Publicidade:

Desbravar Trás-os-Montes: o que visitar, o que fazer e o que comer

Para quem está a ponderar esquecer a agitação da cidade e descobrir uma região de incrível beleza natural, sabores, memórias e tradições, então, Trás-os-Montes é o destino perfeito!

Desbravar Trás-os-Montes: o que visitar, o que fazer e o que comer
boa comida, boa gente e beleza natural

Trás-os-Montes é uma região cheia de planaltos e montanhas majestosas, onde não faltam vilas e aldeias históricas, locais com águas termais purificantes e que se dizem curadoras de algumas maleitas e recomendadas para animar qualquer espírito.

Para onde ir em Trás-os-Montes


ponte de lima

Entre tantas cidades incríveis, destacam-se algumas nesta região, para quem dispõe de uns dias para conhecer Trás-os-Montes.

Bragança

A entrada nesta cidade parece um cenário mágico: irá recebê-lo uma muralha medieval, na Porta da Vila, cuja vista é de perder a respiração.

Nas 15 torres existentes na zona do castelo, destaca-se a Torre da Princesa, onde se diz que D. Sancha, irmã de Afonso Henriques, chorou pelas infidelidades do marido, o poderoso Fernão Mendes. É o mesmo local onde esteve encarcerada D. Leonor, mulher do quarto Duque de Bragança, que foi acusada de adultério.

Miranda do Douro

Quando visitar Miranda do Douro tente assistir às danças dos pauliteiros, herança da ocupação celta da região na Idade do Ferro, bem como ouvir o Mirandês, um dialeto único em Portugal que só se fala nesta região.

Haverá ainda tempo para visitar o castelo mandado construir por D. Afonso Henriques e a Igreja de Santa Maria Maior, um marco de grande importância na região.

Ponte de Lima

Em Ponte de Lima é obrigatório passear pelas alamedas de plátanos gigantes, que acompanham as águas azuis do rio Lima.

E, tal como mostram as fotografias mais conhecidas da região, caminhar devagar pela velha ponte romana, que fazia parte do trajeto que ligava Braga a Tui; bem como visitar a Igreja Matriz, a Casa da Aurora, as moradias nobres e as fontes refrescantes em dias de calor.

Pinhão

Situada na margem direita do Rio Douro, em pleno coração do Alto Douro Vinhateiro, é no Pinhão que se encontram muitas das quintas que produzem o famoso e delicioso vinho do Porto. É uma zona de rara beleza, onde a natureza é rainha e tudo se centra em torno do que a terra tem para oferecer.

A forma mais bonita de lá chegar é através de comboio, onde poderá também apreciar todo o incrível trajeto e a arquitetura da estação de caminhos de ferro, que data do séc. XIX e está revestida de painéis de azulejos que retratam o dia a dia da região.

Foz Côa

Falar em Foz Côa é recordarmo-nos que nesta região existem as gravuras rupestres paleolíticas, classificadas como Património Mundial da UNESCO. Um marco histórico que o tempo não apagou e que hoje podemos apreciar na região.

Mirandela

Nem só de saborosas alheiras vive esta cidade. Localizada no vale do Rio Tua, Mirandela possui um microclima de verões quentes e secos, que lhe conferiu o nome de “Terra Quente Transmontana”. Está preparado?

O que fazer em Trás-os-Montes


trás os montes

Nesta terra de gente simpática e hospitaleira, há muitas atividades para se entreter.

Observação de pássaros

Provavelmente não sabia, mas Portugal está entre os melhores destinos da Europa para a observação de aves no seu habitat natural. Especialmente no Norte do país, onde não faltam locais de contacto direito com a natureza e tranquilidade que permitem ver mais de 200 espécies de aves diferentes.

Descansar nas águas medicinais

Se é descanso que procura, então Trás-os-Montes é o local certo, já que as águas desta região são conhecidas pelos seus efeitos terapêuticos já desde o período romano.

Por ali não faltam zonas sossegadas, com elevada qualidade e com vários espaços termais, cheios de história para desfrutar.

Descobrir as aldeias comunitárias

Fora das grandes cidades do Norte do país, ainda há comunidades que parecem ter parado num tempo onde a vida decorria bem mais devagar. De tal forma, que nas aldeias comunitárias ainda é comum o uso partilhado de forno a lenha, da eira, do moinho e do pasto.

Deste roteiro fazem parte as aldeias do concelho de Montalegre, Guadramil e Rio de Onor, e Pitões das Júnias, no Parque Nacional Peneda-Gerês.

Rota do Azeite

Em Trás-os-Montes, poderá ainda descobrir os caminhos da Rota do Azeite: Alfândega da Fé, Alijó, Bragança, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Mogadouro, Murça, Tabuaço, Torre de Moncorvo, Valpaços, Vila Flor, Vila Nova de Foz Coa e Vimioso.

Muito para conhecer, onde poderá desfrutar de uma gastronomia regional rica e de qualidade internacional reconhecida.

Parque Natural de Montesinho

No Parque Natural de Montesinho, poderá respirar o ar fresco ou, então, desfrutar de um trilho a pé, ou até para descobrir melhor a flora e fauna locais.

Este é um dos maiores parques naturais de Portugal, cujas montanhas de xisto e granito formam vales profundos e o rio apresenta uma água tão límpida que o farão esquecer tudo o resto.

O que comer em Trás-os-Montes


alheira de mirandela

A gastronomia de Trás-os-Montes é tão generosa quanto as suas gentes. Na hora da refeição, as mesas estão sempre cheias de belos petiscos, aos quais apenas é exigido tempo para poder desfrutar sem distrações. O rei da cozinha minhota é o caldo verde, acompanhado de rodelas de chouriço e broa de milho.

No que ao consumo de peixe diz respeito, os pratos à base de lampreia, sável e bacalhau, pois claro, partilham as preferências. No que às carnes diz respeito, as papas e o arroz de sarrabulho fazem as honras da casa, bem como os rojões, as alheiras de Mirandela e a perna de porco à Clara Penha.

Melhores praias fluviais de Trás-os-Montes


praia trás os montes

Trás-os-Montes têm praias rodeadas de cenários perfeitos. Podem não ser as extensas praias do Litoral, às quais estamos perfeitamente habituados, mas qualidade não lhes falta. Descubra quais são.

Praia fluvial da Congida, Freixo de Espada à Cinta

O que mais destaca esta praia é a esplanada suspensa sobre o rio Douro e a piscina flutuante, tornando-a numa das mais charmosas do Norte do país, envolvida nas encostas do Douro.

Ribeira do Azibo, Macedo de Cavaleiros

Integrada numa zona de paisagem protegida, esta praia fluvial possui um areal vasto, permitindo um maior à vontade, principalmente para grupos de grandes dimensões. E está totalmente equipada com o que precisa para um dia de praia perfeito: poderá alugar guarda-sol, espreguiçadeiras e até cabanas de palha. Para se divertir, também estão disponíveis canoas, gaivotas e barcos elétricos.

Praia Ponte Soeira, Vinhais

Apesar do seu aspeto algo rústico, com rochas salientes, esta praia é perfeitamente tranquila, com águas calmas ou o caudal do Tuela não se tornasse aqui numa pequena albufeira natural pouco profunda.

Praia do Verim, Póvoa de Lanhoso

Nesta praia tem duas opções: ou estende a toalha logo no areal ou percorre uma pequena ponte de madeira, até chegar a um ilhéu mesmo no meio do rio. Um cenário idílico e que proporcionará um dia incrível!

Nas próximas férias já sabe: reserve uns dias para se perder de amores pelos encantos de Trás-os-Montes.

Veja também: