Publicidade:

Sabe o que significam os símbolos das marcas automóveis?

Os símbolos das marcas de automóveis têm forte carga histórica. Sabe o que representam os logótipos dos carros com que se cruza diariamente? Fique a conhecer estes 30.

Sabe o que significam os símbolos das marcas automóveis?
Desde signos, tecnologia, mitologia ou estados espirituais, os simbolos das marcas encerram imensos valores

Abarth

abarth

Carlo Abarth, o fundador da famosa marca italiana de carros desportivos, nasceu sob o signo de escorpião (não foi o único a adotar o seu signo como símbolo da marca que fundou). Inicialmente, com intenção de criar um logótipo difícil de imitar, Abarth concebeu apenas a imagem do escorpião em fundo branco. O desenho do escudo que surgiu em baixo simboliza paixão e vitória. O amarelo e o vermelho eram as cores típicas em competição. A bandeira italiana passou a integrar o logo quando o Grupo Fiat adquiriu a Abarth.

Alfa Romeo

alfa romeo

Apesar de ser italiana, a Alfa Romeo foi fundada por um francês, Alexandre Darracq. Fundou a Società Anonima Italiana Darracq (SAID), em Milão, que se tornou, em 1910, a Anonima Lombarda Fabbrica Automobili (ALFA). O logo da Alfa Romeo apresenta o símbolo de Milão, a cruz vermelha e uma serpente com um homem que emerge da boca do animal.

A informação que corre, é que esta imagem da serpente surge do símbolo de um escudo de um homem do deserto sírio. Este foi derrotado pelo milanês Visconti que terá adotado o símbolo do adversário, eventualmente, como troféu. A Casa Visconti liderou a cidade durante vários séculos. A interpretação que a marca faz desta imagem é a regeneração e purificação do homem ao sair da boca do réptil. Talvez, um pouco à imagem da fénix renascida.

Alpina

alpina

Este construtor de automóveis é um ilustre desconhecido de muitos, mas um nome na ponta da língua para os amantes de carros BMW personalizados com requinte e bom gosto. O estatuto de construtor dá à Alpina autoridade (e autorização da BMW) para modificar os carros da Bayerische Motoren Werke e alterar-lhe a designação. A marca Alpina Burkard Bovensiepen GmbH Co. KG foi fundada em 1965 e o símbolo é constituído por um duplo carburador Weber e uma cambota.

Aston Martin

aston

O símbolo da marca Aston Martin tem umas asas como fundo, que representam a liberdade. Vem da junção do nome de um dos fundadores, Lionel Martin (Robert Bamford era o outro membro) que venceu uma corrida em Aston Hill Climb, em Buckinghamshire, Inglaterra.

Audi

audi

As quatro argolas unidas figuram entre os símbolos das marcas mais reconhecidos internacionalmente. Simbolizam a fusão entre quatro construtores de automóveis alemães (Audi, Horch, DKW e Wanderer). Esta união deu-se em 1932 e, mais tarde, passou à mais famosa Auto Union, antes de ser Audi. Em latim, Audi significa “ouvir”.

Bentley

bentley

As asas da Bentley remetem para os tempos da I Guerra Mundial, altura em que a marca nasceu para construir motores para aviões.

BMW

bmw

Um dos símbolos de marcas mais conhecidos é o da BMW. Durante muito tempo, a informação de que o azul significava o céu e o branco as hélices de um avião, foi uma interpretação romântica e passada com sucesso. No entanto, a bandeira azul e branca está na origem das cores do logótipo da BMW. A forma redonda vem do tempo da fábrica construtora de motores de aviões Rapp Motoren Werke, cujo fundador foi Karl Rapp. Mais tarde, a designação passou a Bayerische Motoren Werke (em tradução livre, fábrica bávara de motores).

Bugatti

bugatti

O símbolo da famosa e exclusiva Bugatti junta as iniciais do nome do fundador da marca, Ettore Bugatti. A letra E está virada de constas para a letra B, em estilo espelho.

Citroën

citroen

Aos 22 anos, André Citroën fez uma viagem à Polónia onde viu umas rodas dentadas com estrutura em V e comprou a patente das mesmas para usar no fabrico de peças. A forma como o logo está disposto remete para as suspensões Citroën, símbolo de conforto.

Ferrari

ferrari

Se há símbolo de marcas reconhecido em qualquer ponto do globo é a do cavallino rampante. O fundo amarelo simboliza a cor de Modena, sede da marca. O cavalo poderia remeter para a potência dos motores mas… nem por isso. Segundo os registos existentes, Enzo Ferrari recebeu o conselho da mãe de Francesco Baracca, um reconhecido herói italiano e piloto de aviões na I Guerra Mundial. A condessa Baracca terá sugerido ao engenheiro italiano usar o cavalo, figura pintada no avião do filho, e que lhe daria sorte. Ferrari começou a usar o cavalo em 1932. As iniciais SF significam Scuderia Ferrari.

Fiat

fiat

Fabbrica Italiana Automobili Torino está especificada no logo da Fiat. Um símbolo simples que, à semelhança de outros símbolos de marcas de automóveis, passaram por grandes mudanças ao longo do tempo, mas que mantêm a sua génese, neste caso: Fábrica Italiana de Automoveis de Turim.

Ford

ford

Muitas vezes referida como a marca da oval, o centro do logo da Ford mantém a caligrafia do fundador da marca, Henry Ford. A simplicidade do logótipo tem-se mantido praticamente desde os tempos iniciais.

Hyundai

hyundai

Com uma filosofia distinta da de muitas marcas de automóveis europeias, o logo Hyundai é um exercício de estilo a simbolizar a confiança e respeito entre marca e clientes, com um aperto de mãos como centro do logo.

Jaguar

jaguar

O big cat inglês foi uma figura adotada para a marca não ser conotada com os ideais hitlerianos. A marca nasceu como Swallow Sidecar e a abreviatura era SS.

Lamborghini

lamborghini

Diz-se que Ferruccio Lamborghini ficou impressionado com a raça de touros Miura, que viu em Sevilha, e adotou o Touro como símbolo de força e bravura, conceitos associados aos supercarros da marca italiana. Por coincidência (ou não), era de signo Touro.

Land Rover

land rover

Os Land Rover nasceram para explorar a natureza e a cor verde destaca-se no símbolo da marca britânica. Os triângulos estilizados foram, no logótipo original, um Z que unia os dois nomes. Em algumas interpretações, o seu posicionamento significa o lema da marca “Above and Beyond”.

Maserati

maserati

O deus Neptuno está na Piazza Maggiore, em Bolonha, sede da Maserati. E também está nos exclusivos carros italianos, com o tridente a simbolizar o poder sobre os mares.

Mazda

mazda

As diferenças culturais entre Europa e Ásia estão presentes também em alguns símbolos de marca de automóveis. O logo da Mazda, também por diferenças substanciais de hoje, representa sabedoria, com a história desta representação gráfica a remeter para Ahura-Mazda, um sábio zoroastrista.

O fundador da marca foi Jujiro Matsuda e a adoção do seu nome, no oriente, terá também tido influencia neste âmbito. Matsuda era conhecido por ser um homem espiritual. O M, que vemos ao centro do logótipo, simboliza asas de liberdade, ideal ligado à espiritualidade.

Mercedes-Benz

mercedes

O domínio sobre terra, mar e ar é a mensagem que habitualmente passa como interpretação da estrela da Mercedes-Benz. Mas existem fontes que defendem que a história é mais simples e sem objetivos de marketing. A estrela de três pontas terá sido encontrada num papel (há quem diga que foi uma carta dirigida à mulher) em que Benz fez um rascunho de uma casa (uma teoria aponta que são as fábricas) com uma estrela por cima, que simbolizava a prosperidade ambicionada por Benz para a família. O papel foi encontrado entre objetos pessoais de Karl Benz após a sua morte e a mensagem de domínio terá nascido a partir daí.

Mitsubishi

mitsubishi

O construtor adquirido pela Nissan também está representado nesta lista de símbolos das marcas de automóveis. Os três diamantes da Mitsubishi representam símbolos da família de Iwasaki, fundador da marca, e, em simultâneo, o trevo de três folhas do clã para quem Iwasaki trabalhou primeiro.

Nissan

nissan

O símbolo da marca Nissan nasceu sobre o símbolo de outra marca: Datsun. A Datsun era pertença da Nissan, que exportava carros sob aquela designação. O nome Datsun surgia em fundo azul e sobre um círculo vermelho, tal como na bandeira nipónica, simbolizando o país do sol nascente. Quando a Datsun desapareceu, a Nissan passou a usa o logótipo, embora re-estilizado e com diversas adaptações. Na interpretação mais atual, o sol continua presente na forma circular do logo.

Opel

opel

O camião construído pela Opel durante a segunda guerra Mundial chamava-se Blitz, palavra que, em alemão, significa relâmpago. O nome Opel Blitz surgia na frente do camião, colocado sobre uma placa em Z, com os nomes desalinhados, um mais acima que outro. O conceito original do relâmpago ficou até aos dias de hoje. O Blitz foi um dos camiões mais produzidos na grande guerra e ajudou a marca a superar dificuldades financeiras.

Peugeot

pg

Armand Peugeot foi o fundador dos automóveis Peugeot e deu continuidade ao logótipo que já existia na família. Fabricantes de objetos com aço e lâminas, o leão foi escolhido para simbolizar a robustez, flexibilidade e os dentes (de aço, naquele caso) dos materiais que os Peugeot produziam. Esta é uma das teorias. Também há quem defenda que o leão empinado era proveniente da bandeira de Franco-Condado, região onde Armand Peugeot nasceu.

Porsche

porsche

Outro dos símbolos de marcas que dispensa apresentações. O logo da Porsche inclui um escudo com quatro partes, em que duas são douradas e com símbolos de veado e outras duas com listas pretas e vermelhas. Esta configuração alude ao brazão do Estado Livre de Wurttemberg, cuja capital era Estugarda, cidade onde a marca está sediada. Outro brazão, integrado no logo da Porsche, é o próprio brazão de Estugarda, cuja imagem é um cavalo. Este animal está relacionado com os cavalos tradicionais na região de Estugarda e que tiveram raízes do sec. X, com o Duque de Suábia. Os cavalos eram criados naquela região e serviam em tempo de guerra. As influências dos equídeos permaneceram até hoje em Estugarda.

Renault

renault

O símbolo da marca francesa evoluiu bastante desde os tempos em que era medalhão com letras, outro com um carro ao centro e outro com um tanque de guerra, tendo passado por diversos períodos em que ostentava o nome. O diamante da Renault surgiu, pela primeira vez, em 1924 e trazia o nome para que os carros fossem facilmente identificados. Hoje o logo é bem mais simples, moderno e sofisticado, conceitos que estão associados aos contornos e acabamento em cinzento.

Skoda

skoda

Mais uma vez, a liberdade surge associada a valores de um construtor. A seta, por sua vez, representa a precisão e assertividade da Skoda.

Subaru

subaru

A constelação das Plêiades dá o mote ao símbolo da marca japonesa Subaru. A estrela maior será o Grupo Fuji Heavy Industries e as mais pequenas, as empresas que integram o consórcio nipónico.

Toyota

toyota

Continuando no Japão, o interior do símbolo da marca Toyota representa a união entre o cliente e o produto, com os T’s cruzados entre eles. Esteticamente, todo o logótipo integra conceitos como união e harmonia, incluindo a parte exterior do símbolo, que une todas as partes.

Volkswagen

vw

A marca conhecida como o carro do povo, com o V e o W um sobre o outro. V de volks (povo) e W de wagen (carro) é a interpretação mais comum do símbolo da marca alemã.

Volvo

volvo

O símbolo da marca Volvo está relacionado com a solidez, segurança e força. A circunferência com a seta representa o símbolo do ferro, remetendo para a construção e durabilidade dos produtos Volvo. Por outro lado, a inspiração no fogo, na batalha e na ação pode ser associada a Marte, deus da guerra. Curiosamente, a marca recuperou nos últimos anos outro símbolo mitológico para as óticas dianteiras: o martelo de Thor.

Veja também:

Também lhe pode interessar: