Publicidade:

Samsung Galaxy Fold com problemas graves de hardware

O Galaxy Fold pertence à gama de smartphones dobráveis com especificações de topo. O lançamento oficial já foi adiado para debelar todos os problemas.

Samsung Galaxy Fold com problemas graves de hardware
Lançamento oficial pode ser adiado

Sendo um dos gadgets mais esperados do ano, o Samsung Galaxy Fold surpreendeu a crítica graças às suas especificidades e ao design revolucionário. Não se sabendo o que esperar de um telemóvel dobrável, a verdade é que o equipamento está a apresentar defeitos graves nas mãos de utilizadores que já o utilizam.

Samsung Galaxy Fold: equipamento tem defeitos graves


samsung galaxy fold

Fonte da Imagem: Samsung/Divulgação

Um novo equipamento, sendo tecnológico, está sempre passível de apresentar ligeiras falhas e por esse motivo é sempre realizado um lançamento que antecede o oficial, de forma a perceber se existem defeitos a apontar ao aparelho.

Ora, quanto mais inovador for o equipamento, maior será o risco de apresentar falhas, sejam elas a nível de software ou de hardware. Ainda que não se esperasse um desfecho deste género, a verdade é que o Samsung Galaxy Fold está a apresentar falhas graves que comprometem tanto o sistema como a própria carcaça do smartphone.

Escolhidos utilizadores específicos (nomeadamente jornalistas, especialistas em reviews de tecnologia), foram distribuídos vários equipamentos como forma de soft launch, mas nada faria prever a quantidade de problemas que estão a surgir, nomeadamente ao nível do vidro e de outras partes do telemóvel, que estão a partir.

Os principais problemas

O lançamento oficial do Galaxy Fold estava previsto para a última semana de maio, mas esta é uma data que pode ser adiada face aos problemas que têm vindo a acontecer com o telemóvel um pouco por todo o mundo. Pode acontecer que todos façam parte da mesma linha de produção, que apresenta defeitos visíveis.

As principais falhas que têm ocorrido relacionam-se com o ecrã principal do smartphone, isto é, quando o mesmo está completamente aberto. Tendo uma espécie de “dobradiça” a unir ambos os ecrãs, que permite que estes fechem e abram, são vários os problemas que têm acontecido com o próprio display.

Os principais são comuns à maioria dos utilizadores, nomeadamente o ecrã apresentar falhas de funcionamento (em forma de flashes de luz) ou apagar completamente. Em alguns casos, o visor está também a apresentar uma protuberância que surge por debaixo do ecrã (na forma de um “alto”).

De uma ou de outra forma, ambos os problemas tiveram início na mesma ocorrência. Os defeitos no ecrã só se manifestaram após os utilizadores retirarem a película de filme que vinha incluída no Galaxy Fold e que, ao que tudo indica, não pode ser removida.

Não se trata de uma película protetora convencional, dada a sua grossura e, sobretudo, as suas funções. De facto, nas unidades iniciais expedidas pela Samsung, uma “chamada de atenção” ia incluída no equipamento, pedindo aos utilizadores que não removessem a película do vidro principal por esta desempenhar um papel fundamental no normal funcionamento do telemóvel. Contudo, o mesmo aviso não foi incluído nas unidades que se seguiram.

Contudo, é igualmente importante referir que casos houve em que a película não foi removida, algo que não impediu os problemas de acontecerem, nomeadamente as protuberâncias no ecrã, que podem também estar relacionadas com o transporte do telemóvel no bolso.

A resposta da Samsung

No seguimento de contactos recebidos por especialistas que estavam a avaliar o Galaxy Fold e que se depararam com estes problemas, a Samsung foi respondendo a todos de forma mais ou menos semelhante, reforçando que tem conhecimento das ocorrências “relacionadas com o ecrã principal das unidades oferecidas” aos jornalistas.

De acordo com o comunicado, a marca garante que vai avaliar e inspecionar cada situação pessoalmente de forma a perceber a causa de cada problema. Ainda assim, alertou que “vários especialistas retiraram, aparentemente, a película protetora do ecrã, provocando defeitos ao vidro”.

A Samsung realça que esta película é “parte integrante da estrutura do display, desenhada para proteger o ecrã de possíveis riscos. Removê-la ou colar autocolantes na mesma pode causar problemas graves, pelo que vamos garantir que esta informação chega a todos os consumidores”.

galaxy fold partido

Fonte da Imagem: CNBC/Divulgação

Lançamento adiado

Os vários problemas levaram a Samsung a adiar o lançamento oficial do Galaxy Fold, previsto para a última semana de maio. A empresa garante que vai rever todas as ocorrências e trabalhar no sentido de reforçar tanto a segurança do display como a própria eficácia do mesmo.

Quanto à película, tudo indica que a mesma se manterá essencial ao normal funcionamento deste gadget que, sendo um telemóvel dobrável, introduz uma realidade completamente nova no mundo dos smartphones. Ainda assim, nenhum dos produtos da concorrência (como o Huawei Mate X ou o LG V50ThinQ) tem manifestado problemas semelhantes.

Resta saber quando será lançada a nova versão (reforçada) do Galaxy Fold que, apesar dos problemas, permanece um dos gadgets mais inovadores desta Era. À exceção dos defeitos do vidro, não foram registados problemas com o software, mas nada melhor do que esperar pela versão oficial do smartphone dobrável da marca norte-coreana.

Veja também:

Luísa Santos Luísa Santos

Licenciada em Ciências da Comunicação - Jornalismo, Mestre em Multimédia, cantora sem diploma nas horas livres. Trabalha atualmente em Marketing e Comunicação, é viciada em redes sociais e fervorosa adepta do desenrasque.