Precisa reduzir as mensalidades e aumentar a liquidez? Conheça o crédito consolidado

Juntar vários créditos num só e passar a pagar uma única prestação, mais baixa, a um dia fixo do mês. Saiba como funciona e quais as vantagens do crédito consolidado.

Precisa reduzir as mensalidades e aumentar a liquidez? Conheça o crédito consolidado
Facilidade e simplicidade na gestão das finanças

O crédito consolidado é uma solução financeira que lhe permite juntar vários créditos num só, sendo que passará a ter apenas um crédito com condições mais competitivas. Uma das principais vantagens de recorrer à consolidação de créditos é, sem dúvida, a possibilidade de poupar dinheiro no final do mês, permitindo-lhe uma folga orçamental considerável, quer para gerir de forma organizada as suas finanças pessoais, quer para constituir uma margem de poupança.

Saiba como funciona e conheça as vantagens do crédito consolidado.

Como funciona o crédito consolidado


precisa reduzir as mensalidades e aumentar a liquidez? conheca o credito consolidado

Vamos considerar que está a pagar um crédito automóvel, cartões de crédito e um crédito pessoal, e começa a perceber que o seu rendimento destina-se, essencialmente, a cobrir estas despesas, sem grande margem de manobra (sobretudo se tem a responsabilidade de gerir um orçamento). Se esta situação lhe soa familiar, a consolidação de créditos é uma opção a considerar.

Mas como é que a consolidação de créditos vai, na prática, diminuir o valor a pagar por mês? Imagine que os seus créditos atuais têm, em média, um prazo de pagamento de 48 meses. O que vai fazer é contratar um crédito consolidado com um prazo mais alargado (por exemplo, a 96 meses). Assim, apesar de ficar a pagar o empréstimo durante mais tempo, também vai pagar menos por mês.

Há ainda outra forma de ficar a pagar menos por mês ao recorrer à consolidação de créditos. Imagine um cenário em que tenha três cartões de crédito com TAEG’s médias de 18%. Ao recorrer ao crédito consolidado irá pagar uma taxa inferior a esse valor, permitindo-lhe poupar mais dinheiro para uma almofada financeira ou para investir num projeto pessoal.

Ao agregar todas as suas mensalidades numa só (que é inferior ao somatório de todas as prestações individuais), passa a ter uma única entidade, poupando em comissões e poderá ver reduzida a taxa de juro média, sobretudo se tiver vários cartões de crédito.

O que acontece na prática é que a instituição financeira à qual pede um crédito consolidado paga o valor em dívida às várias instituições onde tem os seus créditos atuais, permitindo-lhe depois pagar este montante com uma mensalidade mais pequena.

Simule e saiba quanto pode poupar por mês com o crédito consolidado da Cofidis >>

O crédito consolidado como solução financeira: dois exemplos


1. O João é gestor comercial e tem um rendimento mensal familiar de 3.000€. Tem 40 anos, é casado e não tem filhos. Tem o sonho de investir no seu projeto pessoal de craft beer, mas não consegue poupar dinheiro suficiente para financiá-lo. Além disso, tem receio de não ter uma almofada financeira para um eventual imprevisto.

Tem um crédito habitação há quatro anos, mas, entretanto, acumulou outros créditos ao consumo – nomeadamente cartões de crédito, um crédito automóvel e um crédito pessoal para comprar eletrodomésticos. Traduzido em números, o João tem, além do crédito habitação, as seguintes despesas mensais:

  • Crédito pessoal: 200€;
  • Crédito automóvel: 400€;
  • Cartão de crédito: 150€.

Total das mensalidades: 750€.
Montante total em dívida: 20.000€.

Ao recorrer ao crédito consolidado na Cofidis, por exemplo, o João poderia passar a pagar uma única mensalidade de 314,99€, num prazo de 96 meses, com TAEG 12,4% e TAN 10,65% e MTIC: 30.719,04€ . Face aos 750€ iniciais, trata-se de uma redução de 435,01€ por mês. Ou seja, recorrendo à consolidação de créditos o João pouparia 58% do seu orçamento mensal com créditos (os referidos).

2. A Susana é enfermeira, tem 46 anos de idade, é recém separada e tem uma filha de 17 anos. Tem um rendimento mensal familiar de 1300€ e um dos seus principais receios é não conseguir suportar as despesas da filha, que vai agora entrar para a universidade. Isto porque também tem que gerir o pagamento da renda e dos seguintes créditos:

  • Crédito automóvel: 200€;
  • Crédito pessoal (mobiliário): 150€;
  • Cartões de crédito: 100€.

Total das mensalidades: 450€.
Montante total em dívida: 15.000€.

Ao recorrer ao crédito consolidado na Cofidis, a Susana passaria a pagar uma única mensalidade de 262,81€, com um prazo de pagamento de 84 meses, TAEG 13,3%, TAN 11,30% e MTIC: 22.436,04€. Face aos 450€ iniciais, trata-se de uma redução de 187,19€ por mês. Ou seja, recorrendo à consolidação de créditos a Susana pouparia 42% do seu orçamento mensal com créditos.

Faça uma simulação de crédito consolidado da Cofidis >>

As vantagens do crédito consolidado


Menos mensalidades, menos juros, mais liquidez: o passo a passo para reorganizar as suas finanças

O crédito consolidado existe não apenas para prevenir situações de endividamento excessivo e de incumprimento, mas também, como vimos, para otimizar as finanças pessoais e criar uma poupança ou um fundo de emergência. Assim sendo, as principais vantagens de contratar um crédito consolidado são as seguintes:

1. Uma prestação mensal mais baixa

É importante ter em conta que juntar créditos num só vale a pena se a nova mensalidade tiver um valor inferior ao somatório de todas as outras. De facto, esta é a grande vantagem do crédito consolidado: a prestação mensal da consolidação é menor, pois permite o alargamento do prazo de pagamento do empréstimo e até pode ficar a pagar uma menor taxa de juro.

Se, por um lado, o custo total do crédito será maior, devido ao alargamento do prazo, a grande mais-valia faz-se notar no final de cada mês, na medida em que a prestação a pagar será consideravelmente menor.

Na grande maioria dos casos, a mensalidade a pagar no crédito consolidado estará mais equilibrada em relação à sua taxa de esforço. Este indicador traduz a percentagem dos gastos face ao vencimento de uma determinada pessoa ou família. Por exemplo, se ganha 1.000€/mês e paga 300€ em prestações, tem uma taxa de esforço de 30%. Ou seja, 30% do seu vencimento é alocado a obrigações.

2. Uma única prestação num dia fixo do mês

Ter várias prestações dispersas por diversos dias do mês poderá ser um fator decisivo para a falta de controlo das suas finanças. Ao recorrer ao crédito consolidado fica a pagar apenas uma prestação num dia fixo do mês, o que contribuirá para uma gestão mais eficiente e organização das suas finanças pessoais.

Juntar créditos implica uma uniformização dos prazos de todos os créditos que tem em curso. Isto significa que pode estabelecer um prazo de pagamento igual para todos os créditos, mesmo para os que não têm prazo, como os cartões de crédito.

3. Ter uma única entidade financeira e poupar em comissões

Os custos avultados com comissões são outro dos encargos dos quais se verá livre ao recorrer à consolidação de créditos, uma vez que com a dispersão de créditos está a pagar várias comissões por manter contas nos bancos ou instituições onde contraiu crédito. No crédito consolidado da Cofidis não há qualquer comissão.

4. Prevenir situações de incumprimento (é melhor do que remediá-las)

Recorrer ao crédito consolidado pode ser a solução que procurava para evitar uma situação de acumulação de dívidas ou mesmo o incumprimento.

Ao reduzir o valor da mensalidade, vai ter mais facilidade em cumprir os seus compromissos e vai evitar ter o seu nome comprometido na lista negra do Banco de Portugal, o que dificultaria a concessão de um novo crédito por parte de qualquer entidade bancária.

5. Mais qualidade de vida e organização orçamental

Se decidir recorrer ao crédito consolidado, conseguirá alguma folga financeira com uma taxa de juro mais baixa. Isto permitir-lhe-á viver de forma mais confortável, com as finanças mais controladas para lidar com despesas inesperadas e sem tantas preocupações.

Descubra como o crédito consolidado o pode ajudar a reorganizar as finanças.

Como fazer um crédito consolidado


fazer crédito consolidado

O crédito consolidado é uma solução financeira que ajuda as famílias a fazer uma melhor gestão dos seus créditos, pois alivia os seus orçamentos mensais.

É importante, contudo, que antes de recorrer à consolidação de créditos tenha em atenção a sua situação financeira e compare cuidadosamente a sua taxa de esforço, sem colocar de parte as restantes despesas mensais. De forma a escolher a solução mais vantajosa para as suas necessidades específicas, aconselhamos que analise as ofertas disponíveis no mercado e que faça simulações.

Hoje em dia, quase todas as instituições financeiras e de crédito têm disponíveis simuladores online, através dos quais pode ficar a conhecer as condições que cada uma oferece. Analise as várias opções, simule, escolha o valor e prazo que mais lhe convém de acordo com a prestação que pretende e pode ficar a pagar mensalmente.

Após esta análise, pode fazer o pedido de crédito online ou por telefone, como preferir. Por norma, para um pedido de crédito consolidado é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Documento de identificação 1º e 2º titulares;
  • Comprovativo de morada em nome de um dos titulares;
  • Comprovativos de dívida válidos de todos os créditos a consolidar;
  • Comprovativo de rendimentos 1º e 2º titulares;
  • Comprovativo de IBAN em nome de um dos titulares;
  • Extratos de conta bancária dos últimos 3 meses (para pedidos de crédito superiores a 20.000€).

Se o crédito solicitado for aprovado, só terá de juntar cópias destes documentos e enviá-los por email ou correio para a morada da instituição que concede o crédito.

Onde fazer um crédito consolidado: a nossa sugestão


Como referimos anteriormente, são várias as instituições financeiras que oferecem a solução de crédito consolidado, as quais deve procurar para analisar a melhor solução de crédito para o seu caso específico. Sugerimos, ainda assim, que analise a solução de crédito consolidado da Cofidis, cujas condições são bastante competitivas.

O crédito consolidado da Cofidis permite consolidar desde os 5 mil euros até aos 50 mil euros, até um prazo de 120 meses. Além disso, há alguns fatores que diferenciam a Cofidis, a saber:

a) Não cobra comissão de abertura, nem de análise de processo: se quiser realizar um crédito na Cofidis, contrariamente ao que acontece com muitas instituições, não necessita de pagar um montante adicional para abertura de crédito ou para análise de processo.

b) Não há comissões de amortização antecipada, parcial ou total: imagine que tem a possibilidade de liquidar o seu crédito antes do prazo final do pagamento. Neste caso, não precisa de pagar aquela percentagem adicional que costumam solicitar nestas situações.

c) As taxas de juro são fixas: não há mudanças inesperadas no prazo e a respetiva taxa de juro do empréstimo, o que consequentemente não fará a mensalidade oscilar.

d) A Cofidis liquida os seus créditos atuais: ao recorrer ao crédito consolidado Cofidis, não precisa se preocupar com esta fase do processo. A Cofidis liquida os créditos que tem nas instituições onde contraiu os créditos e trata de tudo por si.

e) O processo de contratação é feito online ou por telefone: trata-se de um processo simples que poderá tratar sem sair da comodidade da sua casa.

f) Redução de custos significativa: como não há lugar para cobrança de comissões, e a taxa de juro pode ser inferior, as despesas associadas ao crédito são mais baixas.

g) Possibilidade de novo financiamento: pode solicitar um crédito consolidado para liquidar os empréstimos que já possui e ainda um financiamento adicional para um novo projeto.

Simule a consolidação dos seus créditos na Cofidis >>

Veja também: