armário vasculhar por coisas “assim-assim”, já usadas e gastas para despachar e oferecer no Natal é que não.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro e não é responsável pelos produtos apresentados. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se quiser sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].