Publicidade:

Let's party! Veja os 8 melhores sítios para dançar em Lisboa

Dançar em Lisboa é dançar pelo mundo! Das danças latinas, às africanas, passando por noites de Bollywood, há de tudo na capital. Confira!

Let's party! Veja os 8 melhores sítios para dançar em Lisboa
A noite lisboeta faz-se de vários ritmos

A vida na capital tem muito que se lhe diga. Cada vez mais cosmopolita, Lisboa é um destino de excelência para quem procura boa mesa, boa cama, bons espetáculos, e uma vida noturna ainda melhor. Se está a precisar de se libertar da tensão do trabalho, ou simplesmente para se divertir, fique a conhecer os 8 nomes a que deve estar atento quando quiser dançar em Lisboa.

8 paragens obrigatórias para dançar em Lisboa


dançar em lisboa

1. LuxFrágil

Onde? Avenida Infante D. Henrique, Armazém A

Mais conhecido como Lux, esta discoteca é super trendy, de decoração espetacular, com um terraço brutal sobre o Tejo, festas e DJs sonantes.

Se gosta de House e Techno, esta é a sua Meca. Compreensivelmente, é um dos espaços mais concorridos para dançar em Lisboa. As filas podem ser bastante compridas, e, dependendo da festa, o dress-code pode ser mais apertado. Mas ainda assim, são dissabores que valem a pena depois de estar lá dentro!

Ver eventos >>

2. Mwangolé

Onde? Rua Maria Luísa Holstein, nº15

O Mwangolé- uma discoteca angolana que passa Kizomba– está numa zona da capital muito interessante: Alcântara.

Depois da abertura do Lx Factory, apesar de já haver algumas discotecas e bares, esta parte da cidade ganhou muito movimento, vida e um novo aspeto. Se tiver jantado por aí e lhe apetecer um pézinho de dança de Kizomba, fica a saber que o Mwangolé fica a 5 minutos a pé.

3. Rive Rouge

Onde? Praça Dom Luís I

No Mercado da Ribeira, na zona do Cais do Sodré, o Rive Rouge é uma aquisição recente à vida noturna (e das matinés de domingo) de Lisboa. É obrigatório se o que o faz bater o pé é a música Eletrónica!

Ver eventos >>

4. Havana Soul

Onde? Docas de Santo Amaro

Também na zona de Alcântara, mas aqui mais junto ao rio, temos as Docas de Santo Amaro, com ótimos restaurantes e o fantástico Havana Soul.

O Havana Soul é um dos sítios mais cool para dançar em Lisboa! Com noites temáticas dedicadas aos ritmos da Kizomba, Semba, Tarraxinha, Salsa, Bachata ou Chachacha, é uma paragem vivamente recomendada a lisboetas e visitantes.

Ver eventos >>

5. Trumps

Onde? Rua da Imprensa Nacional, nº104-B

O Trumps é um dos espaços mais famosos da cena LGBT do país, e é tido por muitos como o melhor clube gay para dançar em Lisboa. Os estilos habituais por aqui são o House, o Pop e o Funk, mas volta e meia temos uma noite de Bollywood, de temas da Eurovisão ou de Live Acts.

Umas horinhas no Trumps fazem maravilhas à boa disposição e dispensam uma ida ou duas ao ginásio!

Ver eventos >>

6. Milong’à Graça

Onde? Cooperativa Caixa Económica Operária da Graças, Rua da Voz do Operário, nº64

Para quem gosta de ritmos argentinos, no 3º sábado de cada mês a noite é dedicada à Milonga, no bairro da Graça. A Cooperativa Caixa Económica Operária da Graça é um espaço absolutamente lindíssimo, antigo e com história, com entrada exclusiva a sócios. Talvez seja por isso que os seus eventos-bailaricos, concertos, projecção de filmes- passem despercebidos a muita gente.

Se a Milonga é o seu ritmo, traga o seu par, e dance até lhe doerem os pés!

Ver eventos >>

7. Forró de Lisboa Festival

Onde? Praça do Martim Moniz ou Jardim de Lisboa Antiga

Aos 18 anos, e acabado de chegar a Lisboa, Pablo Dias começou o projeto “Forró do Pablito”, numa altura em que o Forró era ainda muito pouco conhecido. Organizando aulas e eventos do estilo, o artista foi espalhando o movimento aos poucos e poucos, até que em 2012 ganhou dimensão suficiente para se começar o Forró de Lisboa Festival.

Se ainda não experimentou esta dança de pares, não sabe o que está a perder!

Ver eventos >>

8. Titanic Sur Mer

Onde? Cais da Ribeira Nova, Armazém B

De lota a bar de concertos, o Armazém B no Cais da Ribeira Nova já foi palco de vários ofícios. Com uma perspetiva muito holística da música, aqui se ouve Hip-Hop, Trap, Eletrónica, Jazz, Samba, Forró e Indie Rock. As festas também são brutais, como o Mundo Mestiço e o Beyonce Fest (que ocorre ainda noutros pontos do país, como no Maus Hábitos no Porto, e no Look em Coimbra).

Para dançar a noite inteira ou para uma matiné, o Titanic tem de fazer pelo menos uma vez parte dos planos. E caso esteja a questionar-se se lá dentro ainda cheira a peixe, a resposta é um não redondo.

Ver eventos >>

Agora que lhe poupámos um monte de tempo e chatice a procurar os melhores sítios para dançar em Lisboa, é só pegar nas tricanas e ir!

Veja também: