Publicidade:

Regresso às aulas: como organizar o início do novo ano letivo

O regresso às aulas está mesmo ao virar da esquina, por isso preparamos uma lista para o ajudar a organizar o regresso à rotina. Veja as nossas dicas.

Regresso às aulas: como organizar o início do novo ano letivo
Consulte as nossas dicas e prepare-se!

Talvez ainda esteja de férias e só quer pensar em praia, gelados, mergulhos e muito descanso, mas a verdade é que falta pouco para o regresso às aulas dos seus filhos. Para um início do novo ano letivo tranquilo, esta á a altura certa para começar a preparar-se, e aos seus filhos, para a nova etapa que aí vem. Assim tudo vai correr de forma mais calma, vai conseguir poupar dinheiro e até algumas dores de cabeça.

E como há tanto em que pensar, entre livros, material escolar, roupa, calçado, horários e toda a adaptação à nova rotina em casa, deixamos-lhe alguns conselhos e uma lista de tarefas para organizar um regresso sem problemas.

O que fazer antes do regresso às aulas?


como organizar o regresso às aulas

A pressa nunca é boa conselheira. Por isso, deixar tudo para fazer à última da hora não deve ser uma opção. Além disso, se não comprar tudo o que precisa de uma vez não lhe vai custar tanto e convém perceber o que ainda pode reaproveitar do ano anterior.

Uma boa dica que pode começar a pôr em prática agora, já a pensar no próximo ano, é ir pondo de parte algum dinheiro para o regresso às aulas, da mesma forma que poupará para as férias ou para pagar o seguro. Assim, não vai sentir um impacto tão grande no orçamento familiar.

Fique com esta lista de tarefas:

1. Faça uma lista!

A primeira dica desta lista de tarefas é mesmo fazer uma lista! Para quê? Para não esquecer nada do que é preciso comprar ou fazer antes de começarem as aulas. Se ainda não fez a sua própria lista aproveite estas nossas ideias ou complemente aquilo que já tinha no papel.

2. Avalie o material escolar

Lápis, canetas, marcadores e aguarelas, cadernos, mochilas, pastas, post-its, entre todas as outras coisasPonha em cima da cama ou da mesa tudo o que os seus filhos têm do ano anterior. Ponha de um lado tudo o que pode reaproveitar e do outro tudo o que já não serve e pode ir para o lixo ou que já não vai ser necessário e quer arrumar numa caixa. Para além de aproveitar para arrumar, vai conseguir poupar se reciclar algum do material antigo em vez de comprar tudo de novo.

Não se esqueça de colocar na lista tudo o que precisa para depois ir a um hipermercado ou papelaria comprar. Já sabe que o que é de marca branca é mais barato. Avalie a relação preço/qualidade.

3. Compre os livros: novos ou usados?

Se o seu filho está matriculado numa escola pública, saiba que os manuais escolares são gratuitos. No entanto, há sempre livros de atividades para ter em casa que podem ser um interessante investimento. Já decidiu se vai comprar livros novos? Tem um filho mais velho e vai conseguir aproveitar alguns para o mais novo? Este ano decidiu poupar e experimentar comprar livros usados?

Depois de definir a sua estratégia organize-se. Se for comprar novos tem sempre a opção de comprar online, por exemplo na Wook, na Fnac ou na Leya.

Para comprar, trocar ou até ir buscar de borla manuais escolares usados há também muitas opções como o Reutilizar – Banco de Livros Escolares, o OLX ou o Custo Justo.

4. Roupa: dê o que já não serve

Regresso às aulas é também sinónimo de gastar dinheiro com roupa. Os miúdos estão sempre a crescer e, normalmente, a maioria da roupa do Outono anterior já não serve, é preciso material de desporto e calçado então nem se fala.

Da mesma forma que fez com o material escolar, perca algum tempo a avaliar a roupa. Veja o que serve e o que já não serve. Coloque as peças que estão boas e podem ser ainda utilizadas num saco e dê a sobrinhos ou filhos dos amigos a quem sirva ou pode sempre doar a uma instituição incentivando o ser filho a ser solidário.

5. Adapte os horários

Apesar de férias serem sinónimo de dormir até tarde, comece a pensar que, quando o seu filho voltar às aulas, vai ter que cumprir horários mais rígidos. Por isso, informe-se sobre os horários que terá que cumprir e, à medida que se aproxima o início das aulas, vá aproximando as horas de dormir e levantar daquelas que terão que ser praticadas no período de escola. Assim o choque vai ser menor e adaptação mais tranquila.

Veja também: