Publicidade:

TAEG: o que significa e como se calcula

TAEG: o que significa? A TAEG é um bom indicador para comparar propostas de crédito dado que determina o custo global que este teria para o consumidor.

TAEG: o que significa e como se calcula
Taxa representa o custo total associado a um crédito para o consumidor

TAEG: o que significa? Esta é, de facto, uma questão que muitas vezes se ergue no momento de se recorrer ao crédito. A TAEG, Taxa Anual Efetiva Global, consubstancia o custo total de um empréstimo para o cliente. Desta feita, este indicador é expresso sob a forma de uma percentagem (anual) do valor recebido de crédito.

De outra perspetiva, o valor da TAEG pode ser entendido como o montante que a instituição de crédito arrecada ao conceder o empréstimo.

TAEG: o que significa e o que engloba no seu cálculo?


TAEG: o que significa

Com o objetivo de explicar o que significa a TAEG vamos então recorrer ao caso hipotético de uma taxa de 9,96%. Neste caso concreto, esta taxa significaria que, além de reembolsar o valor para o qual solicitou financiamento, o cliente teria de pagar em custos associados ao crédito, por ano, o equivalente a 9,96% do montante do empréstimo.

O cálculo da TAEG inclui:

  • Os juros;
  • As comissões;
  • As despesas, nomeadamente com impostos e com os emolumentos relativos ao registo da hipoteca, no caso de se tratar de um crédito com garantia hipotecária;
  • Os seguros exigidos para obtenção do crédito;
  • A comissão de manutenção de conta à ordem, cuja abertura seja obrigatória para a gestão do empréstimo;
  • A remuneração do intermediário de crédito, caso essa remuneração seja paga pelo consumidor, o que sucede quando recorre a um intermediário de crédito não vinculado;
  • Outros encargos associados ao contrato de crédito.

Contudo, não inclui:

  • Os valores a pagar caso o cliente não cumpra obrigações previstas no contrato;
  • As comissões de reembolso antecipado do empréstimo;
  • Os custos notariais.

Onde é indicada a TAEG?


TAEG: o que significa

A TAEG surge referenciada na informação pré-contratual que é fornecida ao cliente, isto é:

  • Na FIN – ficha de informação normalizada, no caso do crédito aos consumidores, na secção “Custo do crédito”;
  • Na FINE – ficha de informação normalizada europeia, no caso do crédito à habitação e de outros créditos garantidos por hipoteca, na secção “Taxa de juro e outros custos”.

Importância inerente a este indicador


No momento da decisão sobre qual o agente financeiro que proporciona as melhores condições de crédito, a TAEG afirma-se como um indicador capaz de refletir uma correta avaliação das propostas de financiamento em comparação. Não obstante, o cliente deve ter em linha de conta as taxas variáveis, que assumem também um papel de relevância, e, se possível, negociar estas com o seu banco.

A TAEG, o que significa, como se calcula e que aspetos ter em linha de conta constituem fatores preponderantes na avaliação de um crédito. Para calcular a TAEG pode utilizar o simulador do Banco de Portugal.

Veja também:

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].