Publicidade:

Conheça os diferentes tipos de suspensão que existem

Sabia que a suspensão de um carro faz muito mais do que tornar as viagens mais confortáveis? Conheça os diferentes tipos de suspensão e saiba como atuam.

 
Conheça os diferentes tipos de suspensão que existem
As vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de suspensão

A suspensão é responsável por suavizar os ressaltos que existem na estrada tornando a sua viagem muito mais confortável, mas muito mais importante que isso, é responsável por fazer com que mantenha o equilíbrio e o controlo do seu carro em qualquer instância, e dependendo da finalidade de cada um, existem vários tipos de suspensão que se ajustam de formas diferentes aos variados estilos de condução.

Um kit de suspensão é composto por vários componentes, entre eles as molas, os braços da suspensão e amortecedores, sendo que estes são os principais. No entanto, as suspensões são um sistema bastante mais complexo, e a maior parte delas tem também barras estabilizadas, pivôs, bandejas, buchas e bielas.

Alguns tipos de suspensão são mais elaborados que outros. Uns privilegiam mais o conforto, outros a performance, e outros tentam encontrar o melhor equilíbrio entre os dois estilos de condução. Amortecedores em mau estado de conservação originam problemas muito mais graves do que pode imaginar, por isso é extremamente importante que estejam sempre a funcionar na plenitude das suas funções. Vamos então explicar-lhe quais são os diferentes tipos de suspensão que existem, as vantagens e desvantagens de cada um dos tipos e em que tipo de automóveis são utilizados cada um deles.

Diferentes tipos de suspensão: 5 exemplos


mecanico

1. Eixo rígido ou barra de torção

Este sistema apenas é utilizado no eixo traseiro dos automóveis. Neste tipo de suspensão, as duas rodas traseiras estão ligadas por um único veio. O movimento de uma das rodas afetará sempre o movimento da outra, isto é dizer, se uma roda perder o contacto com a estrada, poderá fazer com que a outra roda também perca o contacto, e por consequência, fazer com que perca o controlo do automóvel. Este tipo de suspensão é bastante pesado e aumenta a tara do veículo. No entanto, como é bastante barata de produzir e é bastante resistente ao desgaste, é utilizada sobretudo em carros de gamas mais baixas.

2. Suspensão independente

A suspensão independente, como o nome indica, permite a que cada uma das rodas se mova individualmente, fazendo com que o impacto do ressalto de uma roda não se propague para a outra roda do mesmo eixo, tornando assim a viagem muito mais confortável. Este tipo de suspensão pode ser utilizada nos dois eixos, e sobretudo nos carros de tração traseira, este é o tipo de suspensão mais vantajoso pois ajuda a transmitir a potência da forma mais eficaz para as duas rodas. Este sistema é leve, estável e muito confortável, no entanto é mais caro de produzir e não permite ao carro aproveitar ao máximo a performance dos pneus. É utilizado sobretudo em carros de gamas mais elevadas.

3. MacPherson

Este tipo de suspensão foi batizado com o nome do criador: Earl S. MacPherson. Este é um dos tipos de suspensão mais populares e o seu modo de funcionamento é bastante simples. É formado por uma mola, um amortecedor e um braço. A parte superior serve de suporte à carroçaria e a parte inferior suportada pelo triângulo. Como tem menos peças, o peso é mais baixo, e por consequência, tem um bom deslocamento e a vibração pode ser absorvida numa larga extensão. É o tipo de suspensão utilizado em praticamente todos os carros de gama média.

4. Triângulo duplo

Neste tipo de suspensão, as rodas são suportadas por dois braços: um superior e outro inferior. Estes dois braços geralmente estão colocados em forma de “V”. Consoante a forma dos braços e a tracção do carro, este tipo de suspensão permite fazer várias alterações no alinhamento e posição do carro durante a aceleração. A suspensão de triângulo duplo é bastante rígida, e graças às suas capacidades de adaptação, é uma escolha bastante popular nos carros desportivos. No entanto, a sua construção é bastante complexa o que se reflete no preço dos carros que utilizam este tipo de suspensão.

5. Multilink

Este é um dos melhores tipos de suspensão alguma vez criados para que tenha o máximo controlo sobre carro. O sistema multilink é basicamente a evolução do sistema de triângulo duplo. Este tipo de suspensão utiliza entre três a cinco braços para manter a posição do eixo, ao invés dos dois braços usados na suspensão de triângulo duplo. Como tem um maior número de braços, a suspensão adapta-se com maior facilidade e rapidez às irregularidades do piso da estrada, garantido que tem sempre o máximo de superfície dos pneus em contacto com a estrada, aumentando assim os níveis de segurança. Este tipo de suspensão é usado com frequência na suspensão traseira de carros de tracção dianteira de alto desempenho para manter a estabilidade e a alta velocidade, e em carros de tracção traseira com muita potência.

Veja também:

Marvin Tortas Marvin Tortas

Licenciado em Ciências da Comunicação, homem do Norte, apaixonado por carros e com experiência em desporto automóvel. A seguir a mamã e papá, as palavras Ferrari, Mercedes, Audi e Fiat foram respetivamente as 3ª, 4ª, 5ª e 6ª palavras do seu vocabulário.

Também lhe pode interessar: