Publicidade:

12 apaixonantes razões para uma viagem de sonho à Índia

A Índia é um dos países mais extraordinários que pode visitar. Espreite no nosso artigo 12 razões para ir à Índia já este ano.

12 apaixonantes razões para uma viagem de sonho à Índia
Vida selvagem, impérios, gastronomia… Nada vai faltar

Quer planear uma viagem extraordinária? Neste artigo deixamos-lhe 12 razões para ir à Índia. Oficialmente denominada como República da Índia, é o segundo país mais populoso e a democracia mais populosa do mundo. Tendo sido uma colónia britânica, as suas línguas oficiais são o inglês e o hindu.

Entre a sua deliciosa gastronomia e mercados onde poderá comprar as inebriantes especiarias, roupas com cores quentes e inúmeros artefactos, na Índia pode ver de tudo um pouco: história, arte, monumentais edifícios, vida selvagem, natureza e até palácios onde poderá pernoitar.

Índia: ainda precisa de motivos para visitar? Temos 12 para lhe mostrar


Um país gigante e enorme em encantos. Por isso não é difícil encontrar razões para visitar a Índia e deixar-se inebriar por um local diferente de tudo o que já conheceu.

1. As pessoas

As pessoas na Índia, principalmente as que habitam nas áreas rurais, são das mais amáveis e hospitaleiras que algumas vez irá encontrar em toda a sua vida, quer viaje muito ou pouco, quer seja mais ou menos extrovertido.

Como tal, não é nada estranho, muito menos assustador, ser convidado para visitar a casa de alguém, para partilhar uma refeição tradicional ou simplesmente passear pelas ruas e encontrar crianças a brincar que irão imediatamente ter consigo, como se fossem amigos de longa data.

2. Taj Mahal

taj mahal

O Taj Mahal é um dos edifícios mais conhecidos no mundo e, sem dúvida, um dos mais bonitos. Com uma arquitetura sublime, e uma história que as suas pedras guardam cuidadosamente, este edifício, situado em Agra, atrai sete milhões de visitantes por ano. Enquanto uma das maravilhas do mundo e Património Mundial da UNESCO, o Taj Mahal conta-nos a lenda de amor eterno de um imperador pela sua rainha.

O Taj Mahal é, assim, a beleza personificada: rosado na parte da manhã, branco leitoso à noite, dourado quando a lua brilha e variantes intermédias durante as diferentes horas do dia e durante as diferentes estações do ano.

Um olhar diretamente para o Taj Mahal irá deixá-lo sem fôlego: os seus pensamentos vão sobrepôr-se à sua visão e o esplendor deste deslumbrante edifício vai fazê-lo sentir o amor que ele representa. Por tudo o que este emblemático edifício significa é, sem qualquer sombra de dúvida, uma das razões para ir à Índia.

3. Delhi

A capital da Índia é uma mega cidade que tanto sufoca como estimula, à semelhança do que acontece com muitas outras cidades da Índia. Um símbolo do rico passado do país e do próprio presente, Delhi é uma cidade onde a história se mistura com a modernidade num conjunto quase perfeito.

É um lugar que não só toca lhe vai tocar ao coração, mas também prendê-lo a uma velocidade frenética. Lar de milhões de sonhos, a cidade assume responsabilidades sem precedentes de realizar sonhos aproximar as pessoas e inspirar seus pensamentos.

Entre frondosos parques com aulas de ioga cedo pela manhã, livrarias empoeiradas onde se pode perder, templos hindus que não pode deixar de visitar, a chamada no momento de oração para as mesquitas, movimentados mercados onde tem obrigatoriamente de parar para fazer as suas compras, e parar num clube para assistir a um verdadeiro espetáculo de Bollywood, Delhi é uma fantástica cidade que, no entanto, poderá ser difícil de aguentar nas horas de maior calor e movimento.

Tudo isto combinado com as melhores características de uma cidade moderna, como um eficaz sistema de metro, mercados movimentados e lugares fabulosos onde poderá provar a gastronomia local. A história da cidade é tão antiga como o épico Mahabharata, quando a cidade era conhecida como Indraprastha. Muitos impérios nasceram e foram destruídos aqui.

4. A comida

gastronomia índia

A comida pode ser simultaneamente um grande pró ou contra quando o assunto é visitar a Índia.

Gostos à parte, a gastronomia indiana é incrivelmente diversificada. No Norte, poderá encontrar caris espessos e cremosos que são moderadamente condimentados, sendo josh de carneiro, parathas e frango tandoori os mais conhecidos.

A culinária do sul da Índia é comumente caracterizada pelo uso de ingredientes como coco, marisco e arroz e é mais picante do que a comida no Norte. Alguns dos pratos mais conhecidos são os masala dosas e curry de coco de peixe.

5. Cerimónia da fronteira de Wagah

Wagah é a única passagem fronteiriça aberta da Índia para o Paquistão. Desde 1959 que os guardas de fronteira dos dois países se envolvem numa cerimónia fronteiriça bizarra que, segundo Jack Palfrey, do Telegraph Travel, evoca “o equilíbrio e elegância do ballet e do exibicionismo e agressão de wrestling profissional.”

A cerimónia Beating Retreat é uma prática militar diária que a Força de Segurança de Fronteiras da Índia e os Rangers do Paquistão mantêm. Começa com um desfile pelos soldados de ambos os lados, e acaba com a coordenada recolha de bandeiras dos dois países.
Quando o sol se põe, os portões de ferro na fronteira são abertos e as duas bandeiras são recolhidas simultaneamente. As bandeiras são dobradas e a cerimónia termina com um recuo que envolve um aperto de mão entre soldados de ambos os lados, seguido pelo fecho das portas.

O espetáculo da cerimónia da fronteira de Wagah atrai muitos visitantes de ambos os lados da fronteira, bem como turistas internacionais. É definitivamente uma das razões para ir à Índia.

6. Vida selvagem – Kipling’s India Tour

As ricas paisagens da Índia Central já serviram de inspiração para diversas histórias. Aqui, entre alguns dos maiores e mais puros parques nacionais na Índia, pode seguir os passos do escritor Rudyard Kipling, que apesar de britânico nasceu em Bombaim, na chamada Índia Britânica. A partir de Mumbai, vai ter a oportunidade de apreciar os destaques culturais e históricos da antiga Bombaim, antes de voar para Nagpur e Tadoba, uma das reservas de tigres mais famosa da Índia.

Aproveite as atividades para procurar tigres, leopardos e uma infinidade de outros animais selvagens, antes de seguir para o Satpura National Park, onde o espera uma experiência única para acampar durante a noite. Aqui terá, ainda, a oportunidade de desfrutar de safaris a pé e atividade à noite, antes de seguir para Bhopal, onde as pinturas rupestres Bhimbetka, magníficos tesouros da UNESCO o aguardam.

7. Há maravilhosas viagens de comboio

comboio índia

Nada se compara a viajar pela Índia de comboio, pois é uma experiência que provoca admiração, antecipação nervosa e uma alegria inebriante. Tudo em igual medida.

O destaque vai para o Darjeeling Himalayan Railway, um comboio património mundial da Unesco que percorre os caminhos estreitos de Darjeeling.

8. O rio mais sagrado do mundo

O rio Ganges prolonga-se por 2.525 km desde o norte dos Himalaias até à Baía de Bengala e é uma das forças vitais da Índia. Não só fornece sustento de pesca, indústria e agricultura, como também se acredita que transporta as orações dos crentes para o céu. Além disso, diz-se que um mergulho no rio purifica a alma.

9. Conhecer Varanasi

varanasi

“Varanasi é a Índia para os mais experientes”, escreve Gill Charlton, um experiente jornalista de viagens.

Esta é uma das mais antigas cidades continuamente habitadas do mundo e uma das mais sagradas do hinduísmo, pelo que é local de constante peregrinação. São muitos os que procuram este destino, principalmente junto ao rio Ganges, para lavar os pecados nas águas sagradas, para cremar os entes queridos, ou simplesmente para morrer, esperando a libertação do ciclo de renascimento.

Varanasi também é chamada “Cidade da Luz”, por ser um dos locais mais coloridos e fascinantes em todo o mundo.

10. Passear pelos Himalaias

Embora a atração principal dos Himalaias, o Monte Everest, esteja bem longe da Índia, na fronteira entre o Nepal e a China, existe uma parte indiana dessa montanha épica que oferece vistas incríveis e trajetos para caminhadas revigorantes.

11. As praias

goa

As praias do sul da Índia com palmeiras são a fuga ideal do ritmo frenético do Norte e a prova de que a Índia é plena em contrastes, o que a torna num dos locais mais fascinantes do mundo.

Há locais mais populares e conhecidos como as praias em Goa e que estão frequentemente lotados, mas há também uma Índia mais remota, tranquila e imaculada, como Agonda e Palolem, a cerca de uma viagem de 90 minutos do aeroporto de Goa.

12. O templo que vai devolver a sua fé na humanidade

Imagine o que é compartilhar e celebrar a comida de forma gratuita com até 50.000 peregrinos ou mais. Isso é exatamente o que acontece nos langar do Templo Dourado em Amritsar, o lugar mais sagrado do Sikhismo.

É um local onde vemos realmente o que de melhor o ser humano tem, pois toda a comida é doada e a maioria dos ajudantes são voluntários. Todos são bem-vindos, indianos ou não. Apenas se pede que venham com o coração limpo.

Veja também: