Publicidade:

8 segredos que os lixeiros não contam sobre a profissão

Uma profissão indispensável, pouco valorizada e tomada como garantida. Conheça os segredos que os lixeiros não contam e aprenda como os pode ajudar.

8 segredos que os lixeiros não contam sobre a profissão
Descubra quais são

A profissão de lixeiro não costuma ser o sonho de infância de ninguém e infelizmente é tida ainda como uma função sobretudo desagradável. Mas talvez esteja enganado. Conheça os segredos que os lixeiros não contam, e fique a conhecer melhor uma profissão que é indispensável para a vida quotidiana de uma cidade.

8 segredos que os lixeiros não contam


segredos que os lixeiros nao contamFonte: Pixabay/cocoparisienne

1. Não é uma profissão fácil

Ora, este não é um dos segredos que os lixeiros não contam, mas é algo que é importante sublinhar. É um trabalho fisicamente exigente, pode se perigoso, e por vezes têm que se cumprir horários não muito simpáticos. Lidar com o lixo dos outros não é mesmo pêra doce.

2. As pessoas podem contribuir para a sua segurança

De que forma? Por exemplo, quando deita fora (para o lixo normal), copos ou outros objetos de vidro partidos, embrulhe-os em jornal ou tecido primeiro; tenha também cuidado com produtos químicos de que se quer livrar. As pessoas que estão a lidar com estes materiais também se podem magoar.

3. O drama do estacionamento

Há localidades em que a recolha de lixo acontece todos os dias, outras em que existem dias e horas marcadas para tal. O que os lixeiros pedem é que os condutores facilitem o seu trabalho e não deixem os automóveis a impedir a recolha, à volta dos caixotes. É aquilo que mais prejudica uma noite de trabalho para um lixeiro.

4. Também há lixeiras

Referimo-nos a mulheres que trabalham como lixeiros. Não é um ocorrência rara. Normalmente são as autarquias ou as respetivas empresas de recolha de resíduos contratadas por estas que fazem o recrutamento, e não há nada que diga que não é uma profissão que não possa ser vivida no feminino.

5. Tesouros deixados no lixo

O lixo de um homem é o tesouro de outro. E se os lixeiros vêm algo interessante que está a ser deitado fora, vão aproveitá-lo. Muitas vezes encontram objetos ainda em perfeitas condições, ou que podem ser arranjados e até verdadeiros tesouros em roupas, eletrodomésticos, etc. E vão julgá-lo por deitar esse lixo “valioso” fora.

6. O tempo está a ser contabilizado

A duração dos turnos, o tempo de recolha em cada área pode estar a ser controlado. Por isso é que entraves ao trabalho, como trânsito ou carros mal estacionados e sacos colocados fora dos caixotes, prejudicam tanto a noite de um lixeiro.

7. O interior do camião pode ser perigoso

Reações químicas entre elementos que fazem parte de diferentes lixos, são uma ocorrência frequente. E por vezes, é necessário ter algum cuidado com o que está a acontecer dentro do camião.

8. Como lidar com o cheiro

O verdadeiro osso do ofício. O que torna ainda mais desconfortável em dias quentes de verão. É preciso usar, sem exceções, o equipamento necessário, tentar não respirar profundamente e executar a tarefa o mais rápido possível. Não há nenhum segredo para o fazer, é um dado adquirido.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.