Publicidade:

6 razões para passar menos tempo no telemóvel

Se está a experienciar dores de cabeça ou sintomas de ansiedade que não consegue explicar, saiba que usar menos o telemóvel pode ajudar.

6 razões para passar menos tempo no telemóvel
Por uma questão de saúde

Quando se ouve falar em malefícios do uso excessivo de telemóveis, ou outros dispositivos, para a saúde física e mental, não é por simples mania. Existem, de facto, algumas razões que justificam o conselho de que se deve usar menos o telemóvel.

O uso de dispositivos móveis e a facilidade do seu uso, que está cada vez mais acessível, mudou completamente a forma como vivemos, sozinhos e em sociedade. Dados móveis, wi-fi, hotspots, apps que funcionam offline… Já não imaginamos um dia sem pegar no telemóvel. Mas é importante fazer uma pausa. Saiba porquê.

6 razões para usar menos o telemóvel


1. Danos na visão

Não é só uma desculpa dada às crianças e adolescentes para largarem o telemóvel. É, de facto, verdade que demasiado tempo passado a concentrar a visão num ecrã próximo dos olhos, contribui para que a capacidade de focar e ver bem ao longe diminua. Também se atribui ao uso excessivo e incorreto de ecrãs danos na retina.

ALT telemovel

2. Condução e via pública

Apesar de o perigo parecer bastante óbvio, infelizmente há quem ainda tente conduzir e utilizar o telemóvel ao mesmo tempo. Durante a condução é aconselhável tirar o som ao dispositivo, colocar em modo descanso ou avião, para nem sequer ser perturbado pela luz do ecrã. Invista num sistema mãos livres ou, se possível, conecte os dois sistemas. Segurança em primeiro lugar.

Podemos também abordar o que acontece quando está a mexer no telemóvel enquanto anda na rua. Ir contra outras pessoas, sinais de trânsito ou postes de eletricidade pode ser uma maneira de se magoar a si ou a outros peões. A falta de atenção inerente põe em causa a segurança na via pública para todos.

3. Dores no pescoço

Nos Estados Unidos chama-se a este autêntico problema de saúde “text neck”. A posição que se assume para estar a ler mensagens ou a verificar notificações, com a cabeça tombada e as costas curvadas coloca uma pressão extra na cervical. Esta pressão origina dores no pescoço e na parte superior das costas, assim como também contribui para uma má postura.

passar menos tempo no telemovel

4. Boa educação

Não é agradável tentar ter uma conversa com alguém enquanto essa pessoa está constantemente a verificar no telemóvel e a ignorar o que está a ser dito. Estamos perante uma epidemia a nível social e saiba que existem estudos que revelam que este tipo de atitude põe em causa amizades e relações entre familiares. O mesmo se aplica a reuniões, entrevistas e outro tipo de eventos sociais.

5. Problemas para dormir

Usar menos o telemóvel ajuda também a dormir melhor. Utilizar o dispositivo até à hora de ir dormir é muito negativo para o ciclo do sono. A causa está sobretudo na luz LED dos ecrãs dos telemóveis. Especialmente se estivermos a usar o telemóvel já no ambiente escuro do quarto: o foco de luz azul muito próximo dos olhos inibe a produção de melatonina, que ajuda a induzir o sono.

usar telemovel antes dormir

6. Stress e ansiedade

As constantes notificações do Facebook, Twitter ou Instagram, e-mails sempre a chegar, uma comunicação impessoal que causa muitos mal-entendidos… Estas razões, aliadas ao facto de estarmos plenamente viciados nos dispositivos móveis, aumenta os níveis de stress e ansiedade.

Este facto revela-se através de sintomas físicos (como ataques de pânico) e de um historial de doenças ligadas à saúde mental. Usar menos o telemóvel, tirar uma pausa do mundo virtual e dirigir essa atenção para o mundo real torna-se obrigatório, para contrariar esta tendência.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.