Publicidade:

10 razões para estudar no Porto

Vamos descobrir 10 razões para estudar no Porto. A 2ª maior cidade  Portuguesa, eleita como o "Melhor Destino Europeu 2014" pela "European Consumers Choice".

10 razões para estudar no Porto
O que tem o Porto a oferecer aos estudantes? Conheça 10 razões para estudar na cidade invicta

Da cultura à gastronomia, passando pelos elevados padrões de qualidade do Ensino Superior nesta cidade, damos-lhe 10 razões para estudar no Porto.

Há 10 razões para estudar no Porto


O que tem o Porto a oferecer aos estudantes?

Precisa de ajuda a decidir onde vai estudar? Aqui ficam as nossas sugestões para descobrir a cidade do Porto.

porto

1. O Porto é Património Mundial da Humanidade

O centro histórico é de grande interesse arquitectónico, não fosse ele considerado Património Mundial pela UNESCO, graças a uma mescla de arquitectura contemporânea com antiga.

2. Qualidade da comida

O Porto destaca-se também pela qualidade dos seus restaurantes e pela sua gastronomia. As francesinhas ou as tripas à moda do Porto são pratos que só se comem na cidade Invicta. Desde restaurantes de gastronomia regional a restaurantes gourmet, tapas, sushi, hamburguerias, há de tudo para todos os gostos e apetites… O difícil é mesmo escolher.

francesinha razões para estudar no porto

3. Ensino de alta qualidade

A Universidade do Porto, uma das principais do país, situa-se entre as 200 melhores universidades do Mundo e as 100 melhores universidades da Europa. Os estudantes da U.Porto contam com uma elevada taxa de inserção no mercado de trabalho português e internacional.

O campus da U.Porto dispõe de infraestruturas capazes de garantir a melhor experiência académica, social e cultural. Como se não bastasse, os estudantes da U.Porto contam com uma elevada taxa de inserção no mercado de trabalho português e internacional.

4.  O melhor das grandes e das pequenas cidades

Dentro do contexto de cidade grande, o Porto tem também características de uma cidade pequena – é uma mistura de cidade com a tranquilidade do interior e a paisagem típica do litoral. O centro do Porto, conhecido como “baixa portuense”, é passível de se percorrer a pé facilmente. Isto porque a área é bastante concentrada num raio relativamente reduzido de extensão. Logo, a dispersão que se encontra em cidades cosmopolitas como Lisboa, não se faz sentir no Porto. Há uma maior sensação de proximidade. Isso reflete-se no facto de ter uma intensa vida cultural, mas sem perder a tranquilidade de uma cidade de 230 000 habitantes.

5. Autenticidade

O Porto é uma cidade autêntica, tem personalidade própria. Os portuenses são conhecidos por serem calorosos, hospitaleiros, transparentes, confiáveis e muito orgulhosos da sua cidade.

estudar no porto

6. Bons locais para estudar

O Porto dispõe de vários sítios que têm a particularidade de agradar aos estudantes para estudar. Exemplos: Biblioteca da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, o Jardim Botânico, a Biblioteca de Serralves, a Rota do Chá, o Café da Casa da Música, a Biblioteca Almeida Garrett, entre muitos outros.

7. O clima

Embora tradicionalmente não tão quente como a região Sul litoral do país, o Porto oferece uma percentagem alta de dias de Sol por ano, e as temperaturas são amenas. As temperaturas médias atingem os 10ºC no Porto, durante o Inverno, nunca chegando às temperaturas negativas.

8. O custo de vida

Comparativamente com a maioria das grandes cidades europeias, estudar no Porto fica mais barato. Incluindo despesas de transportes e alimentação, para se estudar no Porto em média gasta-se quase 500 euros por mês, menos 100 euros do que o valor correspondente de Lisboa. O valor médio do aluguer de um quarto ronda os 270 euros.

9. Vida noturna

Atualmente, na baixa portuense, é quase impossível não tropeçar num estabelecimento de vida noturna em cada esquina. São muitos bares e discotecas, e para todos os gostos. Começando pela zona das Galerias de Paris, onde encontramos duas ruas repletas de bares, de uma ponta à outra, até à ribeira, são muitas e variadas as opções.

10. Cultura

Especialmente para os estudantes relacionados com áreas artísticas, a cidade tem para oferecer uma panóplia de eventos culturais, de várias envergaduras, para todos os gostos, e de elevado reconhecimento, a nível de música (veja-se o caso do festival NOS Primavera Sound), comédia, dança ou teatro.

Destaque também para a pintura, fotografia e/ou escultura, com exposições regulares, nas galerias da Rua Miguel Bombarda, no Instituto Português de Fotografia ou no Museu da Fundação Serralves.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.