Publicidade:

10 dicas para tirar partido do cartão de crédito

Saiba quais são as melhores maneiras de tirar partido do cartão de crédito, tanto a nível particular como empresarial, para gerir bem o seu orçamento.

10 dicas para tirar partido do cartão de crédito
Aprenda a usar o cartão de crédito para seu benefício

Aprenda a tirar partido do cartão de crédito, que disponibiliza ao cliente do banco um orçamento adicional para ser usado quando necessário. O montante gasto acabará por ser reposto posteriormente, ao ser pago em modalidades que podem ou não incluir juros.

Como tirar partido do cartão de crédito


Os benefícios do cartão de crédito variam de banco para banco, uma vez que depende das regras e dos protocolos que a entidade financeira tem com os estabelecimentos de bens ou serviços que frequenta.

No entanto, iremos mencionar algumas das vantagens disponibilizadas no mercado, para que fique a conhecê-las e possa assim informar-se melhor junto do seu banco sobre como tirar partido do cartão de crédito de que é ou pode vir a ser titular.

Não se esqueça ainda de perguntar sobre os custos das taxas de juro e das anuidades associados ao cartão, para perceber se compensa realmente ter um.

tirar partido do cartão de crédito

1. Cartão de crédito sem juros

Para tirar partido do cartão de crédito deve escolher a modalidade dos 100% quando estabelecer o pagamento mensal do seu cartão, pois assim não terá quaisquer custos com taxas de juros.

No entanto, para que possa escolher esta modalidade, terá de usá-lo de forma responsável. Caso não lhe dê jeito o dia do pagamento do cartão de crédito, uma vez que este pode estar distante do dia em que recebe o seu ordenado e causar-lhe assim alguma dificuldade financeira, pode contactar o seu banco para que cheguem a um acordo sobre a data de pagamento.

2. Cartão de crédito sem anuidade

Além de optar por um cartão de crédito em que não tenha de pagar juros, também é importante que o cartão não tenha anuidade, uma vez que esta medida também permite tirar partido do cartão de crédito.

O mercado tem vindo a possibilitar cada vez mais a escolha de cartões sem anuidade, por isso faça uma pesquisa na Internet para encontrar aquele que se adequa melhor às suas necessidades.

3. Aproveite as promoções

Se precisa ou deseja algo que está em promoção mas o salário desse mês já tem destino e não consegue poupar para realizar essa despesa, aproveite o cartão de crédito.

No entanto, lembre-se de usar o cartão de crédito sempre de forma equilibrada, seja em que caso for, e evite recorrer frequentemente ao mesmo para não vir a contrair dívidas.

4. Despesas inesperadas

Outra dica para tirar partido deste tipo de cartão é aproveitar o crédito imediato para fazer face a uma despesa inesperada, cujo pagamento não possa ser adiado devido à urgência da situação, como despesas com a saúde ou com a renda da casa, por exemplo.

O cartão de crédito disponibiliza-lhe dinheiro sem ter de recorrer a bancos, fiadores, garantias ou quaisquer outros tipos de burocracias. Mas não se esqueça que os juros do cartão de crédito costumam ser elevados, por isso, não opte pelos pagamentos faseados e sim pelo pagamento do cartão a 100% no mês seguinte.

5. Escolha e facilidade no pagamento

O cartão de crédito permite-lhe escolher a altura em que quer efetuar o pagamento, podendo optar por pagar no momento ou mais tarde. É ainda possível decidir se quer realizar o pagamento por parcelas, não tendo assim de pagar tudo de uma só vez.

6. Não levante dinheiro com o seu cartão de crédito

Nunca se deve usar um cartão de crédito para levantar dinheiro, pois isso significa que irá ter de pagar taxas e/ou juros.

7. Pagamentos no estrangeiro mais facilitados

Ao viajar, torna-se muito mais prático e seguro usar um cartão MasterCard ou Visa, por exemplo, para efetuar pagamentos no estrangeiro do que andar com várias notas e correr o risco de ser roubado. Este tipo de cartões costuma ser aceite em quase todo o mundo.

8. Controle os movimentos de conta

Para sua segurança, deve controlar os movimentos de conta e guardar os talões de compra, que deve conferir sempre para ver se a informação neles contidos é a mesma que a dos movimentos de conta.

É fácil fazer este controle de transações, uma vez que as mesmas são registadas e podem ser consultadas online a qualquer altura. Esta medida de segurança também lhe permite gerir melhor os gastos feitos através do cartão de crédito.

9. Compras online

Outra forma de tirar partido do cartão de crédito é efetuar compras online, uma vez que é este tipo de cartão que permite fazê-lo e não um cartão de débito, por exemplo. O cartão de crédito é igualmente necessário para que o consumidor possa usar serviços como Uber e Taxify, por exemplo.

10. Benefícios aderentes ao cartão de crédito

Ser titular de um cartão de crédito, principalmente de um cartão de crédito de fidelização, pode também proporcionar recompensas através de um sistema de pontos, entre elas:

  • Proteção contra furto;
  • Promoções;
  • Bónus;
  • Assistência em viagem ou milhas;
  • Ofertas especiais em seguros (como seguro de viagem e de responsabilidade civil);
  • Descontos em produtos e lojas aderentes (combustíveis, lojas de vestuários, restaurantes, entre outros);
  • Devolução de determinada percentagem do dinheiro (cashback) usado nas compras efetuadas.

Agora que já sabe como tirar partido do cartão de crédito, voltamos a reforçar a ideia de que não se deve apoiar constantemente deste tipo de cartão para gastar dinheiro, uma vez que poderá acabar por perder a noção de quantas despesas já realizou e ficar assim numa situação financeira complicada.

As empresas também podem tirar partido do cartão de crédito


tirar partido do cartão de crédito

O cartão de crédito também pode ser muito útil para as empresas, pois facilita a gestão das despesas dos colaboradores se for bem gerido, por exemplo. No entanto, tem sempre de haver cuidado para que não haja um descontrolo no seu uso.

Ao usar este tipo de cartão, deve controlar rigorosamente as contas, comparar as taxas e comissões associadas dos cartões de crédito para escolher o melhor para si, e também preparar a sua empresa para esta mudança de usar cartão de crédito, através da comunicação das regras financeiras aos seus colaboradores, onde deve explicar em que tipo de despesas é que os colaboradores poderão usar o cartão. Siga estas dicas para conseguir tirar partido do cartão de crédito.

1. Flexibilidade de tesouraria

Se uma empresa usar cartões de crédito, torna-se possível uma flexibilidade de tesouraria, pois estes possibilitam a gestão dos períodos de crédito gratuitos, ou seja, períodos de tempo pré-contratualizado em que não são cobrados juros desde que se pague o crédito de uma só vez.

Também se torna mais fácil gerir os pagamentos fracionados da dívida à medida das suas disponibilidades financeiras. De forma resumida, acaba por ser permitida a escolha da melhor opção de pagamento das despesas mensais, podendo optar por pagar logo no período de crédito para não haver juros, ou em modalidades, uma vez que, apesar de contrair juros, permite-lhe não sobrecarregar as contas da empresa.

2. Créditos individuais limitados

Um dos benefícios de usar cartão de crédito em empresas para a gestão das mesmas reside no facto de se poder definir limites de créditos individuais de acordo com cada funcionário.

Assim, será mais fácil gerir as despesas e torna-se desnecessário o adiantamento de despesa aos colaboradores, um processo que acaba muitas vezes por desequilibrar a gestão diária das finanças da empresa.

3. Aproveite o crédito gratuito

Ao contrário do que acontece com as opções de cartões de crédito para particulares, as que existem para as empresas podem ser mais benéficas, uma vez que alguns bancos permitem que o período de crédito sem juros possa ir até 50 dias após a realização da compra no caso de empresas, por exemplo.

Estas têm também a possibilidade de escolher o pagamento da dívida global dos cartões de crédito em modalidades de 10%, 25%, 50% ou 75%. No entanto, não se esqueça que é mais benéfico pagar o máximo valor possível em cada prestação, já que assim acabará por pagar menos juros.

4. Despesas com gestão centralizada

Esta medida torna possível a existência de uma gestão centralizada das diversas despesas de representação, podendo recorrer a ferramentas de home banking na gestão da conta corrente, por exemplo.

5. Função de débito associada

Outra maneira de uma empresa conseguir tirar partido do cartão de crédito é ter um que tenha a função de débito associada em pagamentos ou consultas em ATM e levantamentos, por exemplo.

Existem no mercado algumas ofertas deste tipo de cartão de crédito para empresas, o que facilita a gestão de compras e de outro tipo de despesas de uma empresa.

Veja também:

Cátia Tocha Cátia Tocha

Formada em Ciências da Comunicação pela Universidade Autónoma de Lisboa, onde concluiu Licenciatura e Mestrado, começou o seu percurso como jornalista na Rádio. Hoje, escreve sobre diferentes áreas e tem já alguns anos de experiência na escrita para meios online.