Publicidade:

TANB: o que significa a "taxa do lucro"?

Saiba tudo sobre a TANB: o que significa, que impacto tem nas contas e como calcular o valor real que vai receber.

TANB: o que significa a
Saiba como calcular
  • Saiba de que forma a TANB pode influenciar a sua vida financeira.

Sabe quem lida regularmente com os bancos que as Fichas de Informação Normalizada (as tão conhecidas FINE) estão cheias de siglas que nada dizem aos mais incautos. No entanto, praticamente todas as siglas constantes nestes documentos têm um impacto real e direto nas suas contas, pelo que é muito importante saber o que está em causa.

Uma das siglas mais famosas vamos abordá-la neste artigo. A TANB: que significa? Fique a saber tudo sobre esta taxa e aprenda a calcular o valor que lhe diz respeito.

TANB: o que significa?


tanb: o que significa

TANB é a sigla para Taxa Anual Nominal Bruta e refere-se à taxa de remuneração de aplicações financeiras, como depósitos a prazo.

Porque é que a TANB é importante?


Sempre que subscreve uma aplicação financeira deve ter em consideração a TANB, o que significa que é importante procurá-la na FINE. Ela diz quanto vai lucrar com esse investimento. Quanto maior for a TANB de uma aplicação financeira, maior será o seu retorno.

Mantenha, no entanto, presente que uma TANB muito alta é sinal de um risco de investimento elevado – ou seja, se vai lucrar muito é porque o investimento também é muito arriscado e pode perder tudo.

Como se calcula a TANB?


tanb: o que significa

A maior parte das pessoas prefere calcular o retorno dos investimentos ao mês, apesar de estarmos a falar da TANB – o que significa que é necessário fazer as contas completas. Assim, para saber quanto vai receber por ano basta calcular a TANB (multiplicá-la pelo valor investido), mas, para saber quanto recebe ao mês, deve dividir esse valor pelos 12 meses do ano.

Vamos exemplificar, para ficar mais claro. Imagine que aplica mil euros num depósito a prazo de um ano com uma TANB de 2%. Para saber quanto dinheiro vai ganhar no final desse ano, multiplique a TANB pelo valor investido (1000 x 0,02 = 20 euros). Para saber quanto dinheiro esse depósito lhe rende por mês, divida tudo pelos 12 meses do ano (1000 x 0,02 / 12 = 1,67 euros).

Tenha em atenção, no entanto, que estamos a falar de valores brutos. A TANB é a taxa bruta.

A TANB média


Há casos em que, ao subscrever uma aplicação financeira como um depósito a prazo, por exemplo, a FINE fala em TANB média. Este conceito surge quando, por algum motivo, a taxa de juro é variável – por exemplo, aumenta com o passar do tempo ou está indexada à Euribor.

Quando isto acontece, não é possível sabermos ao certo qual é a TANB desse investimento, porque ela vai mudando. Para facilitar, os bancos calculam a TANB média, mas convém estar atento ao facto de estar perante uma média e não um valor absoluto (por exemplo, o valor que ali está até pode verificar-se só a partir de meio do prazo do depósito, rendendo menos do que se fosse aplicado desde o primeiro dia).

Da TANB à TANL


tanb: o que significa

Claro que é importante saber o que é a TANB: o que significa e como se calcula, mas é igualmente importante ter sempre em mente que o valor da TANB não é o valor que recebe pelas suas aplicações financeiras.

Tal como o nome indica, a TANB é uma taxa bruta, ou seja, os valores que lhe correspondem ainda vão ser tributados antes de chegarem ao seu bolso, porque a Autoridade Tributária fica sempre com uma parte dos seus lucros. Quer isto dizer, por exemplo (e voltando ao exemplo anterior), que, se a TANB lhe diz que vai receber 1,67€ por mês, na realidade vai receber esse valor menos o IRS que vai ter de pagar sobre ele.

Ao valor da TANB menos os impostos chama-se Taxa Anual Nominal Líquida, ou TANL. Esta sigla aparece muito menos nos documentos informativos das aplicações financeiras, mas é ela que lhe diz, sem “mas” nem cálculos escondidos, quanto é que o seu investimento vai render-lhe.

Da TANB à TAEG


É natural que esteja a perguntar-se, agora que sabe o que é a TANB: o que significa, porque é que ela nunca aparece nos seus documentos informativos dos créditos e porque é que quase todos os anúncios que vê por aí referem outras siglas que não esta.

A resposta é simples: a maioria dos anúncios dizem respeito à concessão de crédito e a TANB é sempre uma taxa do que recebe, nunca do que paga. Ora, quando subscreve um empréstimo, vai estar a pagar juros e não a recebê-los.

Assim, a regra é fácil de entender: sempre que vir TANB, estamos a falar de juros que vai receber por subscrever uma aplicação financeira; quando estivermos a falar de juros que vai pagar por pedir dinheiro emprestado, a sigla muda para TAE ou TAEG.

Importa saber, aqui, que em todos os casos estamos a falar de juros – a única diferença é que, num caso, são os juros que recebe, e, noutro caso, são os juros que paga.

Veja também:

Marta Maia Marta Maia

Jornalista de formação, trabalhou no Público e na Fugas, mas logo passou para o lado do Marketing. Apaixonada pelo digital e por pessoas, é poupada por natureza e faz questão de tratar o dinheiro com o respeito que ele merece. Ecologista convicta, não dispensa música, livros e boas conversas offline.

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].