Publicidade:

Trabalhar em casamentos: 7 funções a explorar

Uma festa de casamento é o resultado final de uma série de funções diferentes e importantes. Conheça 7 exemplos de como trabalhar em casamentos.

Trabalhar em casamentos: 7 funções a explorar
Novas oportunidades ou reforço do negócio

Já pensou em trabalhar em casamentos? Uma cerimónia e uma festa de casamento implicam preparação e organização – não é por acaso que podem demorar tanto tempo a preparar e que existam pedidos específicos por parte dos casais.

As exigências deste mercado fazem com que o planeamento e execução destas festas seja um verdadeiro motor, em que cada peça tem um papel específico e que não pode falhar. Se gosta do tema e adora eventos, tem uma postura de dedicação ao cliente e criatividade não lhe falta… pode encontrar aqui uma oportunidade.

Pode já ter um negócio, trabalhar numa área que se adequa a esta indústria ou pode estar à procura de novas oportunidades de trabalho do tipo freelancer. A verdade é que trabalhar em casamentos pode ser uma oportunidade para pessoas de áreas de trabalho diferentes trocarem contactos e estabelecerem uma rede de trabalho nesta indústria.

Damos-lhe a conhecer 7 trabalhos que têm de existir para a organização de um casamento.

Trabalhar em casamentos: 7 funções a explorar


1. Fotógrafo/videógrafo

ALT fotografar

Para quem já tem uma loja ou estúdio de fotografia, ou para quem é fotografo amador, profissional ou freelancer da área, trabalhar em casamentos é uma oportunidade de aumentar o portfólio.

Todos os casais querem ver o seu dia especial registado, certo? E quanto mais original e dinâmico… Melhor. Já ninguém quer aquelas típicas fotos tradicionais. Fale com os noivos e opte por uma visão personalizada, levando em conta o gosto e o estilo do casal. Produza fotografias atentas ao detalhe. E atenção: é sempre um ponto positivo entregar o produto final em formato físico como digital.

Se acha que para trabalhar na área tem que dominar toda a área visual, desengane-se. Profissionais de fotografia e vídeo podem trabalhar separadamente ou em conjunto.

2. Mestre de cerimónias/anfitrião

O mestre de cerimónias e o DJ são, muitas vezes, a mesma pessoa. É quem está a entreter os convidados entre refeições e a manter a festa animada. Normalmente, fazem sempre algum tipo de atividade que brinca com características do casal e dão apoio nas horas de cortar o bolo ou abrir a pista de dança. No fundo, acabam por manter um pouco a ordem da festa.

Normalmente, o MC está ligado ao profissional contratado para organizar o casamento e existem já algumas empresas dedicadas em exclusivo a este tipo de negócio.

3. Catering

Trabalhar em casamentos através do catering pode significar trabalhar como cozinheiro/a, empregado/a de mesa, empregado/a de bar etc. Muitas vezes, esse trabalho é assegurado pelo espaço escolhido, ou quinta, onde a festa decorre. Em outras situações, são empresas externas dedicadas à restauração.

Se é estudante na área de hotelaria ou restauração, este tipo de trabalho é uma boa oportunidade para colocar conhecimentos em prática e ganhar experiência. Também temos de considerar o bolo de casamento, que pode ser um negócio completamente à parte.

4. Maquilhador(a)/Cabeleireiro(a)

ALT maquilhagem

Estas funções estão, normalmente, a cargo de pessoas que já são da confiança do casal e tornam-se uma ótima oportunidade para profissionais freelancer. Coloque anúncios, troque contactos, mantenha o perfil do Instagram atualizado com os últimos looks… Esta é a melhor forma de conseguir novos clientes. Pode tornar-se a maquilhadora ou cabeleireiro de eleição da indústria.

5. Organizador(a)

Muitas vezes, aliado ao mestre de cerimónias, o organizador ou organizadora de casamentos pode ter uma função indispensável para uma festa ser perfeita. Os noivos podem recorrer a agências ou a alguém da área da assessoria, relações públicas e marketing, que se tenha dedicado a esta atividade.

Esta pode ser uma ajuda preciosa numa tarefa que se torna tão gigantesca – afinal, organizar uma festa perfeita é mesmo para os mais entendidos. Se está interessado neste tipo de atividade profissional, pesquise por workshops na sua área e esteja atento a blogues e perfis de Instagram dedicados à tarefa.

6. Florista

trabalhar em casamentos

Fazer os arranjos florais para as celebrações de casamento (desde bouquets a centros de mesa) é, também, uma oportunidade de trabalhar em casamentos. Aqui, tal como na fotografia, quer já tenha um negócio na área, quer trabalhe mais na parte da decoração, pode alargar a rede de contactos. E como hoje em dia tudo é procurado e encontrado na internet, aposte na sua presença digital.

7. Banda/DJ

Se o papel de DJ não estiver diretamente a cargo do mestre de cerimónias, ter uma banda ou passar música (mesmo de forma amadora), pode ser um das formas de trabalhar em casamentos. Esteja atento a anúncios.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.