Publicidade:

O renascer de uma lenda. Conheça o protótipo elétrico da Renault 4L e-Plein Air

Baseado no Plein Air, edição limitada do 4L, lançada em 1968, a Renault assinala o 10.º aniversário do primeiro encontro internacional de entusiastas do modelo com uma edição nostálgica: o Renault 4L e-Plein Air.

 
O renascer de uma lenda. Conheça o protótipo elétrico da Renault 4L e-Plein Air
Utiliza a bateria que equipa o Renault Twizy

Embora sem a intenção, pelo menos imediata, de a comercializar, a Renault revelou uma interpretação ligeiramente modernizada a nível de design do 4L Plein Air, o Renault 4L e-Plein Air que lançara em 1968. Foi uma versão muito limitada e exclusiva do modelo para as massas da «marca do losango», que se limitou a cerca de 500 unidades produzidas e foi quase exclusivamente vendida a meninos ricos, que a utilizavam, como seria de esperar, como carro de praia.

O renascer de uma lenda: Renault 4L e-Plein Air


renautl 4l plein airFonte: Renault/Divulgação

Motor elétrico do Renault Twizy

O desenvolvimento do Renault 4L e-Plein Air é fruto da colaboração entre a Renault Design e a Renault Classic, com a participação da empresa Melun Rétro Passion, e esta versão pouco difere da original que a inspirou, com alterações a nível da grelha e do interior, no qual os lugares traseiros são substituídos por cesto de picnic, realçando e afirmando a vocação de lazer do protótipo.

renautl 4l e-plein airFonte: Renault/Divulgação

Também troca o motor gasolina pela propulsão elétrica,  alimenta o Renault Twizy, com 17 cv de potência e 57 Nm de binário, o que lhe permite uma autonomia de cerca de 80 km e uma velocidade máxima a rondar os 85 km/h. O desenvolvimento do novo 4L e-Plein Air foi a forma que a Renault escolheu para celebrar o 10.º aniversário do primeiro encontro internacional de entusiastas do modelo 4L organizado pela marca francesa.

Mostradores digitais

renautl 4l e-plein airFonte: Renault/Divulgação

Para além das pequenas alterações introduzidas ao modelo original já referidas, a Renault também mudou o seu painel de instrumentos, que passou de analógico a digital. O e-Plein Air pesa 580 kg, incluindo já o peso da bateria de 6.1 kWh, que fica totalmente carregada numa tomada convencional em menos de uma hora.

Também a distância entre eixos do Renault 4L e-Plein Air foi encurtada face à versão original e as rodas são maiores, com dimensões e aspeto idênticos à da versão convencional do modelo produzida nos anos 1980. A tinta branca que decora o protótipo é uma mistura concebida especialmente para este efeito e os bancos foram estofados com um tecido azul e branco nas laterais.

Não está prevista produção em série

renautl 4l e-plein airFonte: Renault/Divulgação

Como referido, a Renault não planeia vir a produzir o 4L e-Plein Air em séria, mas reconhece todavia que vai monitorizar a reação do público ao modelo e que essa decisão possa eventualmente vir a ser alterada. Como o construtor francês tem como objetivo ser tido como líder na locomoção elétrica, apostou nesta recriação rétro e nostálgica de um dos seus mais populares modelos clássicos, na senda do que vem sucedendo com outros modelos icónicos, como o Mini ou o Fiat 500.

O Renault e-Plein Air não é no entanto o primeiro carro de praia a ser apresentado este ano: em março último, a Volkswagen revelou o protótipo Buggy, construído na nova plataforma para veículos elétricos MEB, que a marca alemã diz poder compreender veículos de produção em massa ou de baixo volume, o que pode indiciar que o Buggy concept pode muito bem vir a ser uma realidade no futuro próximo.

Veja também: