Publicidade:

Conheça os sintomas de depressão e identifique-os

Sintomas de depressão vividos por quem passa por esta dura realidade. Conheça quais são e fique a par desta patologia.

Conheça os sintomas de depressão e identifique-os
Fatores psicossociais com repercussões reais

Em 2015, a Organização Mundial de Saúde revelou que mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo sofriam de depressão. Os números são realmente alarmantes e tornam cada vez mais importante a consciencialização para esta doença. Assim, não é de admirar a importância de conhecer os sintomas de depressão de modo a identificar este problema. Trata-se de uma doença do foro psicológico que chega silenciosa, mas deve ser levada muito a sério.

Infelizmente, a depressão é muitas vezes confundida com um estado de tristeza passageiro e de rápida passagem. Para que não caia nunca neste erro tome nota dos sinais a que deve estar atento caso se veja, de alguma forma, confrontado com esta doença.

Sintomas de depressão: quais são


conheça os sintomas de depressão

Estima-se que à volta de 8% da população seja afetada pela depressão, tornando-a a principal causa para o suicídio. Trata-se de uma doença que afeta não só a mente mas também o corpo, uma vez que interfere com coisas tão básicas como a alimentação, o sono e os interesses de uma pessoa.

Ao contrário do que pode pensar, qualquer pessoa pode sofrer desta doença em algum ponto da sua vida. De facto, estima-se que 1 em cada 5 pessoas se vê confrontada com este problema ao longo da vida. Por isso mesmo, é crucial que conheça de cor e salteado os sintomas de depressão.

Humor deprimido

As mudanças de humor são um dos principais e mais alarmantes sintomas de depressão. Geralmente, quem passa por esta doença experiencia tristeza, desmotivação e falta de ânimo diariamente. Trata-se de um estado de espírito negativo e que o paciente não consegue evitar.

Problemas de sono

Um dos efeitos da depressão são os problemas de sono, até porque este é utilizado como escape pelos doentes. Contudo, tanto podem verificar-se episódios de insónias como de hipersónias, ambos bastante desestabilizadores.

Cansaço

O cansaço constante é outro dos sintomas de depressão e surge mesmo sem motivo aparente. Isto significa que mesmo com uma boa noite de sono o paciente pode sentir-se exausto logo de manhã.

Choro constante

Não deve pensar que chorar é algo negativo ou que é sempre sinónimo de um problema psicológico. Contudo, quando o choro surge sem qualquer razão aparente e de forma extremamente frequente pode ser considerado um dos sintomas de depressão.

Pensamentos sobre a morte

Pode parecer exagerado mas este é um dos sinais mais preocupantes. Numa fase já avançada de depressão é bastante comum que os doentes pensem constantemente na morte, uma vez que a vêem como uma forma de escapar aos problemas e ao sofrimento. Em alguns casos podem mesmo surgir pensamentos suicidas.

Mudanças no apetite

As alterações no apetite são comuns em quadros de depressão e funcionam como as mudanças no sono: tanto pode existir uma perda de apetite como um aumento. Assim, é importante estar atento a estes sinais e, caso sejam repetitivos, não considerar que se trata apenas de algo pontual.

Problemas de concentração

A depressão pode também traduzir-se em problemas de concentração, tomada de decisões e raciocínio. A baixa produtividade, por exemplo, é um sinal deste problema.

Saiba o que nunca deve dizer a alguém que sofre de depressão >>

Sintomas físicos

Talvez pareça estranho mas a depressão pode mesmo manifestar-se através de sintomas físicos, como problemas intestinais, dores de cabeça ou enjoos.

Curar a depressão

Infelizmente, nem sempre é fácil contornar estes sinais de depressão e ultrapassar o problema. Existem duas formas de tratamento possíveis: a toma de fármacos antidepressivos – que são incapazes de atuar contra todos os sintomas – e o acompanhamento psicológico por parte de um médico, seja psicólogo ou psiquiatra.

Veja também:

Inês Pereira Inês Pereira

Licenciada em Jornalismo e Pós-Graduada em Branding e Content Marketing, sempre se deu bem com a escrita. Embora prefira escrever com um teclado, não acredita nessa ideia de ler um livro através de um ecrã: um livro lê-se em papel e tem um marcador. Gosta de fotografia, de história e de conhecer o mundo.