10 truques incríveis para saídas à noite mais económicas

Se quer poupar dinheiro quando sai à noite sem sacrificar a diversão, este artigo é para si. Descubra como tornar as suas saídas à noite mais económicas.

10 truques incríveis para saídas à noite mais económicas
Saiba com otimizar os seus gastos

O fim-de-semana é sinónimo, para a maioria das pessoas, de descanso e diversão. Ainda assim, o seu orçamento não tem de sair muito prejudicado destes momentos de lazer. Se não dispensa as noites com os amigos, as boas conversas à mesa, um pezinho de dança e uma ou outra bebida, saiba como tornar as suas saídas à noite mais económicas.

Há formas simples e eficazes de evitar gastos avultados e de poupar umas largas dezenas de euros, todos os meses. Se acredita que as saídas à noite não são sinónimo de poupança e que tem de ficar em casa trancado a sete chaves para evitar qualquer tipo de despesa, desengane-se: há muito a fazer a um preço bastante reduzido, basta que seja criativo (e economicamente consciente).

10 formas excecionais de tornar as saídas à noite mais económicas


poupar nas saídas à noite

1. Defina o seu orçamento para o fim-de-semana

Tudo é possível com uma boa dose de imaginação e com um plano bem definido. Assim sendo, estipule quanto dinheiro tem para gastar durante o fim-de-semana: além das saídas à noite, não se esqueça de considerar todas compras (semanais ou mensais), viagens e outros gastos que pretenda fazer ao longo destes dois dias. É certo e sabido que ao estipular o orçamento é mais fácil cumprir os objetivos e evitar gastos excessivos.

2. Convide os seus amigos para jantar em casa

Esta é uma das formas mais eficazes de poupar dinheiro nas saídas à noite: troque os muito comuns jantares de sábado à noite por momentos de confraternização caseiros.

O plano é simples: o anfitrião prepara o jantar e os gastos são divididos por todos. Se, ainda assim, não quer abdicar de todos os jantares fora de casa, procure opções low cost e restaurantes com menus combinados (prato e bebida). Em alguns casos conseguirá negociar o menu “com bebida à descrição”.

3. Controle as bebidas que consome

Não há como evitar: as bebidas alcoólicas em bares e discotecas são caras. Se não dispensa um copo fora de casa deverá escolher as bebidas mais baratas. 

Parece simples? Nem por isso: beba com moderação e em vez de beber quatro copos, beba apenas dois.

Para evitar problemas ao final da noite e poupar a sua conta bancária, não se esqueça de intercalar cada bebida alcoólica com uma água: o organismo também agradece, já que vai ajudar ao correto funcionamento do fígado.

Para poupar mais uns euros pode, ainda, optar por águas gaseificadas ou tónicas com sabor. Se o orçamento é reduzido, pode até optar por refrigerantes e sumos.

Mas há mais formas de poupar nas saídas à noite e no dinheiro que gasta com bebidas alcoólicas. Opte pela cerveja, uma das mais baratas e que não provocam grandes estragos na sua carteira. Esteja atento às famosas “Happy Hour”: é durante este período que algumas bebidas são mais baratas.

Finalmente, evite consumir cocktails e outras bebidas brancas, pois são bem mais caras.

4. Reduza os gastos na deslocação

Por norma, as saídas à noite acontecem em grupo. Assim sendo, divida o carro com os seus amigos e reduza a fatura com o combustível e com as tarifas dos parques de estacionamento.

Se todos vão ingerir bebidas alcoólicas, o melhor mesmo é optar pelo táxi: não coloca a sua vida em risco e evita multas pesadas.

5. Faça um bom planeamento da sua noite

Já definiu o seu orçamento, por isso chegou a hora de planear a noite que se avizinha. Assim sendo, evite os bares e discotecas mais conhecidos da sua cidade e próximos de pontos turísticos, onde é exigido o famoso “consumo mínimo obrigatório” (sem esquecer que os preços são, por norma, mais elevados).

6. Não deixe escapar passatempos e promoções

Se quer saídas à noite mais económicas, esteja atento e aproveite as noites temáticas nos bares e discotecas. Por norma, estes eventos não contam com consumo mínimo obrigatório e os estabelecimentos oferecem, ainda, bebidas gratuitas.



7. Rentabilize bem o tempo

Para garantir que poupa ao máximo, entre nos bares e discotecas durante o período da chamada “Happy Hour” ou a tempo de evitar as entradas com consumo mínimo obrigatório. Dessa forma vai evitar filas e conseguirá regressar mais cedo a casa.

8. Pague sempre com dinheiro

Saia de casa apenas com o dinheiro que estipulou no seu orçamento e deixe para trás os cartões multibanco e de crédito. Dessa forma saberá sempre o que está a gastar e evita cair na tentação.

9. Reduza o número de saídas à noite

Se o orçamento é curto, reduza o número de vezes que sai à noite com os seus amigos. Pode, ainda, optar por programas caseiros, de forma rotativa, nas casas do seu grupo de amigos.

Para otimizar a poupança, defina a bebida e respetiva quantidade que cada um leva. A redução do número de saídas à noite permite-lhe fazer outro tipo de atividades, igualmente divertidas, e gratuitas.



10. Opte por sair durante a semana

Para muitos esta opção não parece viável, mas permitirá poupar algumas dezenas de euros ao final do mês. Se não pode gastar muito dinheiro, pense num programa rápido e eficaz: combine com os seus amigos tomar um copo depois do trabalho e chegue a casa a tempo do jantar.

Veja também:

Pedro Andrade Pedro Andrade

O amor à voz e às palavras levou-o, desde sempre, à rádio. Entrega-se à escrita (mais ou menos) criativa sem nunca esquecer a paixão pelo mar, pela boa comida e pelos serões rodeado da família e amigos.