Publicidade:

São Tomé e Príncipe: dicas para visitar as belas ilhas do cacau

Se vai viajar para São Tomé e Príncipe, a primeira coisa a fazer é ler este artigo, onde não faltam dicas importantes para uma viagem de sonho.

São Tomé e Príncipe: dicas para visitar as belas ilhas do cacau
Como chegar, onde se hospedar e o que fazer

São Tomé e Príncipe representa mais do que uma viagem: é a ideia de uma vida para usufruir de uns dias de férias que ficará para sempre na sua memória como um dos melhores destinos que já visitou.

É um excelente local para desfrutar do tempo quente, de ilhas belíssimas e praias sem fim. E enquanto deambula e aproveita o destino, saiba que os seus dias serão sempre marcados pelo inconfundível e delicioso cheiro a café e pelo sabor a cacau.

Como se isso não fosse agradável o suficiente, São Tomé e Príncipe reflete a alegria e positividade das coisas mais simples da vida, que nem sempre paramos para valorizar: as crianças que correm e riem por tudo e por nada, a simplicidade de um povo tão doce e acessível, as frutas que marcam a paisagem.

Na ilha vivem pouco mais de 7.000 habitantes, o que nos transmite a ideia de um espaço meio intocado, livre e natural – como se a própria Natureza nos quisesse mostrar que afinal ainda há mesmo esperança para a humanidade.

O que deve visitar em São Tomé e Príncipe?


são tomé e príncipe

Baía das Agulhas

A espetacular Baía das Agulhas é uma das principais atrações da ilha, porém a melhor forma de o apreciar é a partir da água.
Por isso, alugue um barco e observe este cartão-postal de São Tomé e Príncipe. Só assim terá a melhor perspetiva das torres fonolíticas chamadas de Pai, Filho e Neto.

Roça Água Izė

Enquanto país africano, São Tomé e Príncipe é rico em roças, onde a produção de cacau se destaca, a nível mundial, como é o exemplo desta roça – que foi ainda a plantação que deu início à indústria do cacau do país.

Praia Banana

Esta praia tropical ficou mundialmente conhecida por ter sido lá filmado um anúncio da bebida Barcardi, nos seus tempos áureos.

A praia pode ser vista na sua totalidade no topo de um penhasco, antes de descer até ao nível do mar, onde encontrará as idílicas areias douradas – o areal tem formato de banana, o que lhe confere o nome. No local pode praticar snorkeling e andar de caiaque.

Pico de São Tomé

O topo do Pico de São Tomé ascende a 2024 metros e existem duas formas de melhor observar este pináculo esverdeado.

A primeira rota inicia-se na Roça Ponta Figo, a segunda opção começa no Bom Sucesso. Mas seja qual for o caminho escolhido, saiba que o espera sempre uma selva vertical, com muitas árvores, vinhas caídas e diferentes níveis de floresta.

Aconselha-se bastante cuidado, pois não deixa de ser trekking na selva, cujas condições podem piorar rapidamente, principalmente se chover.

6 dicas essenciais para quem vai viajar para São Tomé e Príncipe


são tomé e príncipe

Como ir, as condições de segurança o que pode comer… São preocupações legítimas ao preparar a sua visita a este país africano.

1. Como chegar

A República Democrática de São Tomé e Príncipe está localizada no Golfo da Guiné, e é composta por duas ilhas principais, a Ilha de São Tomé e a Ilha de Príncipe, separadas por 174 quilómetros de oceano, e mais várias ilhotas à volta com uma extensão de 1000 quilómetros quadrados. Dos pouco mais de 200 mil habitantes da República de São Tomé e Príncipe, cerca de 180 mil vivem em São Tomé.

Partindo de Lisboa, voe diretamente para São Tomé. Há ofertas desde os 800€, em época alta e a partir de 400€ em época baixa.

O bom de viajar para esta ilha é que não precisa de visto e o povo fala português.

2. Onde pode ficar hospedado

Para que tire todo o partido da ilha de São Tomé, uma boa opção é o Mucumbli, na Ponta Figo, na costa Oeste. Este alojamento tem cerca de 12 cabanas dispostas no topo de uma falésia, proporcionando vistas maravilhosas. Inclui ainda uma praia semiprivada e um restaurante de comida biológica.

Para um grupo pequeno, de até 3 hóspedes (máximo), hospedar-se numa Guest House pode ser uma boa ideia. Já se prefere ficar alojado numa casa simpática e com piscina, precisa conhecer a Vila Marilyn. Esta casa é ideal para um retiro romântico a dois. Inclui um jardim agradável, uma churrasqueira, piscina, pavilhão e espreguiçadeiras.

O Belo Monte Hotel é uma antiga roça que foi restaurada e convertida num hotel charmoso. Em Príncipe, retire-se neste espaço lindo que nos transporta para outros tempos, com quartos soberbos e um atendimento de uma simpatia única. Um quarto duplo custa a partir de 260€ com pequeno almoço e jantar incluídos.

3. Onde e o que comer

mandioca

A gastronomia deste país é extremamente variada, quer fator histórico, quer pela posição geográfica, mas igualmente influenciada pela quantidade de artigos que são importados, nomeadamente os industrializados.

No que aos pratos santomenses mais tradicionais diz respeito, estes baseiam-se num maior consumo de peixe e marisco, tendo, como acompanhamento a banana, fruta-pão, matabala – uma leguminosa parecida com o inhame – e mandioca. Quando visitar São Tomé e Príncipe deve ainda experimentar as frutas típicas, como mangostão e safú.

Para ter a oportunidade de provar as melhores iguarias de São Tomé e Príncipe, rume até à Roça São João dos Angolares e prove os petiscos que nascem das mãos do chefe João Carlos Silva. Cada almoço de degustação inclui uma meia dúzia de entradas, um prato principal e uma sobremesa. O custo é bem acessível para uma refeição tão completa: 25€ por pessoa. A juntar à refeição fantástica, a roça tem também paisagens únicas!

Onde nasceu o pintor, escritor e poeta Almada Negreiros, foi em 2015 fundada a Casa Museu Almada Negreiros, na Roça da Saudade. Este local contém uma varanda com vista para a natureza fascinante da ilha. Há uma pequena venda de artesanato e um restaurante com pratos típicos da ilha e verdadeiramente imperdíveis. Só por toda a história, vale bem a pena a visita.

4. Clima

O clima que se vive em São Tomé e Príncipe é maioritariaente equatorial, com temperaturas médias que oscilam entre os 22º e 30º. O pior é mesmo o índice de humidade, bastante elevado e que facilmente pode estar no 95% durante grande parte do ano.

As estações de chuva e temperaturas mais baixas decorrem de devereiro a maio e de outubro a dezembro. Por sua vez, a estação seca e de temperaturas mais elevadas é de junho a setembro.

são tomé e príncipe

5. Moeda local

A moeda local é a Dobra, que corresponde a 0,04€, sendo, assim, um destino de viagem bastante acessível.

Se vai viajar com cartões de crédito saiba que apenas são aceites em algumas unidades hoteleiras e pelo Banco Internacional de S. Tomé e Príncipe para efeitos de levantamento de numerário – mas prepara-se, porque não fica nada barato…

6. Cuidados de saúde

As infraestruturas hospitalares de São Tomé e Príncipe são bastante limitadas e verifica-se a inexistência de muitos medicamentos – um cenário bem diferente do que estamos habituados em Portugal, mas que acabe por ser comum aos países africanos. Como tal, se tiver oportunidade de fazer um seguro de viagem contratado no país de origem, faça-o!

As doenças diarreicas e as parasitoses intestinais são comuns, pelo que as autoridades portuguesas apelam aos cuidados com as comidas que ingere e para beber apenas água engarrafada.

No que às vacinas diz respeito, recomendam-se as seguintes:

  • Vacina para a tuberculose;
  • Vacina contra a Hepatite B para longos períodos de permanência;
  • Vacina contra a Febre-Amarela apenas se viajar a partir de um país onde exista o risco de transmissão da doença.

Além disso, e mesmo tendo-se vindo a verificar uma regressão significativa da taxa de incidência do paludismo, é importante que tome algumas precauções, como: usar repelente, preferir roupas claras e dormir com mosquiteiro.

Veja também: