Publicidade:

O que fazer no São João do Porto: guia para viver a grande festa da Invicta

Se a sua ideia de santos populares é andar na pândega, então conheça estas paragens obrigatórias e saiba o que fazer no São João do Porto. Aprenda a viver esta noite como um tripeiro!

O que fazer no São João do Porto: guia para viver a grande festa da Invicta
São João dá cá um balão para eu brincar

Chega o mês de junho e já se começa a sentir o cheiro a sardinha assada no ar, as ruas da cidade enfeitam-se de luzes para as festas, palcos são montados para as bandas animarem os bailaricos, as montras das lojas enchem-se de manjericos, e as pessoas andam mais sorridentes e bem dispostas. O mês de junho é um mês muito querido por todos… E a noite mais querida de todas é a de São João do Porto!

O que fazer no São João do Porto: o melhor dos festejos


A noite de São João é celebrada em vários locais por esse Portugal fora, até mesmo noutros países da Europa, mas a do Porto é a mais conhecida. A tradicional folia noite adentro, com arraiais e bailaricos, caldo verde e sardinhas assadas, martelos, alho-porro e fogo-de-artifício sobre o Douro, atrai para as ruas portuenses milhares de pessoas.

sao joao

Preparação: não se esqueça destas dicas

Lembre-se que a noite de São João começa cedo e só acaba de manhã, por isso, descanse antes da festa, para o cansaço ou o sono não o traírem. Vista calçado confortável, coma com moderação e beba muita água, a desidratação é um dos piores amigos dos foliões.

Beba álcool com moderação e esteja atento ao piso irregular no centro da cidade. Por último, guarde bem a carteira, que entre as marteladas, também há foliões que são amigos do alheio.

Por último, não se esqueça de comprar o martelinho, o alho-porro e a cidreira uns dias antes, sempre vai poupar uns euros. Lembre-se também de comprar um balão de São João, mas mais tarde falamos já a seguir.

Roteiro


Comece a noite junto à Sé, com um jantar consistente – acredite, vai precisar. A noite de São João do Porto é uma noite de excessos: caminham-se quilómetros entre bailaricos, dança-se imenso e, claro, uma pessoa precisa de se hidratar em igual medida.

Mais adiante, quando se estiver a aproximar a meia-noite, compre um martelo e fique pelas Escadas dos Guindais para ver o fogo-de-artifício. Chegue com alguma antecedência, porque, por ser um sítio com uma vista fantástica sobre o rio, vai estar a rebentar pelas costuras.

Quando terminar o espetáculo, desça até à Ribeira. Depois siga para os bailaricos em Miragaia, e arranje um par para dançar. Quando se fartar, continue até à Foz, sempre junto ao rio.

Lá, no Jardim do Passeio Alegre, é costume haver festa da boa, além das barracas que vendem bifanas, cachorros, pão com chouriço, farturas e cerveja. Por esta altura, provavelmente deverá estar a precisar de reabastecer. Já agora, evite passar por crianças com martelos, especialmente as mais pequenas. No único dia do ano em que bater é permitido, elas não se fazem rogadas e dão com quanta força têm.

A noite já vai longa, mas ainda dá para andar mais. É assim a festa de São João do Porto!

Continue até chegar ao Castelo do Queijo. Se ainda tiver energia, pode tentar subir a avenida da Boavista em direção à rotunda, onde encontrará mais um estaminé montado, mas, provavelmente, poucos serão os sobreviventes que conseguirão lá chegar. Caso contrário, ou seja, caso esteja a dar as últimas ainda junto ao Castelo do Queijo, aproveite o areal das praias de Matosinhos para descansar.

O que levar


Já fomos falando um pouco sobre o que precisa levar, mas não custa enfatizar e acrescentar mais uns itens.

  • Martelo ou alho-porro
  • Calçado confortável
  • Roupa confortável
  • Garrafa de água
  • Telemóvel carregado
  • Boa disposição

Se seguir estes passinhos todos no São João do Porto, é garantido que vai ficar com este festejo cravado na memória.

Já agora, não se esqueça que é proibido lançar balões de São João e que as multas podem ascender até aos 5000 euros.

Veja também: