Publicidade:

Viver com propósito: como definir o seu projeto pessoal de vida

Definir um projeto pessoal de vida é essencial para sentir que vive com propósito. Alinhe a vida pessoal e a profissional para ser mais feliz.

Viver com propósito: como definir o seu projeto pessoal de vida
Como fazer o seu projeto pessoal de vida?

Uma caraterística única da espécie humana é a sua capacidade de planear. É esta competência que nos permite antecipar o futuro, preocuparmo-nos ou entusiasmarmo-nos com ele, e definir estratégias que nos conduzam a um maior sentido de realização pessoal – a um projeto pessoal de vida.

Projeto pessoal de vida: como fazer


O projeto pessoal de vida integra diversas dimensões! É comum orientarmos a nossa existência para a conquista de objetivos pessoais e profissionais, acreditando que depois de os concretizarmos, seremos mais felizes. O que aqui lhe propomos é que faça o caminho inverso: primeiro, seja feliz; e verá que, ao dar prioridade à sua felicidade, os objetivos se definirão de forma mais alinhada com os seus valores, interesses e competências pessoais.

projeto pessoal

Projeto pessoal de vida: uma tarefa de reflexão

Fazer um projeto pessoal de vida implica refletir profundamente sobre quem é, sobre os seus objetivos a longo prazo, sobre os seus maiores receios em relação ao futuro (lá está a tal capacidade de planeamento), e, claro está, sobre a sua vida em todas as dimensões: individual, familiar, social, profissional, e comunitária. Vamos analisá-las ponto por ponto e dar sugestões para começar a debruçar-se sobre este tema, que, avisamos já, irá exigir muito do seu tempo e revisões periódicas!

Analise globalmente a sua vida

Um projeto pessoal de vida não é mais do que um plano que integra passado, presente e futuro. Propomos-lhe que faça agora mesmo um exercício: pegue numa folha de papel em branco e desenhe o maior círculo que conseguir. Divida esse círculo em 12 “fatias”, representando cada uma delas uma dimensão da sua vida presente:

1 – Grupo de Pares: na sua vida profissional ou académica, os seus “pares” são os colegas, quem se encontra no mesmo nível da hierarquia. Entre os pares, há troca de conhecimento, exposição a novas aprendizagens e estabelecimento de novos contactos;
2 – hobbies e vida social;
3 – desenvolvimento pessoal;
4 – contribuição: em que medida sente que o que faz contribui para o bem-estar comum?
5 – família;
6 – romance;
7 – trabalho e carreira;
8 – saúde;
9 – dinheiro;
10 – significado;
11 – propósito: a razão, o “big why” que está por trás dos seus projetos pessoais e profissionais;
12 – liderança pessoal: esta dimensão refere-se à sua capacidade de ser líder de si mesmo, conduzindo a bom porto os seus projetos de vida.

Depois de dividir o círculo nestas dimensões, sugerimos que assinale, dentro de cada uma delas, um ponto, que deverá estar mais perto do centro se se sentir menos satisfeito com essa dimensão da vida, ou mais próximo da extremidade, se se sentir mais satisfeito com essa dimensão da vida. Una todos os pontos e terá uma perceção mais clara de quais as dimensões da sua vida requerem mais atenção. Uma vez feito este auto-diagnóstico, prepare-se para agir!

Olhar para trás… E para a frente

Depois de analisar a sua vida no presente, propomos que olhe para o seu passado e futuro. O ser humano tem a capacidade de, com base no que viveu e no que retira do presente, se projetar no futuro, em várias instâncias da sua vida, incluindo na vida profissional. Acontece que, por vezes, é mais fácil alicerçar esta exploração de carreira em experiências concretas e novas, para descobrir novos interesses e competências em que deseja investir profissionalmente.

Sugerimos que…

  • Experimente novas atividades e assuma novos papéis antes de se comprometer com uma mudança de vida. Há alguma atividade que já pensou em experimentar mas nunca o fez? Como poderia introduzir alguma variedade no seu dia-a-dia? Há pessoas que conhece que desenvolvem atividades que gostaria de conhecer melhor?
  • Estabeleça novos contactos para desencadear o acesso a novas oportunidades: já encontrou pessoas interessantes mas nunca fez follow-up desses contactos? Há alguma atividade que possa pô-lo em contacto com pessoas diferentes? Há pessoas que admira mas que nunca teve coragem de contactar?

Defina o que é “carreira” para si e de que forma encaixa no seu projeto pessoal de vida

O que significa para si a palavra “carreira”? Damos alguns exemplos: ascenção, crescimento, segurança, sentimento de pertença, aprendizagem, exploração, escolha, investimento, realização, identidade, expressão… Reflita sobre o significado que tem, para si, construir uma vida profissional. Esta reflexão ajudá-lo-á a perseguir as atividades profissionais que estão em maior sintonia com o seu propósito!

projeto pessoal de vida

Mais dicas práticas

Os exercícios referidos anteriormente podem e devem ser revistos periodicamente, ajustados de acordo com o momento da vida pessoal e profissional que está a atravessar. Lembre-se que determinadas circunstâncias podem alterar significativamente as suas preferências e até o seu sistema de valores. Por exemplo, o crescimento da família pode fazê-lo passar a dar prioridade a aspetos que antes não ocupavam o seu pensamento nem interferiam nas suas decisões.

Espreite aqui mais dicas e exercícios

  • Esqueça o conceito de “vocação”: nascemos com a capacidade de adquirir novas competências ao longo de toda a vida; explore o que gosta de fazer!
  • Invista tempo: construir uma vida profissional com propósito requer tempo e continuidade. Apesar de o discurso dominante frisar a importância de estar apaixonado pelo que faz, asseguramos que haverá momentos de burocracia, aborrecimento e trabalho duro.
  • “Entre no corredor”: a chave para evoluir é agir. Na maioria das situações na nossa vida, não conseguimos prever o futuro, mas agimos na mesma. Enverede pelo setor de atividade de que mais gosta e vai ver que o caminho se vai concretizando, dia após dia. As oportunidades surgem depois de agirmos e não antes, ao contrário do que se pensa!
  • Procure trabalhos próximos daquele que entende que é o seu propósito. Pode não conseguir já hoje o seu emprego de sonho, mas então escolha um que seja uma paragem intermédia até lá chegar. Seja um estratega!
  • Faça dois exercícios básicos: trace um projeto pessoal tendo em conta as suas circunstâncias pessoais atuais, nomeadamente a família, a estrutura sócio-económica, entre outras, e depois faça o mesmo mas não levando em conta esses aspetos. Desta forma deverá atingir um “compromisso” entre as duas situações, e perceber até que ponto elas interferem ou ajudam.

Depois de definido o seu projeto pessoal de vida, poderá necessitar de ajuda técnica no processo de procura de emprego e gestão de carreira; saiba desde já que este tipo de serviço pode fazer milagres pelo aumento da sua rede de contactos e eficácia na abordagem às empresas. Boa sorte!

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.