Publicidade:

Saiba onde estão as profissões mais bem pagas na Europa

Está a pensar mudar para outro país e encontrar um emprego com um salário alto? Então, conheça a lista das profissões mais bem pagas na Europa.

Saiba onde estão as profissões mais bem pagas na Europa
Saiba quais os melhores setores

O mercado de trabalho na Europa é bastante competitivo. Para quem tem certos atributos pessoais e profissionais como capacidade de adaptação, bons níveis de qualificação e capacidade de trabalho, encontrar um bom emprego é possível. E em certos ramos de atividade, é certo que a Europa poderá abrir novos horizontes e novas oportunidades que em Portugal podem ser mais escassas. Mas mesmo assim, convém saber para o que vai antes de colocar pés ao caminho. Conheça, então, as profissões mais bem pagas na Europa.

Em que países são pagos os melhores salários?


profissões mais bem pagas na europa

De um modo geral, pode dizer-se que os salários mais bem pagos na Europa atualmente estão em países como Suíça, Luxemburgo, Dinamarca, Noruega, Reino Unido e Alemanha. E quanto a setores de atividade profissional, o que há a dizer?

Profissões mais bem pagas da Europa


1. Setor da Saúde no topo

profissões mais bem pagas na europa

Por norma, tal como acontece em Portugal, na Europa os empregos relacionados o setor da saúde são os mais bem pagos, em média. Um médico em início de carreira ganha cerca de 32.000 libras por ano no Reino Unido, com previsões de aumento ano após ano.

Muitos países europeus têm excelentes sistemas de saúde, portanto, empregos para médicos e enfermeiros podem ser fáceis de encontrar. Em comparação com os médicos que trabalham nos EUA, por exemplo, os médicos na Europa têm mais oportunidades de providenciar aos seus pacientes os cuidados de que necessitam.

2. Computação e informática

tic

Com um diploma em ciência da computação ou similar, há boas possibilidades de encontrar trabalho em qualquer lugar do mundo, especialmente na Europa. Trabalhos de desenvolvimento de software e tecnologia da informação estão em grande expansão neste momento.

Para quem quer seguir carreira de TI, a Alemanha é sem dúvida o centro europeu de engenharia e inovação. É uma escolha perfeita se já tiver alguns anos de experiência e conhecimentos avançados.

Trabalhos de ciência da computação também são ideais para quem quer trabalhar remotamente. E essa possibilidade é algo que muitas empresas nesta área já oferecem aos seus colaboradores. Isto para concluir que o diretor técnico de TI é sem dúvida uma das profissões, senão a profissão mais bem paga na europa neste momento. Não só se praticam bons salários, como também existe muita oferta.

3. Auditoria Financeira

auditor

Os auditores financeiros também estão posicionados na linha da frente no que toca às profissões mais bem pagas na Europa. Mais uma vez, dependendo da experiência, os valores podem ir dos 65 mil euros aos 85 mil euros por ano.

4. Para quem fala inglês

profissões mais bem pagas na europa

Há que ter em conta o fator “língua”. A Europa é um autêntico caldeirão linguístico! Existem nada mais nada menos do que 24 línguas oficiais na União Europeia. Além dessas, há mais umas quantas dezenas de outras línguas que são faladas regularmente em muitos países europeus.

No entanto, a boa notícia é que o inglês é falado em toda a parte, mesmo não sendo considerado língua oficial em muitos desses países. Se tem dificuldades com o inglês, invista em melhorar os seus conhecimentos nessa língua, porque esse pode ser um fator crucial para ser bem sucedido num emprego na Europa.

Por outro lado, se o inglês está no centro da sua atividade profissional, é bom que saiba que existem oportunidades de empregos bem pagos nessa área, nomeadamente a dar aulas de inglês. Mas as oportunidades aumentam exponencialmente se o trabalhador for bilingue.

Como se trata de uma área muito competitiva, saber falar outras línguas além do inglês, como o espanhol, francês, russo, ou alemão, poderá fazer a diferença para arranjar uma profissão realmente bem paga.

6. Engenharia

engenheiro

Da engenharia estrutural à engenharia química, existem muitas oportunidades a serem exploradas. Os engenheiros de software e sistemas, e na área da mecânica e da mecatrónica, gozam de muitas oportunidades atualmente na Europa.

Países como Inglaterra ou Alemanha oferecem salários anuais para estes profissionais entre os 40 mil e os 100 mil euros. Com um diploma e experiência em engenharia, é possível desfrutar de um dos empregos mais bem pagos na Europa, especialmente se estivermos a falar das grandes cidades.

A Europa abriga algumas das melhores instalações de pesquisa do mundo. Da engenharia estrutural à engenharia química, existem muitas oportunidades a serem encontradas. Lyon é outra cidade muito forte para empregos em engenharia. Se preferir ficar mais perto de Portugal, Bilbao é outra cidade aqui ao lado, em Espanha, muito forte também.

E quanto às outras áreas?


Se não trabalha nestas áreas, não desanime! Estes foram apenas alguns exemplos daquelas que são as profissões mais bem pagas na Europa. Faltam obviamente os marketeers, os controladores de tráfego aéreo, os analistas de dados, os diretores financeiros, entre outros.

Acima de tudo, é importante que tenha em mente que mais do que integrar a listagem das profissões mais bem pagas na Europa, o seu salário depende sempre de diversas variáveis, nomeadamente as funções que desempenha, a sua formação e experiência profissionais e, acima de tudo, a sua qualidade enquanto profissional.

O que fazer antes de partir?


Seja qual for a sua área de atividade e sejam quais forem as perspetivas salariais em causa, deve sempre tomar algumas precauções antes de emigrar. Certifique-se de que a empresa que o vai contratar realmente existe, e, em caso de dúvida, leve a minuta do contrato de trabalho ou o anúncio de emprego à Secretaria das Comunidades para fazer a sua verificação.

Procurar emprego através de entidades oficiais, como a Rede EURES, pode também ser recomendável.

E além de tudo isto, se for possível, convém fazer uma visita preparatória ao país e cidade para onde pretende emigrar. Finalmente, não se esqueça de negociar as condições do emprego tendo em conta o custo de vida e fatores como a possibilidade da empresa o ajudar a encontrar uma escola para os seus filhos – no caso de viajar em família.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.

Saiba tudo sobre emprego