Publicidade:

Quando mudar a correia de distribuição: como e porquê

Muitos condutores não sabem quando mudar a correia de distribuição. Existem sinais do motor aos quais pode estar atento. Fique a conhecê-los.

Quando mudar a correia de distribuição: como e porquê
Conheça os sinais

A correia de distribuição é um dispositivo central do motor, que tem como função sincronizar as diferentes peças mecânicas que dele fazem parte.

Esta correia é feita de borracha reforçada. Devido ao desgaste que se acumula com o tempo e com os quilómetros, a correia vai-se deteriorando e precisa de ser mudada. Então, quando mudar a correia de distribuição? Fique a saber quando e como o deve fazer.

Quando mudar a correia de distribuição?


Muitos condutores perguntam-se com que frequência se deve mudar a correia de distribuição. A velha regra era a cada 90 mil quilómetros. Mas desde que a tecnologia foi melhorada, muitos fabricantes recomendam que se faça a alteração da correia em intervalos de até 160 mil quilómetros.

No entanto, não se pode apenas ter em conta o número de quilómetros, uma vez que esta peça também se desgasta com o tempo, independentemente da sua utilização.

Por exemplo, se forem feitos 100 mil quilómetros em dois anos, deve-se mudar a correia; mas se forem feitos 50 mil quilómetros em quatros anos, também se deve mudar, visto que a borracha vai-se estragando com o tempo, mesmo que tenha sido menos utilizada.

Por segurança e precaução, deve sempre consultar, junto do fabricante, de acordo com a marca e o modelo, qual o período de tempo e a quantidade de quilómetros a ter em conta para mudar a correia.

mudar a correia de distribuição

Quais são os sinais de desgaste da correia de distribuição?

A perda de energia, de economia ao nível do consumo do combustível, falhas na ignição e vibração do motor são alguns sinais de que a correia de distribuição está defeituosa.

Os fabricantes de automóveis usam agora correias que são menos suscetíveis de fazer barulho. As correias podem fazer algum barulho, mas nada de tão ruidoso quando comparado com as correias de viaturas mais antigas.

Pode também colocar a questão de quando deve trocar a correia de distribuição ao seu mecânico da próxima vez que lá for. Na maioria das vezes, a correia é substituída quando a bomba de água também precisa de ser mudada.

Mas atenção, reinstalar uma correia usada é uma má ideia. Essa correia já foi esticada, devido à sua utilização e isso vai dificultar saber quando é que deve ser retirada. Substitua sempre a corrente de distribuição por uma nova e considere também colocar uma bomba de água ao mesmo tempo. Deste modo, vai ter uma noção mais acertada acerca de quando deve substituir estes dois equipamentos e vai poupar na mão de obra.

O que acontece se não a mudar?

Se decidir não mudar a correia de distribuição, na melhor das hipóteses, o motor do carro vai simplesmente deixar de funcionar e vai ficar parado no meio da estrada. Na pior das hipóteses, algumas das peças descoordenadas do motor vão interferir umas com as outras, podendo chegar até a danificar o motor de forma irreparável.

Não custa assim tanto ir ao mecânico de vez em quando, e acaba por ficar muito mais barato do que ter de substituir o motor depois de este avariar por causa da correia. A prevenção é a sua melhor solução.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.

Também lhe pode interessar: